O orgulho de ser Associado Aurora

“Aqui todos evoluem e ganham” – Família de Pinto Bandeira fala da emoção, compromisso e honra de fazer parte da Cooperativa

Os produtores, têm na formação de associações um mecanismo que lhes garante melhor desempenho para competir no mercado. Associado desde 1978 na Cooperativa Aurora, o produtor Zulmir Bottin, de Pinto Bandeira, está satisfeito com os benefícios recebidos da Aurora. “A Cooperativa é uma extensão do produtor. Somos uma família que trabalha unida. Esperamos que a Aurora continue progredindo e temos nela a mão amiga que precisamos”, diz o aposentado de 86 anos.

“Acompanhei parte dessa história de crescimento da Cooperativa. Estou contente com o trabalho que está sendo desenvolvido e acredito que é devido a essa seriedade e de boa parceria entre Cooperativa e cooperado que temos hoje em nossa região a grandeza da Aurora”, diz o associado.

O filho Sérgio Bottin, 59 anos, a nora Roseli, 52 anos e os netos, Tadeu, 25 anos e Cleiton, 34 anos vivem na propriedade e cuidam dos parreirais com dedicação e carinho. A família dá sequência à tradição herdada dos pais: produzir uvas. O trabalho fez com que ele se transformasse em um agricultor exemplo da região já foi promovido a manhã de campo, isso quer dizer que um especialista em determinado assunto reúne pessoas na propriedade e visitam as plantações. Além das visitas o evento conta com palestras técnicas e troca de experiências. “É um prazer ser sócio da Aurora. Entregamos nossa produção com segurança. Na Cooperativa, nós agricultores cooperados contamos com a orientação direta dos técnicos da Vinícola, responsáveis pelo acompanhamento de todas as etapas do vinhedo. Assim sempre entregamos produtos com qualidade”, conta Sérgio.

“A Aurora é uma Cooperativa que une as famílias. O grande desafio da Aurora agora é que os jovens continuem o que seus antepassados começaram. Neste momento de crise, muitos que abandonaram a vida no campo estão voltando. Penso que este é o momento de recebermos bem esses jovens e mostrarmos para eles que não só a qualidade de vida, mas o próprio ganho financeiro na produção da uva reserva um futuro mais promissor. A maioria dos cooperados tem mais de 60 anos de idade. É o momento de valorizarmos e darmos todo o apoio necessário ao nosso produtor” diz Itacir Pedro Pozza, presidente da Aurora, destacando que as famílias são o alicerce para crescimento sólido da Aurora.

Produção

“Nesta data também marcarmos o início da colheita”, relata o produtor. “Cultivamos as variedades Chardonnay, Trebbiano e Moscato Branco e híbrido e a expectativa é de chegar aos 250 mil quilos” fala com empolgação o produtor.

Devido às melhores condições climáticas e os trabalhos de manejo do solo, neste ano, Sérgio terá uma de suas melhores colheitas. Ele explica que, neste momento, para ter perdas significativas somente se o tempo não colaborar.

Fotos: Marlove Perin

0 respostas

Deixe uma resposta

Comente este artigo
Descreva sua opinião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro + cinco =