Conta de Luz terá aumento médio de 7,17% neste ano

A conta de luz vai subir este ano. E o principal motivo é uma indenização bilionária que o governo federal vai pagar para empresas transmissoras de energia. Essa é uma herança do governo Dilma. Vamos entender por que é que sobrou para o consumidor:

A indenização é de R$ 62,2 bilhões. Foi acertada em 2012 e se refere a investimentos feitos pelas empresas transmissoras de energia que não foram pagos até hoje. Essa conta vai levar oito anos para ser quitada. E agora, em 2017, o reajuste médio para o consumidor será de 7,17%. Em alguns casos, o reajuste pode ser ainda maior. Nos últimos quatro anos, a conta de luz sofreu fortes variações. Em 2012, o governo reduziu o valor da conta em 20% – em uma época em que os reservatórios das hidrelétricas estavam em baixa. Em 2013, nova queda de 15,66% – e a seca apertou ainda mais. Tudo isso fez a conta disparar em 2014: alta de 17,06%. E foi ainda pior em 2015: a alta bateu os 51%.

No ano passado, quando a forte estiagem deu um alívio: o consumidor sentiu uma redução de 10,66% na conta de luz. O reajuste recebeu críticas e a Aneel explicou que o aumento pode ser ainda maior, dependendo de onde o consumidor mora.

Fotos: Divulgação

0 respostas

Deixe uma resposta

Comente este artigo
Descreva sua opinião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois × três =