Emocionado, Associado Nestor Cecconi diz que Cooperativa Aurora é a extensão de sua família e propriedade

A Cooperativa Aurora representa “parte da minha vida”, até me emociono. É uma extensão da minha família e da minha propriedade” resume em poucas palavras Nestor Cecconi, 47 anos. Proprietário de parreirais em Monte Belo do Sul, o viticultor viu na agricultura uma oportunidade de continuar a tradição do pai Domingos e ampliar os ganhos.

A opção foi continuar com o plantio dos vinhedos e de ser associado à Cooperativa Aurora. A determinação deu resultado e, hoje, são colhidos aproximadamente 100 mil quilos de uva das variedades Egiodola, Prosecco, Isabel, Seibel, Moscato Embrapa e Coder. A paixão pelos vinhedos foi herança da família. O desafio agora é transmitir o legado e garantir a sucessão.

Casado com Rosane, o casal tem duas filhas, Josiane, 10 anos e Vitória, 5. A mãe de Nestor, Ires, 78 anos mora com a família e também é associada da Cooperativa.

“Desde a época de crise eu comecei a participar mais assiduamente da Cooperativa, até então eu participava mais como fornecedor do que associado. Fiz parte do primeiro grupo do Comitê Educativo fundado na época da recuperação com a intenção de começar a melhorar, de sermos mais participativos, de cuidarmos e não tratá-la como uma simples empresa onde você apenas entrega a uva e, sim com parte do nosso negócio. Ajudei e participei no grupo de associados que se propuseram a mudança de estatuto na época em que possibilitou algumas mudanças na questão da administração do Conselho, aumentando o número de conselheiros no sistema de eleição. De lá para cá tenho uma participação ativa, procuramos trabalhar com os associados para que haja gente competente como o atual Presidente, um homem capaz, que apresenta resultados financeiros, mesmo em época de crise onde praticamente dobrou o faturamento. Então, pra mim isso é competência, cuidar do que é nosso. Hoje temos uma empresa sólida que nos dá orgulho. Quando me refiro a Cooperativa é no trato com os associados, na abertura que a empresa tem com as pessoas que fazem parte dela, no sentido de mostrar a realidade, o que realmente acontece, as decisões internas que são tomadas, isso faz com que sentimos segurança no trabalho. Nós agricultores temos uma empresa de céu aberto, temos que lidar com o clima e sendo associado da Aurora temos suporte e garantia de entrega da uva” explica Nestor.

Itacir Pozza, presidente da Aurora diz que o maior prêmio da Cooperativa é valorizar o produtor e incentivá-lo a ficar na propriedade rural.

 

Fotos: Marlove Perin

0 respostas

Deixe uma resposta

Comente este artigo
Descreva sua opinião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.