Sindicato Rural da Serra Gaúcha obtém registro

Em posse do registro sindical do Ministério do Trabalho, entidade passa a ter ainda mais força na representatividade dos produtores rurais e seus associados

O Sindicato Rural da Serra Gaúcha têm uma razão a mais para comemorar. Isto porque foi publicado, assinado e reconhecido pelo Secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Trabalho, através do Ministro Carlos Cavalcante de Lacerda, e já divulgado no Diário Oficial da União (DOU) da segunda-feira, 24 de abril, o deferimento do Registro Sindical do Sindicato Rural da Serra Gaúcha. Com a Carta Sindical, o Sindicato Rural da Serra Gaúcha passa a ter ainda mais força na representatividade dos produtores rurais e seus associados.

Com base na cidade de Bento Gonçalves, a entidade abrange também as cidades de Carlos Barbosa, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Santa Tereza e Pinto Bandeira. Atualmente, são 750 associados, de 300 famílias. Com mais esta conquista, que iniciou em 2013, o Presidente do Sindicato, Elson Schneider, destaca que mais que intermediar demandas da classe junto às esferas de governo, o sindicato projeta se estabelecer como uma central técnica, oferecendo apoio nas áreas contábil, jurídica e de engenharia agrônoma e ambiental, entre outras. “Temos que pensar como verdadeiros empresários rurais. Quem quiser se manter e também crescer, terá que se profissionalizar cada vez mais. Queremos ampliar o diálogo, saber mais a fundo o que os associados esperam do Sindicato e, por outro lado, também mostrar o papel da entidade, o que ela pode e não fazer enquanto representante dos seus associados”, explicou Schneider. “Também queremos fazer uma parceria com a nova Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bento Gonçalves. Temos muitos assuntos em comum, precisamos somar forças. Com a cadeia unida, fica mais fácil de superar obstáculos e buscar soluções” frisa Schneider.

Fotos: Marlove Perin