Doce tradição: produção de uva reúne gerações na Cooperativa Aurora

Cultivo da fruta é comum no interior. São associados, como Leopoldo Puton, 73 anos, mantém a tradição herdada dos avós

A tradição herdada dos avós que começa lá atrás, na descendência de imigrantes italianos que, vieram da Itália mexe com a memória afetiva de muitas famílias.

É o caso da família Puton, em Monte Belo do Sul. Leopoldo leva adiante a tradição ensinada pelo seu pai de produzir uvas. Aos 73 anos esbanja saúde e alegria. Ele mora num pequeno paraíso, localizado nas encostas da Serra Gaúcha, na Estrada da Vindima. O município de Monte Belo do Sul, maior produtor per capita de uvas, tem cerca de 2,8 habitantes e é cercado por parreirais que tornam as paisagens deslumbrantes. Associado a maior Cooperativa do Brasil, a Aurora desde 1965 o produtor tem nela seu apoio diário “Aurora é uma família. Temos orgulho em dizer que crescemos a cada dia e isso é reflexo da dedicação de cada um de nós associados. Sem dúvidas continuaremos crescendo e levando aos clientes produtos de excelência” diz Leopoldo. “Nasci aqui e é aqui que quero morrer. Cresci debaixo dos parreirais. Gosto de plantar e de ver as plantas crescerem, se desenvolverem e dar frutos. Não arredo pé deste lugar” ressalta o agricultor.

Foi lá que ele criou suas duas filhas. A filha, Graziela, 46, é casada com Silvio Pizzi e mora em Porto Alegre. A filha mais nova, Marlouve, 41, a neta Gabriela,18, e o Genro Vanderlei Ferronato, moram em Bento Gonçalves. Todos têm algo em comum: o amor pela terra. “O segredo para se manter no interior e garantir a sobrevivência da família e da terra é ter persistência e atualização às novidades” destaca Leopoldo. Segundo ele, é preciso prestar atenção nas mudanças, buscar novas técnicas. “Hoje, a Cooperativa Aurora, da qual somos sócios, nos dá toda a assistência necessária” lembra. Mais do que tudo isso, é gostar da natureza e da terra. “ Não é um trabalho fácil. Também não dá para desanimar quando uma safra não dá certo. É pre preciso erguer a cabeça e recomeçar” recomenda o produtor. Toda a produção de Leopoldo é vendida para a Cooperativa Aurora. São quatro hectares de uvas das variedades: Isabel, Seibel, Moscatel Nazareno e Merlot. Para este ano, a expectativa é colher uma safra normal, porém tudo vai depender do clima, afirma o produtor.

Fotos: Marlove Perin