Dois últimos ursos são resgatados no Nepal

Animais sofrem com traumas psicológicos após viverem anos de abuso e receberão cuidados especiais

Com os dentes removidos, os narizes perfurados com uma barra quente e amarrados, os dois últimos ursos que eram obrigados a se apresentar para espectadores no Nepal foram resgatados. O macho Rangila, de 19 anos, e a fêmea Sridevi, de 17, eram mantidos na cidade de Iharbari. A polícia rastreou os celulares dos proprietários do local onde estavam os animais e os encontraram em um estado que classificaram como “angustiante”. A ideia é futuramente transferir Rangila e Sridevi para um santuário da vida selvagem na Índia. D’Cruze tem esperança de que os ursos possam se recuperar dos maus-tratos sofridos.

Segundo Neil D’Cruze, da ONG Proteção Animal Mundial, contou ao “Huffington Post”, que os ursos dançarinos são ilegais no Nepal de acordo com a Lei de Proteção da Vida Selvagem de 1973. Ele disse ainda que essa prática centenária foi encerrada em países como a Grécia, a Índia e a Turquia. E acrescentou que os grupos internacionais de proteção animal tentam acabar com ela no Paquistão.

“Ambos os ursos (Rangila e Sridevi) estão em condições psicológicas péssimas, mostrando sinais de comportamento estereotipado, incluindo chupar as patas e balançar constantemente a cabeça, além de agressividade, devido ao treinamento cruel e constante que sofreram no cativeiro”, disse D’Cruze.

Os ursos foram levados para um parque nacional no Nepal. De acordo com a “National Geographic”, os dois dos homens que os possuíram foram temporariamente contratados para cuidar deles no parque. A medida visa a ajudá-los financeiramente para que não dependam mais da dança do urso para seu sustento.

Fotos: HANDOUT / AFP

Pão caseiro tradição de vó

O Natal é um dia cheio de tradições. Algumas famílias já estão preparando a ceia de natal. Na família Canossa em Monte Belo do Sul os preparativos já iniciaram ainda no sábado com a preparação do pão caseiro. Leni Canossa, moradora de Monte Belo do Sul, disse que todos colaboraram para fazer os pães. “teve quem amassou, quem fez o fofo, quem providenciou as folhas de bananeira e a vassoura, teve quem deu palpite..rsrsrs, todos fizeram sua parte” diz Leni. Ainda segundo ela o segredo para os pães ficarem lindos, é ter dedicação e bom humor.

Ingredientes
1kg de farinha de trigo
1/2 xícara de óleo
1/2 xícara de açúcar
1 ovo médio
1 colher (sopa) de sal
10g de fermento biológico
Aproximadamente dois copos de água

Preparo

Em uma bacia, peneire a farinha para retirar possíveis bolinhas. Coloque o açúcar, depois o sal. Acrescente o ovo, seguido de óleo. Por último coloque o fermento biológico. Vá colocando água aos poucos até a massa ganhar consistência para sovar e desgrudar da bacia e das mãos. Sobe com força até perceber que a massa está no ponto. Deixe crescer e sobe mais um pouco. Coloque em uma assadeira ou folha de milho ou folha de bananeira e deixe crescer mais um pouco. Asse em forno e já aquecido por aproximadamente 30 minutos.

Dica: antes de adicionar o fermento na mistura, coloque de molho em água morna e uma colher de sopa de açúcar e deixe crescer.

Fotos: Leni Canossa

Carteira de Habilitação Digital já está disponível: saiba como fazer a sua

Serviço funciona por meio de aplicativo gratuito para smartphones e poderá ser apresentado no lugar da carteira de papel. Antes de baixar o app, condutor deve ter dados cadastrados na base do Denatran

A carteira de habilitação digital (CNH-e) passa a valer a partir desta sexta-feira (22) no Rio Grande do Sul. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RS), os condutores que baixarem o serviço por meio de um aplicativo gratuito não precisarão carregar o documento impresso, desde que o aparelho esteja funcionando e carregado em caso de fiscalização.

A CNH-e estava prevista para começar a operar no estado em fevereiro de 2018, mas teve o início antecipado. Conforme o governo gaúcho, o Rio Grande do Sul é um dos seis primeiros estados do país a adotar o documento digital.

A adesão é opcional e o aplicativo pode ser encontrado nas lojas digitais Google Play e App Store. Antes de baixar o app, o condutor deve ter um número de celular e um endereço de e-mail cadastrados na base do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Para isso, são indicadas duas opções: dirigir-se a qualquer Centro de Formação de Condutores (CFC) para atualizar os dados pessoais e fazer um cadastro no Portal de Serviços do Denatran ou, para quem possui certificação digital, comunicar todos os dados diretamente no portal do Denatran.

A CNH-e armazena todas as informações do documento impresso e tem o mesmo valor jurídico da carteira no papel. Para utilizar o serviço, é preciso ter a versão da CNH impressa emitida a partir de 2 de maio de 2017, que conta com um QR Code (código escaneável em aparelhos eletrônicos) na parte interna. O código está disponível nos documentos de habilitação emitidos a partir de 2 de maio deste ano.

A versão impressa continuará sendo emitida normalmente, mas o condutor pode dirigir apenas com a CNH-e. Nesse caso, os órgãos de fiscalização salientam que os motoristas precisam ficar atentos ao funcionamento dos smartphone, porque se o aparelho estiver descarregado, por exemplo, será considerado que a CNH não está sendo portado, o que gera uma infração leve, que prevê multa de R$ 88,38, três pontos na carteira e retenção do veículo até a apresentação do documento.

Fotos: Douglas Mafra / Detran-RS

Prêmio Vítor Mateus Teixeira agracia grupo Ragazzi Dei Monti de Monte Belo do Sul

Os deputados indicaram, os jurados escolheram e a mesa diretora da Assembleia Legislativa referendou, os vencedores do Prêmio Vitor Mateus Teixeira, o Teixeirinha. O grupo Ragazzi Dei Monte recebeu na noite da quarta-feira, dia 06, o Prêmio Vítor Mateus Teixeira de 2017. A indicação é do Deputado Gilmar Sossela (PDT). As 19 categorias do prêmio promovido pela Assembleia Legislativa tiveram indicações e destacam talentos do cenário musical regionalista, nativista e de projeção urbana do Rio Grande do Sul. A cerimônia de entrega aconteceu no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa em Porto Alegre.

Em homenagem ao músico, cantor, compositor e cineasta, o Prêmio Vitor Mateus Teixeira foi instituído pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul por meio da Resolução 2.708, de 19 de agosto de 1997. Este tributo a Teixeirinha busca reconhecer, valorizar e incentivar os trabalhos e ações que divulguem a música e o artista gaúcho.

Consulado do Grêmio de Pinto Bandeira realiza exibição da final da Libertadores

O único representante brasileiro na Copa Libertadores da América 2017, o Grêmio Porto alegrense, teve um grande apoio de sua fanática torcida no Clube Rosário, em Pinto Bandeira. A nação gremista se reuniu na quarta-feira, 29 de novembro para apoiar o time gaúcho, diante do Lanús, da Argentina, no primeiro jogo das finais da Copa Libertadores da América. Mais de 250 torcedores se reunirão no Clube Rosário para a exibição do Jogo e confraternizar.

O objetivo do Consulado do Grêmio de Pinto Bandeira é promover a integração e aproximar a torcida gremista da cidade com o Time do Grêmio. Para 2018, haverá a realização de um Jantar de Confraternização do Consulado para o público. O consulado busca sócios e parceiros para oficializar a paixão gremista e ajudar a escrever uma história cheia de conquistas.

O consulado é Formado por Volmar Mazzotti, Deonei Laikowski, Vanessa Detoni Ferrari, João Pozzatti e Rogério Ceccon. Para mais informações ou associar-se entre em contato pelos fones: (54) 9 9174-8140 (Volmar), (54) 9 9974-1872 (João), (54) 9 9627-7576 (Vanessa) e (54) 9 9605-6181 (Deonei).

Foto: Divulgação

Janaine Arpine é a nova Secretaria de Saúde de Pinto Bandeira

Natural de Pinto Bandeira, Janaine Arpine assumiu dia 13 de novembro a Secretaria Municipal de Saúde de Pinto Bandeira, em substituição a secretária Carla Trombini Jambers Facchin. Farmacêutica de formação tem experiência na área.

Monte Belo do Sul recebe prêmio Gestor Público 2017

O Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa do RS esteve lotado na noite da terça-feira 07 de novembro para premiar os melhores projetos públicos dos municípios gaúchos inscritos na 16ª edição do Prêmio Gestor Público (PGP). Monte Belo do Sul foi agraciado com o prêmio Gestor Público 2017. Através do Projeto “Monte Belo: Música, Canto e Dança”, criado em 2006, por meio do Programa de Alfabetização Musical e Dança “Fazendo Arte com Arte”, integrante das secretarias municipais de Cultura e Turismo, Educação e Desporto, e Saúde e Assistência Social, visa propiciar aulas gratuitas a crianças, adolescentes e adultos. O prefeito Adenir José Dallé destaca que a iniciativa do prêmio troféu Prêmio Gestor Público proporciona aos gestores e sua equipe, a oportunidade de mostrar seus projetos que estão melhorando e contribuindo as comunidades. “Ficamos muito felizes por esta conquista, essa premiação, reconhece o trabalho, as propostas e ações que têm impacto positivo na vida das pessoas e essa é a ideia e finalidade de todo projeto e ação que lançamos”, define Dallé.
A edição 2017 do Prêmio Gestor Público teve 59 municípios inscritos e mais de 90 projetos que concorreram às premiações. O PGP é promovido, desde 2002, pela categoria dos auditores-fiscais da Receita Estadual do RS, através do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Tributária do RS (Sindifisco-RS) e da Associação dos Fiscais de Tributos Estaduais do RS (Afisvec).

Governo Federal mantém preço mínimo da uva para a safra 2017/2018

Valor referente à Isabel de 15 graus Babo será de R$ 0,92, o mesmo praticado ao longo deste ano

Foi definido o preço mínimo a ser pago pelo quilo da uva industrial, será de R$ 0,92 para a 2017/2018 O valor se refere à variedade Isabel de 15 graus Babo. A definição foi feita pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), órgão do Governo Federal, e publicada no Diário Oficial da União, por meio de portaria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O índice é o mesmo praticado no decorrer de 2017. Válido para as regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil, o preço vigora a partir de 1º de janeiro de 2018 e será praticado até 31 de dezembro do mesmo ano.

Papai Noel já chegou em Monte Belo do Sul

Papai Noel recebeu a chave da cidade de Monte Belo do Sul na noite do domingo dia 17. Ele que foi aplaudido por várias crianças e moradores que acompanharam de perto a sua entrada no Ginásio de Esportes da Escola Pedro Migliorini. Antes da chegada do Papai Noel o público aproveitou por aproximadamente duas horas o Recital da Família, com apresentações do Projeto Monte Belo, Música, Canto e Dança. Apresentações, fogos de artifício, iluminação, brincadeiras e muito calor humano. Foi assim o Belo Natal de Monte Belo do Sul que iniciou no sábado, dia 16. Brinquedos infláveis para a criançada foram colocados junto a Praça Padre José Ferlin, enfeitada no clima de Natal, além dos desfiles das Escolas Caminhos do Aprender, Roman Ross e Pedro Migliorini, com o tema “Natal da Sagrada Família”.

Para o secretário de Cultura e Turismo, Álvaro Manzoni, “não podíamos deixar de fazer uma programação para a nossa comunidade. A gente agradece as Secretarias do Município, as mulheres voluntárias, temos que reconhecer a união para fazer um bom Natal”, destacou.

Fotos: Merlo Fotografias

Sicredi Serrana atinge a marca histórica de 100 mil associados na região

Esta terça-feira, 19 de dezembro, é uma data histórica para a Sicredi Serrana. A Cooperativa de Crédito fundada em 30 de outubro de 1985 alcançou o número de 100 mil associados, nos 23 municípios da sua área de atuação.

Esse é um momento de grande celebração para Associados, Conselheiros, Coordenadores de Núcleo e Colaboradores. É uma conquista que reflete o reconhecimento da sociedade pela forma de atuação e proposta de relacionamento do Sicredi.

Para o Presidente da Sicredi Serrana, Marcos André Balbinot, esta conquista deve ser amplamente divulgada e celebrada. “Somos um empreendimento de propriedade coletiva, cujo sucesso é mérito de todos os que fazem essa história. Por isso, a conquista de 100 mil associados precisa ser compartilhada e festejada. Cada associado é único e muito importante neste desenvolvimento. Seguimos nosso firme propósito de ser uma influência positiva na vida dessas pessoas, empresas e da sociedade”, destaca.

Em seus 32 anos de história, a Sicredi Serrana está cada vez mais reconhecida pelo seu comprometimento com a região. Sua proximidade com associados, com a sociedade, com entidades e com a cultura regional tem se tornado um diferencial que, mesmo diante do cenário econômico adverso, permitiu um excelente 2017 analisado sob todos os aspectos.

Evolução e Perfil dos Associados

A Sicredi Serrana iniciou suas atividades atendendo associados da Cooperativa Santa Clara, em Carlos Barbosa. A partir da iniciativa dos seus 25 sócios-fundadores, a semente do Cooperativismo de Crédito foi plantada na região. Dez anos depois, ainda atendendo associados da Santa Clara, a Sicredi Serrana contabilizava 1.121 associados e iniciava sua expansão para todos os 23 municípios da área de atuação.

Em 2006, então com 20.890 associados, a Livre Admissão autorizada pelo Banco Central mudou o perfil da Sicredi Serrana e marca o início de sua grande expansão acompanhando a evolução do Sistema Sicredi.

A partir daquele ano, todas as pessoas jurídicas e físicas, urbanas e rurais, passam a ter acesso ao quadro social da Cooperativa. Essa diversidade de público e de economias é que marcam o ritmo de crescimento, de resultados e de atividades da Sicredi Serrana. Um autêntico reflexo das características da Serra Gaúcha e Vale do Caí, que formam a área de atuação da Cooperativa.

Depois de manter anos de expressivo crescimento no quadro social, os dois últimos anos marcam uma nova proposta de gestão que potencializou ainda mais a chegada de novos associados. Mais de 8 mil associados em 2016, e mais de 10 mil associados neste ano, consolidou essa grande conquista que está sendo celebrada com os associados e com a sociedade.

Enquanto perfil, o quadro social da Cooperativa é composto em 9% de Empresas, 11% do agronegócio e agricultura familiar e 80% são urbanos. Entre as pessoas físicas, 71% dos associados têm até 50 anos de idade, o que demonstra o perfil jovem do quadro social. Entre as empresas, 44% estão classificadas como serviços, 34% do comércio e 22% da indústria.

A marca dos 100.000 associados da Sicredi Serrana representa que 1/4 de toda a população e 1/3 de todas as empresas da região são associadas da Sicredi Serrana.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa com 115 anos de história, integra 118 Cooperativas Singulares, com mais de 3,6 milhões de associados e mais de 1,5 mil agências, em 21 estados do país.

Fotos: Fábio Prina / Sicredi Serrana