Brigada Militar prende mais um suspeito de ataque a carro-forte na Serra gaúcha

Homem foi preso em uma casa abandonada, no município de Santa Tereza, após informações de moradores, segundo a Brigada Militar (Foto: Divulgação/Brigada Militar)

A Brigada Militar prendeu na madrugada do domingo (11) mais um suspeito de integrar a quadrilha que assaltou um carro-forte na BR-470, na última terça-feira (6), na Serra Gaúcha. Segundo a Brigada, informações da comunidade levaram ao paradeiro do homem, em uma casa abandonada na cidade de Santa Tereza, a cerca de 10 km do local do ataque.
Três homens já haviam sido presos em um cerco, montado após o ataque. A Brigada Militar confirmou que as buscas seguem na região, sem informar quantos criminosos ainda são procurados.

Ataque com explosivos 
O carro-forte foi atacado na manhã de terça-feira, no km 198 da BR-470, entre Bento Gonçalves e Veranópolis. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os assaltantes utilizaram explosivos para atacar o veículo. Houve tiroteio.
Os criminosos fugiram em dois carros, um Honda Civic preto e um Siena branco por uma estrada de chão, levando diversos sacos de dinheiro. Eles abandonaram os veículos em um matagal. Um dos carros tinha marcas de sangue.
Um cerco foi montado por policiais, e até helicópteros chegaram a ser usado nas buscas. Uma mulher foi mantida refém em um restaurante que fica às margens de uma estada rural, em Monte Belo do Sul. Ela foi liberada sem ferimentos. Três homens foram presos logo após o ataque. Um deles foi baleado na perna. Ele estava em uma área de vegetação com um fuzil.