Podridão Olho de Boi das Maçãs é tema de Workshop em Vacaria, RS

Podridão Olho do Boi em maçãs com ferimentos por granizo Foto: Rosa Valdebenito

Durante o dia 22/03 pesquisadores da Epagri, UDESC, Embrapa Uva e Vinho, UCS, Proterra, Monsanto e Universidade de Nebraska vão discutir a Podridão Olho de Boi das Maçãs no CIC em Vacaria, RS.
A podridão ‘olho de boi’ (POB), também conhecida no Brasil como Pezícula, é causada por espécies do fungo Neofabraea (Cryptosporiopsis sp.) sendo atualmente uma das principais doenças da cultura da macieira no Sul do Brasil. A doença também ocorre causando perdas significativas em outros países produtores, principalmente na fase de armazenamento.
A doença, em geral, passa despercebida no campo pois os frutos infectados desenvolvem a podridão somente durante a frigorificação. No entanto, as infecções em frutos sem ferimentos podem ocorrer em qualquer fase do desenvolvimento, com maior suscetibilidade nas fases finais de maturação. No pomar, o patógeno só é encontrado quando há ocorrência de granizo ou ferimentos causados por insetos. Nesse caso, as frutas apresentam podridões amareladas com halo escuro tanto no campo quanto no “packing house”.
A podridão “olho de boi” é responsável por perdas que variam de 8 a 20% no período final da armazenagem, podendo atingir até 35% de podridão quando se soma as perdas na saída do frio e na comercialização. Considerando que no Brasil a capacidade de armazenagem de maçãs é de 700.000 toneladas de maçãs e que a metade do volume fica frigorificada por mais de cinco meses, são estimadas perdas anuais da ordem de 50 a 70.000 toneladas de maçãs pela doença.
As dificuldades para o manejo da doença, que também causa sintomas de cancro em ramos de um e dois anos de idade, residem no fato do patógeno estar presente nos ramos e gemas durante todo o ciclo da cultura e também nas lenticelas dos frutos, independentemente das aplicações de fungicidas.
Instituições de pesquisa do Brasil desenvolveram estudos sobre a caracterização e biologia do patógeno, bem como de estratégias para o seu controle cultural, físico e biológico. Essas informações serão apresentadas aos técnicos, produtores e estudantes interessados no evento.

Serviço
O que: I Workshop sobre a Podridão Olho de Boi das Maçãs
Onde: Câmara de Indústria, Comércio, Agricultura e Serviços de Vacaria (CIC Vacaria) – Rua Borges de Medeiros, 1288 – Vacaria, RS
Quando: 22/03/2018 – 5ª feira
Inscrições: Agapomi (54)3232-2070
Investimento: R$100,00 (sócios AGAPOMI e ABPM), R$ 150,00 (estudantes), R$ 200,00 (público em geral),
Apoio: Epagri, UCS, UDESC, Monsanto, ASAV
Realização: Agapomi, Proterra, Embrapa
Mais informações: acesse o folder eletrônico no link https://goo.gl/j3gXv7 .