Vacinação contra a febre aftosa começa em maio

Bovinos e bubalinos devem ser vacinados Foto: Divulgação

A vacinação contra a febre aftosa começará no próximo mês. A partir do dia 1º de maio, os rebanhos de bovino e bubalino, de todas as idades, deverão ser vacinados.
As doses da vacina devem ser adquiridas em casas agropecuárias credenciadas na Secretaria de Agricultura. Após, o criador deve comprovar a compra e aplicação através da apresentação da nota fiscal e informar a relação de animais vacinados na Inspetoria de Defesa Agropecuária, em até cinco dias após a compra. Quem não comprovar que realizou a vacinação no rebanho pode ser multado.
A divisão de febre aftosa do ministério orienta que a vacina seja aplicada na região da tábua do pescoço, debaixo do couro do animal (região subcutânea). Confira outros cuidados que devem ser tomadas para garantir o sucesso da imunização:
Manejo cuidadoso
Para que o rebanho fique protegido contra a febre aftosa, os criadores devem ter os seguintes cuidados:
– Comprar as vacinas somente em lojas registradas;
– Verificar se as vacinas estão na temperatura correta: entre 2°C e 8°C;
– Para transportá-las, usar uma caixa térmica, colocar três partes de gelo para uma de vacina e lacrar;
– Manter a vacina no gelo até o momento da aplicação;
– Escolher a hora mais fresca do dia e reunir o gado. Lembrar que só devem ser vacinados bovinos e búfalos;
– Durante a vacinação, manter a seringa e as vacinas na caixa térmica e usar agulhas novas de preferência do tamanho 15mm por 18mm, limpas;
– Lembrar que a higiene e a limpeza são fundamentais;
– Agitar o frasco antes de usar e aplicar a dosagem certa em todos os animais: 5 ml;
– Aplicar na tábua do pescoço, embaixo da pele, com calma;
– Preencher a declaração de vacinação e entregá-la no serviço veterinário oficial do estado junto com a nota fiscal de compra das vacinas.