Jovens podem realizar alistamento militar até 30 de junho

A prefeitura de Monte Belo do Sul também recebe o alistamento, mais informações pelo fone (54) 3457 2050 Antonio Cruz/Agência Brasil

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os jovens que completam 18 anos em 2018 já podem realizar o alistamento militar. De 1º de janeiro até 30 de junho, é possível cumprir com a obrigação pelo site ou diretamente nas Juntas de Serviço Militar mais próximas.
A prefeitura de Monte Belo do Sul também recebe o alistamento, mais informações pelo fone (54) 3457 2050.
Para se alistar no site, é necessário informar apenas o número do CPF. Caso o jovem não possua o documento, deve levar à junta militar a certidão de nascimento, comprovante de residência e um documento oficial com fotografia, como a carteira de identidade ou a carteira de trabalho.
Uma vez feito o alistamento, o jovem recebe um número de registro de alistamento no Certificado de Alistamento Militar (CAM) e poderá verificar, por meio do portal, se continuará na seleção para uma das Forças Armadas, Marinha, Exército ou Aeronáutica, ou se foi dispensado, recebendo o Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI). Anualmente, cerca de 1,8 milhão de jovens participam do processo e 100 mil são convocados e incorporados às Forças.
Obrigatoriedade
Todos os brasileiros do sexo masculino que fazem 18 anos neste ano devem se alistar, inclusive aqueles com deficiência física ou mental. Se perder o prazo, o jovem deve ir a uma junta, pagar uma multa de R$ 4,10, que aumenta por dia de atraso, e realizar o alistamento.

E fique atento: quem não se alista não pode se matricular em qualquer estabelecimento de ensino; obter passaporte ou prorrogar a validade do documento; ser empregado em empresas ou exercer cargo público; prestar concursos; obter carteira profissional e registro de diploma de profissões liberais; entre outros impedimentos.
Não é possível adiar o alistamento, apenas a incorporação, no caso daqueles que desejam participar de seleções dos quartéis da Marinha, Exército ou Aeronáutica. Os jovens que fazem faculdade de medicina, odontologia, veterinária ou farmácia podem adiar a incorporação até o fim do curso e, quando se formarem, poderão servir como oficiais temporário.

Monte Belo festeja Nossa Senhora de Caravággio

Com o Lema: “Com Maria, peregrinamos, somos irmãos, somos da paz”, a Capela Nossa Senhora de Carávag¬gio de Monte Belo do Sul promove no sábado, 26 de maio, festa em homenagem a sua padroeira- Nossa Senhora de Carávaggio. A programação inicia com o tradicional tríduo, nos dias 22, 23 e 24 de maio, às 19h30min, na igreja do salão da comunidade.
No dia festivo às 10h haverá missa seguida de procissão acompanhado de almoço às 12h. Às 15h bênção da saúde. Mais informações com os festeiros: Ivo e Vera Piovesana, Rudimar e Taisa Benvenuti e Jandir e Terciane Dal castel.

Oração a Nossa Senhora de Caravággio
Lembrai-vos, ó puríssima Virgem Maria, que jamais se tem ou¬vido que deixásseis de socorrer e consolar a quem vos invocou, implorando a vossa proteção e assintência; assim pois, anima¬do com igual confiança, como a Mãe amantíssima, ó Virgem das Virgens, a Vós recorro, de Vós me valho, gemendo sob o peso de meus pecados, humildemen¬te, me prostro a vossos pés.
Não rejeiteis as minhas súplicas, ó Virgem de Caravaggio, mas dignai-vos de as ouvir propíciae de me alcançar a graça que Vos peço. Amém.

Barbearia Fino Trato é a nova opção para homens em Monte Belo do Sul

A empresa é administrada pelo profissional Pablo Razia Wojciechowski, (centro) com colaboração do casal Paulo e Ieda Celso Foto: Divulgação

As barbearias conquistam cada vez mais espaço e quem ganha com isso são os homens. Com atendimento diferenciado e ambiente exclusivo, inaugura em Monte Belo do Sul, a Barbearia Fino Trato. A empresa é administrada pelo profissional Pablo Razia Wojciechowski, com colaboração do casal Paulo e Ieda Celso.
O espaço dedicado aos homens, oferece serviço de barba, cabelo e bigode, além de sala de jogos e cafés. Um ambiente descontraído e acolhedor.
A barbearia Fino Trato fica na Rua Daniel Simonetto, 322 – sala 11 Centro- Monte Belo do Sul e atende nas terças e quartas das 8 às 18 horas e de quinta a sábado das 8 às 20 horas.

Encontro em Pinto Bandeira reúne mulheres de quatro municípios

A próxima segunda-feira, 30 de abril, é o Dia Nacional da Mulher. E para celebrar a data, mais de 450 mulheres dos municípios de Pinto Bandeira, Bento Gonçalves, Santa Tereza e Monte Belo do Sul participaram, na quarta-feira, 24, do Encontro Microrregional de Mulheres Rurais. Essa 1ª edição do evento, que será itinerante, aconteceu no CTG Campo Velho, em Pinto Bandeira.
A programação iniciou com café da manhã e apresentação do Coral Ricordo Del Paese, seguida da abertura oficial, que contou com a presença do gerente regional adjunto da Emater/RS-Ascar de Caxias do Sul, Eloi Portolan, da coordenadora regional da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Lucimar Rodrigues, do prefeito de Pinto Bandeira, Hadair Ferrari, e de representantes das demais entidades promotoras do evento.
Lucimar parabenizou as mulheres e lembrou que a SDR é parceira do agricultor familiar, que trabalha de sol a sol para colocar alimentos na mesa das pessoas. “Para nós é muito importante esse trabalho com a mulher rural, batalhadora, que está aí sempre à frente”, ressaltou o gerente adjunto da Emater/RS-Ascar. Para o prefeito, esse foi um dia para valorizar as mulheres e fazer com que elas cresçam cada vez mais.
Após a abertura, houve palestra com Vera Miranda, com o tema “Mulheres de Atitude”, seguida de bênção e almoço. À tarde, a programação continuou com apresentação de grupo teatral e do grupo mirim do CTG, encerrando com música e café da tarde. Também foi disponibilizado durante o evento, em uma unidade móvel, orientação sobre os vários tipos de violência contra a mulher.
O Encontro Microrregional de Mulheres Rurais foi promovido pela Emater/RS-Ascar, Prefeituras de Pinto Bandeira, Bento Gonçalves, Santa Tereza e Monte Belo do Sul, Sindicato Rural da Serra Gaúcha, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Sicredi.

Festival de Rock em Pinto Bandeira reúne mais de 1500 pessoas

  Mais de 1500 pessoas marcaram presença no Pinto Stock que aconteceu no domingo, dia 15 de abril em Pinto Bandeira. O evento é uma das principais atrações da Semana do Município, em comemoração a sua emancipação política. As comemorações iniciaram com rústica, reunindo 180 participantes.
O Pinto Stock teve food trucks, espaço kids, chopp artesanal da Basílico Casa Gourmet exposição de carros antigos e de artigos do 6ºBCOM (6 Batalhão de Comunicações), além do show de Nei Van Soria, que encerrou a programação dos 22 anos de emancipação política do município.
A rua principal teve uma área coberta onde foram realizados os shows, a partir das 13h30min, garantindo os shows que teve muita chuva.
A recepção aos presentes ocorreu pelo prefeito Hadair Ferrari e vice Daniel Pavan, além da equipe da Prefeitura Municipal de Pinto Bandeira. O evento é promovido pela prefeitura de Pinto Bandeira, com organização do músico Diego Soligo.
“O mais bacana de cada edição do Pinto Stock é quando os músicos trazem seus filhos para curtir os shows das bandas. Isso é manter vivo o espírito rock and roll”, declara Soligo.

Líder em suco de uva integral no Brasil, Vinícola Aurora lança Casa de Bento Orgânico

A maior e mais premiada vinícola do Brasil leva ao mercado o seu suco de uva natural e integral Casa de Bento na versão orgânica

O suco de uva Casa de Bento é pura uva, sem qualquer adição de água, açúcares, corantes ou conservantes. Sua nova versão orgânica, disponível nas garrafas de 1 litro, de vidro verde, chega como uma opção para atender à demanda crescente de consumidores preocupados com a sustentabilidade e o meio ambiente, que entendem a saúde de uma forma mais completa, afirma Hermínio Ficagna, diretor executivo geral da Vinícola Aurora.
A produção orgânica permite que os alimentos cresçam de maneira equilibrada, seguindo o ritmo da natureza. Desta forma, os frutos acumulam mais energia vital e tornam-se uma excelente fonte de nutrientes. Muito mais que um alimento sem agrotóxicos, o suco orgânico é o resultado de um sistema de produção agrícola que busca manejar de forma equilibrada o solo e os demais recursos naturais: água potável, ar puro, radiações dos astros do sistema solar, solo, topografia, clima, biodiversidade mineral, vegetal, animal, insetos e de microvida, conservando-os no longo prazo e mantendo a harmonia desses elementos entre si e com os seres humanos.
A Vinícola Aurora é líder no mercado brasileiro em sucos de uva integrais, com suas marcas Casa de Bento e Aurora. O suco Casa de Bento Orgânico começa a chegar ao mercado e será um dos grandes destaques da vinícola em seu estande na Apas Show, a maior feira do varejo brasileiro, que será realizada em São Paulo, de 7 a 10 de maio, no Expo Center Norte.

Oficina de Turismo debate próximas ações em Pinto Bandeira

Alavancar os esforços e as estratégias para desenvolver o turismo em Pinto Bandeira. Esse foi o objetivo da palestra, seguida de Oficina, para elaboração da Política Municipal do Turismo realizado no município na quarta-feira, dia 18 de abril, no Salão Paroquial. Coordenada pela consultora do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RS) e Presidente da Associação Internacional do Enoturismo – Aenotur, Ivane Fávero, o encontro teve uma programação referente à área turístico cultural.

Teve palestra, contextualização da área do turismo sendo destacadas as potencialidades turísticas culturais do município e oficina. Ao todo, cerca de 60 pessoas participaram das atividades.   As ideias levantadas e discutidas na oficina serão compiladas e utilizadas para a reelaboração do Plano Municipal de Turismo. O documento serve como norte para as próximas ações.O Prefeito de Pinto Bandeira participou das atividades e lembrou que o turismo é feito pelos empreendimentos “Precisamos da participação do comércio, indústria, entidades e comunidade. Temos uma cultura extremamente forte, paisagens naturais e história. O poder público tem o dever de ajudar, mas nosso sucesso enquanto destino turístico depende da união de todos “explica.

Câmara de Vereadores de Monte Belo do Sul e Parlamento Regional buscará agenda para levar carta com demandas da vitivinicultura

Na manhã da quarta-feira, 18, o Presidente da Câmara de Vereadores de Monte Belo do Sul, vereador Onecimo Pauleti esteve reunido com o Presidente do Parlamento Regional, vereador e Presidente da Câmara de Bento Gonçalves,  Moisés Scussel Neto para definir agenda que percorrerá a carta com as principais demandas da cadeia da uva e do vinho construída no II Fórum de Debate do Setor Vitivinícola. O evento aconteceu no dia, no dia 6 de abril em Monte Belo do Sul.
Inicialmente será organizada uma agenda no Estado, para entrega na Assembleia Legislativa e Secretaria Estadual da Agricultura. Em nível Federal, na Frente Parlamentar de Defesa e Valorização da Produção Nacional de Uvas, Vinhos, Espumantes e Derivados da Câmara dos Deputados, para a Bancada Gaúcha federal, no Ministério da Agricultura e no Senado.
“Precisamos dar o encaminhamento desta Carta. Fazer com que ela chegue a classe governamental responsável pelo incremento e melhorias na cadeia produtiva da uva e do vinho. O objetivo é organizarmos esta agenda e vamos iniciar uma grande marcha e a cada tempo, reunir a Comissão para acompanhamento”, destacou o vereador Scussel.
Para o presidente da Câmara de Vereadores de Monte Belo, “no Fórum o objetivo foi atingido, com todos os elos de produção. É importante darmos este encaminhamento para acompanharmos esta Carta para ver o que estará andando e o que não estará, para divulgarmos para o setor”, disse Pauleti.
Entre as solicitações descritas na carta, estão:
Sugere-se para análise e para a tomada de possíveis providências, as proposições a seguir constantes:
-Dar competitividade ao vinho nacional, frente às facilidades tributárias existentes aos vinhos importados, revisando a questão tributária atinente e potencializar a divulgação ao incentivo do consumo de vinhos nacionais;
– Aprimorar as regras para a elaboração de sucos e vinhos coloniais;
– Fortalecer o enoturismo, criando políticas públicas que incluam o turismo e a cultura para alavancar o desenvolvimento das propriedades rurais;
– Priorizar a real valorização à qualidade da produção da uva;
– Disponibilizar recursos financeiros e técnicos para a conversão de parreirais em termos de melhoria de qualidade e consonância dos mercados consumidores, a partir de política agrícola;
– Disponibilizar recursos financeiros para a modernização da produção das pequenas vinícolas;
– Reformular a Lei Federal n. 7.678/1988, a qual trata da produção, circulação e comercialização do vinho e derivados da uva e do vinho;
– Fortalecer a assistência técnica específica para a cadeia produtiva da uva e do vinho;
– Retomar e ampliar o subsídio para o seguro agrícola por parte do Governo Federal, especialmente para a cadeia vitivinícola;
– Uniformizar as alíquotas de impostos entre os Estados;
– Incluir o suco de uva na cesta básica;
– Reduzir o ICMS e o IPI incidentes sobre o vinho;
– Disponibilizar financiamentos para a modernização da vitivinicultura para fortalecer a qualidade da uva, do vinho e da pesquisa em cadeia de relacionamento;
– Fortalecer culturas regionais;
– Diminuir os impostos sobre os implementos, insumos e máquinas, especialmente os importados;
– Valorizar o preço mínimo da uva em consonância com os custos de produção;
– Reduzir a incidência de impostos sobre o suco de uva por se tratar de alimento.
– E, por fim, além da exclusão do vinho do Regime de Substituição Tributária sobre a cadeia produtiva do vinho, que o Estado do Rio Grande do Sul seja protagonista junto ao Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ) na demonstração de que a Substituição Tributária é danosa para o setor vitivinícola e para o erário público.
– Sugere-se ainda, a criação de uma comissão de acompanhamento trimestral dessas pautas, integradas pelas representações políticas e institucionais do setor.

Vereadores aprovam projeto altera e acresce a redação da Lei Municipal 1299/2017

Um projeto de lei foi aprovado na da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Monte Belo do Sul da terça-feira (17). O projeto de Lei nº 18/2018, protocolado pelo Executivo municipal que altera e acresce a redação da Lei Municipal 1299/2017. Em abril de 2017 o Poder Legislativo aprovou a Lei Municipal que regulamenta a realização de Feiras Eventuais/Itinerantes no município. Segundo justificativa deste projeto aprovado, algumas medidas adicionais à legislação, visando um regramento ainda mais eficaz quanto à realização destes eventos e uma atenção especial às leis de defesa do consumidor e normas de segurança, bem como formas de garantia de que o comércio local tenha assegurada em Lei sua participação em férias que venham ocorrer no município.
Indicações
Três indicações foram aprovadas pelo Legislativo. A Indicação de autoria do Vereador Silvio Cesca que solicita ao executivo municipal a instalação de placas de sinalização, na ERS 431 km 18. Também de autoria do vereador Silvio Cesca, indicação que solicita ao executivo municipal conserto das portas dos banheiros públicos na praça padre José Ferlin. De autoria do vereador Nilso Cavaleri indicação que solicita ao Executivo Municipal pintura na arquibancada indicando o nome do campo municipal Primo Agosto Consoli.

ABS-RS abre inscrições para nova turma do Curso Profissional de Sommelier

Em sua sétima edição, programação tem início no dia 25 de maio, na Serra Gaúcha

Orestes de Andrade Jr., novo presidente da ABS RS

Uma profissão que é puro prazer. O Sommelier é o profissional especializado em bebidas, especialmente vinhos, e a sua correta harmonização com o alimento. Pois quem quiser trabalhar com isso ou fazer do conhecimento um requisito para ter mais prazer ao beber e comer, a Associação Brasileira de Sommeliers (ABS-RS) está abrindo uma nova turma do seu concorrido Curso Profissional de Sommelier. Ao todo, serão sete módulos (112 horas), sendo que o primeiro ocorre entre os dias 25 e 27 de maio.
A programação segue até dezembro, sempre com três aulas por mês (sextas, sábados e domingos), todas realizadas em vinícolas da Serra Gaúcha e no SPA do Vinho, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves.
Com aulas ministradas pelos maiores especialistas em bebidas do Brasil, o curso traz um abrangente conhecimento sobre o mundo do vinho, passando por noções básicas de degustação e vitivinicultura, análise sensorial, espumantes, além de técnicas de serviço do vinho e trabalho do Sommelier. O curso conta com degustação de vinhos de diferentes países e regiões em todas as aulas.
“Para quem quer seguir uma nova profissão, é possível ter ganhos de R$ 3,5 mil a R$ 5 mil”, afirma o presidente da ABS-RS, Orestes de Andrade Jr. Ele diz que esta turma, a sétima formada pela ABS-RS em três anos, foi antecipada de agosto para maio devido à grande procura. “Temos uma lista de espera com 80 interessados. As vagas devem se esgotar rapidamente”, afirma Orestes Jr. Os enófilos também são bem-vindos no curso da ABS-RS. “Temos alunos de várias profissões em busca de conhecimento específico e também para vislumbrar uma nova oportunidade de negócios”, conta o presidente da ABS-RS. “Muitos novos empreendimentos na área de bebidas e de comida saem dos nossos cursos”, revela.
O diploma, emitido em parceria com a ABS-SP, é válido em todo o Brasil e tem o reconhecimento internacional da ASI (Association de la Sommellerie Internationale). A metodologia do curso segue os parâmetros necessários para que os candidatos possam exercer todas as atividades da profissão de Sommelier.

Confira a programação do Curso Profissional de Sommelier:
Datas das aulas:
Módulo 1: 25 a 27 de maio – Serra Gaúcha (Vinícola a definir)
Módulo 2: 29 de junho a 1º de julho – Serra Gaúcha (Vinícola a definir)
Módulo 3: 3 a 5 de agosto – Serra Gaúcha (Vinícola a definir)
Módulo 4: 31 de agosto a 2 de setembro – Serra Gaúcha (Vinícola a definir)
Módulo 5: 12 a 14 de outubro – Serra Gaúcha (Vinícola a definir)
Módulo 6: 23 a 25 de novembro – Serra Gaúcha (Vinícola a definir
Módulo 7: 7 a 9 de dezembro – Serra Gaúcha (Vinícola a definir
Local:
Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha ou arredores – um módulo em cada vinícola de acordo com o cronograma.

Horários do curso:
Sexta: 16h visita vinícola (opcional) – 17h coquetel de boas-vindas (opcional) – 18h início da aula
Sábado: 8h30 às 18h (intervalo de 2h para o almoço)
Domingo: 8h30 às 12h

Investimento:
– R$ 5.250,00 (para associados da ABS-RS) – Link para inscrição on-line http://pag.ae/bmxhDjS
– R$ 5.490,00 (para não associados) – Link para inscrição on-line http://pag.ae/bcxhCTk
Valores podem ser parcelados em até 10x sem juros no cartão de crédito
Outras informações:
E-mail: contato@absrs.com.br
Telefone: 54 99972-0130 (com Ana Paula)