Agricultores fazem “tratoraço” em Monte Belo do Sul

 

Município de Monte Belo do Sul decreta situação de emergência

Um “tratoraço” foi realizado por vários produtores rurais na segunda-feira, 28, pela parte da manhã e tarde no trevo da ERS-444, entroncamento com a rodovia que liga a Santa Tereza quase que no acesso de Monte Belo do Sul. O ato foi pacífico. Nesta segunda aconteceram ainda atos em Garibaldi, Bento Gonçalves no Posto do Hélio e no trevo de Faria Lemos.
Os protestos seguem em todo país apesar da nova proposta do governo de reduzir R$ 0,46, no preço do diesel, entre outras questões, anunciada na noite de domingo, dia 27, em pronunciamento do presidente Michel Temer. A Associação Brasileira de Caminhoneiros (ABCAM) aceitou a proposta, e assinou o acordo para a suspensão das manifestações dos motoristas nas rodovias estaduais e federais de todo o país.
Na manhã desta segunda, a ABCAM anunciou a assinatura do acordo dizendo em sua página oficial que a entidade “decidiu assinar um acordo com o Governo para pôr fim às paralisações dos caminhoneiros autônomos” e ainda pediu que os profissionais voltem satisfeitos e orgulhosos para o trabalho. Conseguimos parar este país e sermos reconhecidos pela sociedade brasileira e pelo Governo deste país”.
O Presidente da Câmara de Vereadores de Monte Belo do Sul, Onecimo Pauleti (PMDB) e também produtor rural convocou toda a população da cidade para participar da manifestação em apoio à greve dos caminhoneiros “Como Presidente da Câmara Municipal e agricultor sei das lutas diárias que temos. Estamos ajudando no que está em nosso alcance e desde já gostaria de agradecer a todos os produtores rurais que estiveram no manifesto. Os caminhoneiros estão fazendo o que nós deveríamos ter feito a muito tempo. E não tivemos coragem até agora. Porque de agora em diante somos todos caminhoneiros “
O vereador bento-gonçalvense Moacir Camerini (PDT) esteve no local e manifestou publicamente seu apoio aos agricultores, assim como já havia feito no fim de semana, ao seu unir à mobilização dos caminhoneiros. “Não podemos mais aceitar a situação que estamos vivendo, com um governo que não olha para os trabalhadores de nosso país. Por isso, entendo que é a hora de reforçarmos essas cobranças e manter firmes as manifestações por mudanças. O povo já mostrou que tem força e pode muito mais”, ressalta Camerini.

Município de Monte Belo do Sul decreta situação de emergência
Com a greve completada uma semana na segunda-feira (28), o prefeito de Monte Belo do Sul, decretou, na terça, 29, situação de emergência preventiva no município. A decisão foi tomada após reunião com o Gabinete de Governo criado para avaliar os desdobramentos decorrentes da greve dos caminhoneiros e decidir sobre ações necessárias, a fim de minimizar os efeitos a população. Na ocasião, também foi definida uma estratégia para busca emergencial de combustível, destinado ao abastecimento de transportes essenciais como ambulâncias, viaturas da polícia, veículos do transporte público
Desde o início da paralisação, a Prefeitura adotou medidas de racionalização do uso de combustível e insumos, a fim de não interromper o atendimento dos serviços essenciais para população, bem como dos serviços públicos concedidos “Nosso atendimento para população é prioridade. Procuramos otimizar recursos e economizar combustível para que sejam direcionados às áreas essenciais como saúde e segurança, concentrando esforços para garantir a continuidade da prestação dos serviços públicos prioritários. A nossa preocupação é que tem muita gente sofrendo pela falta de certos produtos e a cada dia a situação se agrava mais, e se espera que logo esta situação se normalize.”, afirma o Prefeito.

Decreto nº 026/2018
ADENIR JOSÉ DALLÉ, Prefeito Municipal de Monte Belo do Sul, no uso de suas atribuições legais, que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município, e,Considerando a ocorrência da greve nacional dos caminhoneiros contra o aumento dos combustíveis que vem afetando de igual modo os serviços públicos oferecidos pelo executivo municipal;
Considerando que a greve dos caminhoneiros é um movimento legítimo, amparado pelo artigo 9º, da Constituição Federal;
Considerando o desabastecimento dos combustíveis nos postos de combustíveis localizados no Município;
Considerando, por fim, que os recursos de combustíveis deverão ser preservados estritamente para os serviços essenciais de saúde, especialmente os urgentes e para o saneamento;
DECRETA:
Art. 1º – Fica decretada SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA no Município de Monte Belo do Sul a partir da publicação deste expediente, visando economizar recursos para as áreas essenciais, quais sejam saúde e saneamento.
§ 1º – A partir do dia 05 de junho de 2018, as aulas na rede municipal, ficarão suspensas.
§ 2º – Ficam suspensas também as obras que necessitem do apoio de máquinas do erário municipal, exceto as de caráter emergencial.
Art. 2º – Não serão paralisados os serviços da Secretaria de Saúde, especialmente os de urgência e emergência, bem como o recolhimento de lixo, serviços para manter o fornecimento de água, já que é caso de saúde pública.
Art. 3º – Ficam priorizados o abastecimento para transportes essenciais, tais como ambulâncias, serviços de oncologia, hemodiálise e veículos necessários para a manutenção do fornecimento da água.
Art. 4º – Ficam suspensas as sessões de abertura dos processos licitatórios em trâmite no Município;
Art. 5º – Ficam estabelecidas as seguintes medidas administrativas básicas para racionalização da utilização dos veículos oficiais do Município:
§ 1º – Fica expressamente determinado aos Secretários Municipais a estrita observância e cumprimento das disposições contidas no presente Decreto, ficando a seu cargo a liberação dos veículos oficiais só para medidas de extrema urgência;
§ 2º – Ficará sob a responsabilidade pessoal dos Secretários Municipais as medidas para o fiel cumprimento e implementação do disposto no presente Decreto.
Art. 6º – As medidas de que trata o presente Decreto serão mantidas até qua a situação do desabastecimento seja revertida.
Art. 7º – Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação.
GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE MONTE BELO DO SUL,
Aos vinte e nove dias do mês de maio de dois mil e dezoito.

ADENIR JOSÉ DALLÉ – Prefeito Municipal

Hospital Tacchini: Suspendeu a realização de coletas de materiais e exames laboratoriais desde este sábado, 26, em consequência ao movimento de paralisação dos caminhoneiros. De acordo com o anúncio do Hospital, a medida foi necessária para prevenir problemas relacionados ao desabastecimento provocado pela greve. O Hospital também solicita que a população só procure atendimento em caso de extrema urgência até a normalização das atividades