Diário de Bordo do Sindicato Rural da Serra Gaúcha – Alemanha/França/Itália

 Viajar é uma oportunidade de crescimento. Pensando nisso, o Sindicato Rural da Serra Gaúcha, no dia 11 de junho, embarcou em uma viagem técnica para Alemanha/França/Itália – com um grupo de 33 produtores rurais dos municípios: Bento Gonçalves, Pinto Bandeira, Monte Belo do Sul, Carlos Barbosa e Garibaldi. Para tanto, criou-se um roteiro de 15 dias pelas principais institucionais de pesquisa e de conhecimento na área de vitícola e agropecuária, bem como a prestadores de serviços de aplicação de defensivos agrícolas, tanto na esfera pública como privada, bem como na exploração de pontos turísticos
Pensando em propiciar algo além da viagem ao grupo, bem como divulgar para comunidade local, diariamente através do portal e fanpage Notícias Bento vídeos com relatos da viagem, em um formato de diário de bordo e ao final editar um vídeo de cinco minutos com os principais fatos que marcaram a viagem. Ou seja, um diário de viagem enriquecerá essa experiência, além de preservar suas memórias de momentos especiais.
Para tanto, o Sindicato Rural da Serra Gaúcha em parceira com o Portal Notícias Bento (www.facebook.com/noticiasdebento/) buscam parceiros para viabilizar a produção e divulgação do material de vídeo, no valor de R$ 600,00 (seiscentos reais). Todos os vídeos produzidos durante a viagem e o institucional final contará com a marca da sua empresa. Segue roteiro da viagem, para que possa analisar detalhadamente.

Roteiro viagem Alemanha // França // Itália
Dia 11/06 – Segunda: partida de Bento Gonçalves às 5h30 – Às 10h25, chegando em Guarulhos às 12h15. Às 15h30 partida, chegando em Lisboa às 5h20 do dia 12/06.
Dia 12/06 – Terça: às 6h50 partida, chegando em Frankfurt às 10h55.
Dia 13/06 – Quarta: 8h30 saída para Ammerland – Bad Zwischenahn. Às 12h20 passeio de baco com almoço? A tarde visita a uma fazenda com vacas, robôs de ordenha e pequena usina de biogás. Às 17h retorno ao hotel.
Dia 14/06 – Quinta: 7h30, saída para Hamburgo: porto, áreas com fruticultura. Visita a fruticultor: explicações sobre pomologia e armazenamento. Visita na cidade de Stade. Às 17h retorno ao hotel.
Dia 15/06 – Sexta: Às 8h saída para Visselhövede-Nindorf. Visita ao empreiteiro Henning. Depois iremos para Hoyer para produção de óleo mineral e outros. Visita a Lüdemann, plantação de batatas com explicação de armazenamento, triagem embalagem e marketing. Por volta das 15h saída para Bremen. Por volta das 17h retorno ao hotel.
Dia 16/06 – Sábado: Às 8h Escola Agrícola: produção de cereais e leite. Explicações sobre auxílios estatais para a agricultura. Almoço no hotel às 12h. Por volta das 13h Walsrode, Farm Rüdel, Gut Grasbeck. Às 15h30 partiremos para Eickelon: empresa Farm Hogrefe, local tem produção de frutas e criação de cavalos. Retorno para o hotel por volta das 18h30.
Dia 17/06 – Domingo: Às 7h saída para Berlim. No caminho teremos explicações sobre a história da Alemanha. 1 parada no caminho na antiga fronteira alemã. 12h visita na sede do parlamento alemão. City tour em Berlim. Retorno a Nienburg.
Dia 18/06 – Segunda: Partida para Hannover às 9h para Paris. Chegada em Paris às 18h05.
Dia 19/06 – Terça: city tour.
Dia 20/06 – Quarta: Chegada em Milão. Transfer de ônibus até Cembra.
Dia 21/06 – Quinta: Instituto agrário San Michele. Propriedades rurais vitícolas. Lago di Garda.
Dia 22/06 – Sexta: Veneza e Verona (Fábrica de tratores).
Dia 23/06 – Sábado: 2 cantinas. Campana dei Caduti. Saída à tarde para Roma. Chegada prevista para as 23h.
Dia 24/06 – Domingo: Roma – oração do Angelus às 12h. À tarde city tour.
Dia 25/06 – Segunda: Saída para Milão. Embarque em Milão às 20h15. Chegada em Lisboa às 22h10, partida às 23h20, chegada em Guarulhos às 9h54, partida para Porto Alegre às 8h25 e chegada às 10h05.

Seminário debaterá Legislação Previdenciária Rural

O objetivo é orientar os contribuintes e demais envolvidos sobre a legislação previdenciária do setor rural para que conheçam a forma correta de recolhimento para prevenir e evitar prejuízos Foto: Divulgação

O SENAR-RS Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Rio Grande do Sul convida para participar da Seminário sobre Legislação Previdenciária Rural que será realizado no em Bento Gonçalves, no dia 04 de julho, no auditório A da UCS.
O Seminário sobre Legislação Previdenciária Rural é uma ação do Programa Cidadania Rural realizado pela Divisão de Gestão da Arrecadação (DGA) do SENAR em parceria com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a Receita Federal do Brasil (RFB), o Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CRCRS) e o Sindicato Rural da Serra Gaúcha.
Deste modo, o objetivo é orientar os contribuintes e demais envolvidos sobre a legislação previdenciária do setor rural para que conheçam a forma correta de recolhimento para prevenir e evitar prejuízos.
Destacamos que o seminário é aberto ao público, não havendo cobrança de valores referentes à inscrição e alimentação. As inscrições poderão ser realizadas pela internet até o dia 04/07/2018 no seguinte endereço: www.senar-rs.com.br.

Programação
9h: Credenciamento
9h30: Apresentação do SENAR-RS
9h45: Palestra sobre Obrigações Fiscais (RFB)
12h30- Almoço gratuito
13h30- Palestra sobre Legislação Previdenciária (INSS)
15h30- Coffe Breack
17h30- Encerramento

Lançamento oficial dá largada para 10ª Femaçã

Evento de apresentação da Festa Nacional da Maçã 2019 ocorre no próximo dia 29, em Veranópolis. Serão conhecidos o novo slogan e identidade visual e informações para inscrições de candidatas ao trio de soberanas

 

Veranópolis possui 140 mil pés de macieiras, em 74,1 hectares de área no município. Crédito: Acervo da Prefeitura de Veranópolis

Última edição da Femaçã, em 2015, recebeu mais de 60 mil visitantes em oito dias de programação. Crédito: VB Vídeo Produções

A 10ª Festa Nacional da Maçã e Feira Agroindustrial (Femaçã 2019) será lançada oficialmente no próximo dia 29 (sexta-feira), às 19h30min, no salão principal do Clube Sociedade Alfredochavense (Soal), em Veranópolis (RS). A apresentação do slogan e da identidade visual, as informações para as inscrições das candidatas ao trio de soberanas, além de uma breve retrospectiva das edições anteriores serão divulgadas para a comunidade e darão início às atividades da festa que ocorrerá de 12 a 14 e 18 a 21 de abril de 2019.
O presidente da Femaçã, Domingos Costella, adianta que o público poderá esperar por inovações na próxima edição, que irão das atrações artísticas às estruturas dos espaços no interior no Parque Municipal Esportes e Exposições José Bin. “Queremos que o público se identifique com a festa, que a comunidade toda se envolva e receba os turistas de uma forma como já sabemos e que mostre o porquê de sermos conhecidos como a Terra da Longevidade”, assinala.
Na última festa, mais de 60 mil pessoas prestigiaram as mais de 150 atrações durante oito dias de programação. Para 2019, o objetivo é ampliar esse número e reafirmar a Femaçã entre os principais eventos da Serra Gaúcha. A recepção de maior número de turistas de outras regiões do Estado e do país também estão entre os objetivos. Nesta edição, a criação das peças publicitárias será novamente da V Propaganda, agência responsável pelo slogan da Femaçã 2015, que chamou atenção pela ousadia e criatividade com o mote “Caia na tentação”.
Conhecida como Berço Nacional da Maçã e Terra da Longevidade, Veranópolis se destaca pela diversidade na economia local. Combustíveis, geração de energia hidroelétrica, indústria metal mecânica e de móveis, agroindústria, incluindo produção de citrus, uva e vinho, e serviços são as principais fontes de riqueza do município de cerca de 25 mil habitantes. Atualmente, existem cerca de 140 mil pés de macieiras, em 74,1 hectares de área no município. Na safra 2017 foram colhidas 2,5 toneladas da fruta.

SERVIÇO
Lançamento da 10ª Festa Nacional da Maçã (Femaçã 2019)*
Quando: 29 de junho (sexta-feira)
Horário: 19h30min (recepção ao som do Trio Harmonia. Após os pronunciamentos será servido coquetel para convidados)
Onde: Salão principal do Clube Sociedade Alfredochavense (Av. Pinheiro Machado, 770 – Centro), em Veranópolis
* Evento exclusivo para convidados

Congresso Latino-Americano de Enoturismo tem mais de 200 participantes inscritos

Além de brasileiros, evento terá congressistas da Argentina e Uruguai. Programação terá pausa para que o público possa assistir junto ao jogo da seleção brasileira

 

Principal destino enoturístico do Brasil, Serra Gaúcha sediará pela quarta vez o Congresso Latino-Americano de Enoturismo. Foto: Silvia Tono

A meta prevista pela organização do 7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo já foi alcançada. Mais de 200 participantes da Argentina, do Brasil e do Uruguai, ligados diretamente ao setor vitivinícola e ao turismo, estarão reunidos de quarta-feira (27) a sábado (30), no Spa do Vinho Autograph Collection Hotel, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves (RS).
A abertura do oficial do Congresso será na tarde do dia 27, a partir das 13h30min, com as boas-vindas aos congressistas. Às 14h15min, Ivane Fávero, presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur) – uma das entidades promotoras – contará o histórico e a concepção do evento e da própria instituição que preside.
O case do Vale dos Vinhedos, local escolhido para a realização da sétima edição do Congresso e que foi palco também do primeiro do encontro, em 2010, será apresentado, às 15h, por Deborah Villas-Bôas Dadalt, diretora de infraestrutura da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale). Ela discorrerá sobre o pioneirismo da região no enoturismo.
Ao término, haverá uma pausa para que os congressistas possam torcer juntos pela seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo. Uma estrutura, no próprio Spa do Vinho, estará à disposição para quem quiser assistir à partida entre Brasil e Sérvia. Ao final do jogo, haverá o Welcome Wine, na esplanada do Spa do Vinho.
O Congresso Latino-Americano de Enoturismo é uma realização da Aenotur, do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Esta será a quarta vez que o evento é realizado na região. A primeira (2010) e segunda (2012) edições ocorreram em Bento Gonçalves. Já a terceira edição (2014) teve a programação distribuída nos municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi, Flores da Cunha e Caxias do Sul.

SERVIÇO
7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo
Quando: 27 a 30 de junho de 2018
Onde: Spa do Vinho Autograph Collection Hotel (Rodovia RS-444, km 21), em Bento Gonçalves (RS)
Programação completa: www.congressoenoturismo.com.br
Informações: recepcao@aconteceeventos.com.br

Recadastro Vitícola deve ser feito até o dia 31 de julho

Preenchimento dos dados do Cadastro Vitícola é obrigatório para todos os produtores de uva do Rio Grande do Sul

Dados da safra 2017/2018 devem ser declarados até o dia 31 de julho. Foto: Marlove Perin

Todos os produtores de uva do estado do Rio Grande do Sul tem até o dia 31 de julho para fazer o recadastro vitícola, declarando a produção da safra 2017/2018, diretamente no endereço http://cadastro.cnpuv.embrapa.br, ou em entidades parceiras, como a Emater-RS, os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, da Serra Gaúcha e o Patronal.
O preenchimento dos dados do Cadastro Vitícola é obrigatório para todos os produtores de uva do estado. Segundo Loiva Maria Ribeiro de Mello, pesquisadora da Embrapa Uva e Vinho e coordenadora técnica do Cadastro Vitícola do Rio Grande do Sul, para realizar o recadastro o viticultor precisa do CPF e da inscrição estadual de todos os vendedores de uva da propriedade. Além disso, o declarante deverá entregar o formulário dos parreirais recebido no ano anterior para preenchimento dos dados por ocasião da colheita e possuir conhecimento sobre a produção de uva, situação dos vinhedos, parcerias e venda da uva.
“É importante que os produtores declarem as informações corretas o quanto antes, para garantir a qualidade dos dados e ficar regularizados perante o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento”, reforça Loiva. Ela orienta que os viticultores que pararam de produzir uva deverão solicitar a desativação do cadastro diretamente nos locais de recadastramento ou pelo e-mail cnpuv.cadastroviticola@embrapa.br.
A pesquisadora recomenda, ainda, que no recadastro os produtores devem fazer a atualização dos vinhedos georreferenciados. Para aqueles que ainda não estão georreferenciados, deve-se fazer os mapas com as coordenadas, utilizando as ferramentas do Google Earth Pro, conforme o Manual de utilização de poligonos.
Após prestar as informações, o produtor receberá o comprovante do recadastramento e formulário, com detalhamento dos parreirais, para preenchimento da produção na próxima safra.
Feito anualmente, o recadastro vitícola é coordenado pela Embrapa Uva e Vinho e é um instrumento de fiscalização e política pública do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que envolve a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Irrigação, o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), entidades de classe, produtores de uva, Emater-RS/Ascar e associações. Dúvidas ou senha podem ser obtidas no e-mail cnpuv.cadastroviticola@embrapa.br ou pelo telefone (54) 3455.8076.

Para saber mais:
– Para facilitar a declaração e evitar incorreções, o declarante deverá acessar o Manual para preenchimento do recadastramento do viticultor em http://cadastro.cnpuv.embrapa.br ou entrar em contato pelo telefone (54) 3455.8076.
– Somente o proprietário ou quem vende uva produzida na propriedade e possui talão de produtor poderá fazer o recadastro. O número da Inscrição Estadual é obrigatório.
– A troca do nome do proprietário só poderá ser realizada mediante a apresentação de escritura ou outro documento legal.
– Por ocasião do recadastro, o viticultor deverá entregar a ficha preenchida durante a colheita para ser encaminhada à Embrapa juntamente com a cópia assinada do comprovante de recadastramento.
– As áreas georreferenciadas não podem ser alteradas. Havendo necessidade de modificações, o viticultor deve seguir as orientações do Manual de utilização de polígonos, disponível em http://cadastro.cnpuv.embrapa.br. É muito importante para o produtor ter essas informações corretas e atualizadas para apresentar o mapa e a situação de cada vinhedo, facilitando assim os trâmites no acesso ao seguro agrícola, programas de incentivo governamentais, bancos, dentre outros.
– Os produtores que fazem seus cadastros via internet devem encaminhar uma cópia assinada para a Embrapa, em nome de Loiva Maria Ribeiro de Mello: Rua Livramento, 515, 95701-008, Bento Gonçalves (RS).

Antônio Prado sediará o IX Seminário Regional da Uva Orgânica

O evento contará com palestras e atividades a campo durante todo o dia. A programação terá inicio às 9h

No dia 12 de julho, ocorrerá o IX Seminário Regional da Uva Orgânica, na Linha Almeida, na Comunidade Caravággio, em Antônio Prado. Promovido pela Emater/RS-Ascar, Prefeitura de Antônio Prado e Centro Ecológico de Ipê, o evento contará com palestras e atividades a campo durante todo o dia.
A programação terá inicio às 9h, com uma palestra sobre Legalização e Registro de Cantinas Coloniais, ministrada pelo enólogo da Emater/RS-Ascar, Thompsson Benhur Didone. Em seguida, o pesquisador da Embrapa Uva e Vinho, Lucas da Ressureição Garrido, falará sobre Replantio de Vinhais em Áreas Degradadas. Ainda pela manhã, a família do agricultor Valcir Vedana, juntamente com o engenheiro agrônomo do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) de Bento Gonçalves, Luís Carlos Diel Rupp, irá apresentar sua experiência na produção orgânica.
As inscrições podem ser feitas nos Escritórios Municipais da Emater/RS-Ascar. O valor é de R$ 15,00 com almoço incluso.

Monte Belo do Sul

Aos interessados em participar do evento haverá transporte com saída pela manhã (horário a combinar). A confirmação do nome e RG deverá ser realizada até dia 09 de junho, segunda-feira, na recepção da Prefeitura Municipal de Monte Belo do Sul, de forma presencial ou pelo fone (54) 3457 2050. Mais informações junto à Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente.

Wine Festival leva vinho brasileiro e diversão para Bento Gonçalves

Evento gratuito promovido pelo Instituto Brasileiro do Vinho reunirá, dia 29 de junho, sete vinícolas, cinco food trucks e duas atrações musicais. Iniciativa integra também a programação do 7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo

Última edição do Wine Festival, em 2017, reuniu 1,5 mil participantes. Crédito: Gilmar Gomes/Ibravin

Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, recebe na próxima sexta-feira (29) um evento imperdível para os fãs da bebida de Baco. Das 17h às 23h30min, a Rua Coberta, no bairro Planalto, será palco da terceira edição do Wine Festival. A iniciativa gratuita e aberta ao público reunirá sete vinícolas nacionais, cinco food trucks e duas apresentações artísticas. A ação é promovida pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e integra a programação do 7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo, que inicia nesta quarta-feira (27) e segue até sábado (30), no Vale dos Vinhedos.
As vinícolas Casa Perini, Dal Pizzol Vinhos Finos, Domno, Fazenda Santa Rita, Lidio Carraro Vinícola Boutique, Pizzato Vinhas e Vinhos e Salton estarão comercializando vinhos, espumantes e sucos de uva. Poderão ser adquiridos vinhos e espumantes em doses de 200ml, a preços de R$ 8 a R$ 18, ou em garrafas (750ml), de R$ 25 a R$ 60. O suco de uva estará à venda por R$ 5 (200ml). Também serão comercializados no local ice bags, por R$ 10 (diretamente nos estandes das vinícolas), além da taça de acrílico Vinhos do Brasil, por R$ 8. Comprando duas, o valor é R$ 15.
Os food trucks A Tenda do Brigadeiro, Colheita Boutique Sazonal, République Crêperie, The Cookers e Valle Rustico estarão preparando iguarias gastronômicas. Já a seleção musical do 3º Wine Festival será embalada pela banda gaúcha Nacional Kid, que apresentará um repertório pautado em hits do pop e do rock nacional e internacional, seguida pela animada Escola de Samba Estado Maior da Restinga, de Porto Alegre.
Segundo o gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini, a expectativa é que o evento reúna mil pessoas e que supere as comercializações da última edição – realizada em junho de 2017 –, quando foram vendidas quase mil garrafas de vinhos, espumantes e sucos de uva.
“Ações como o Wine Festival aproximam o vinho do consumidor, atraem novos clientes para a categoria, além de fomentar o enoturismo. A data da realização do evento também é uma forma de acolher bem os participantes que estarão no Congresso Latino-Americano de Enoturismo, apresentando-os a vasta diversidade e qualidade dos nossos produtos e a alegria do povo brasileiro”, observa Bertolini.
O evento tem o apoio da Prefeitura de Bento Gonçalves, através da Secretaria Municipal de Cultura.

SERVIÇO
Wine Festival – 3ª edição
Quando: 29 de junho (sexta-feira), das 17h às 23h30min
Onde: Rua Coberta (próximo à Fundação Casa das Artes), no bairro Planalto, em Bento Gonçalves
Vinícolas participantes: Casa Perini, Dal Pizzol Vinhos Finos, Domno, Fazenda Santa Rita, Lidio Carraro Vinícola Boutique, Pizzato Vinhas e Vinhos e Salton
Food trucks participantes: A Tenda do Brigadeiro, Colheita Boutique Sazonal, République Crêperie, The Cookers e Valle Rustico
Atrações musicais: Nacional Kid e Escola de Samba Estado Maior da Restinga
Entrada franca

Além do Vale Central

Júlio César Kunz – Engenheiro de Alimentos formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Mestre em Negócios do Vinho pela Université de Paris Ouest/ Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV)

Não era a primeira que vez que eu ia ao Chile, mas foi a primeira em que realmente compreendi um pouco sobre a riqueza de seu território para a elaboração de vinhos. O valor dos vinhos, aviso desde já, não deve estar nos julgamentos de qualidade, sempre subjetivos e com validade tão longa quanto de uma paixão de uma noite de verão. A multiplicidade de cores, aromas e sabores é que faz um país ser destaque na elaboração de vinhos. É assim nos países mais tradicionais, como França, Itália, Espanha e Portugal, também deveria ser nos países do Novo Mundo.
O consumo de vinhos finos no Brasil foi moldado em grande medida pela chegada massiva de vinhos chilenos, argentinos e uruguaios a partir dos anos 1990. Os chilenos foram os que mais caíram no nosso gosto, sendo o número em vendas da categoria há diversos anos. Em geral, os vinhos daquele país têm aromas de frutas maduras, são um pouco mais alcoólicos, com taninos macios (não amarram tanto a boca) e, diversos deles, são levemente adocicados. Essas características têm tudo a ver com a nossa culinária tão afeiçoada à doçura e às frutas.
Acontece que não são todos os vinhos chilenos que são assim. Esse perfil de vinho é típico do Vale Central, que até os anos 1980 era a única indicação de procedência chilena. Essa região, numa zona de influência chamada Entre Cordilleras, é muito seca e quente – um clima que gera naturalmente os vinhos que acabei de descrever. Já naquela década, começaram esforços para buscar as diferenças existentes entre os diferentes vales de norte a sul. Porém, a diversidade chilena traz consigo certo mistério.
Na viagem a que me referi no início do texto, fui conduzido por ninguém menos que Mario Geisse, enólogo chileno de grande experiência e responsável por grandes vinhos elaborados no seu país de origem e espumantes no Brasil. Então, ele me revelou a chave mais importante para compreender o país de geografia mais peculiar da América do Sul: “Há mais diferenças entre leste e oeste que de norte a sul”. É claro que ele não falava dos exageros do deserto do Atacama ou dos Glaciais ao sul, mas aquilo me impressionou.
O Chile tem 4.300 km de norte a sul, enquanto a de leste a oeste a média são de apenas 173 km. E são nesses menos de 200 km que os vinhos chilenos apresentam o seu maior colorido. Em regiões de influência Costa (alguns vinhos levam essa palavra no rótulo), como, por exemplo Limarí, encontramos vinhos brancos de grande frescor e Pinot Noir de excelente qualidade. Já a zona Andes dá origem a vinhos ícones, mais estruturados e de aromas extremamente complexos – de lá vêm também alguns cortes bordaleses, num país os varietais são mais clássicos.
Com toda essa variedade, é preciso arriscar-se em novas regiões chilenas para se descobrir grandes surpresas em vinhos agradavelmente inesperados.

Inicia 7ª turma do Curso Profissional de Sommelier da ABS-RS

Em cinco turmas concluídas, a ABS-RS formou 163 Sommeliers Profissionais Fotos: Jeferson Soldi

O primeiro módulo aconteceu na Cooperativa Vinícola Aurora em Bento Gonçalves

A ABS-RS lançou a 7ª turma do Curso Profissional de Sommelier, que teve início no dia 25 e 27 de maio e segue até dezembro, sempre com três aulas por mês (sextas, sábados e domingos), todas realizadas em vinícolas da Serra Gaúcha e no SPA do Vinho, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves. Ao todo, serão sete módulos (112 horas).

Com aulas ministradas pelos maiores especialistas em bebidas do Brasil, o curso traz um abrangente conhecimento sobre o mundo do vinho, passando por noções básicas de degustação e vitivinicultura, análise sensorial, espumantes, além de técnicas de serviço do vinho e trabalho do Sommelier. O curso conta com degustação de vinhos de diferentes países e regiões em todas as aulas.

43 alunos estão matriculados na 7ª turma do Curso Profissional de Sommelier

O primeiro módulo aconteceu na Cooperativa Vinícola Aurora em Bento Gonçalves. A Aurora é parceira da ABS-RS desde 2015. “Para nós, incentivarmos a educação e a cultura do vinho é um propósito da Aurora. O vinho, além de ser uma bebida alcóolica, é um elemento cultural do local onde se encontra. É história, é tradição, mas também é tecnologia e inovação” diz Rodrigo Arpini Valério, Gerente de Marketing da Cooperativa Vinícola Aurora.
“Para quem quer seguir uma nova profissão, é possível ter ganhos de R$ 3,5 mil a R$ 5 mil”, afirma o presidente da ABS-RS, Orestes de Andrade Jr. Ele diz que esta turma, a sétima formada pela ABS-RS em três anos, foi antecipada de agosto para maio devido à grande procura. “Temos uma lista de espera com 80 interessados. As vagas devem se esgotar rapidamente”, afirma Orestes Jr. Os enófilos também são bem-vindos no curso da ABS-RS. “Temos alunos de várias profissões em busca de conhecimento específico e também para vislumbrar uma nova oportunidade de negócios”, conta o presidente da ABS-RS. “Muitos novos empreendimentos na área de bebidas e de comida saem dos nossos cursos”, revela.
O diploma, emitido em parceria com a ABS-SP, é válido em todo o Brasil e tem o reconhecimento internacional da ASI (Association de la Sommellerie Internationale). A metodologia do curso segue os parâmetros necessários para que os candidatos possam exercer todas as atividades da profissão de Sommelier.

Confira a programação do Curso Profissional de Sommelier:
Datas das aulas:
Módulo 1: 25 a 27 de maio – Cooperativa Vinícola Aurora
Módulo 2: 29 de junho a 1º de julho – Vinícola Salton
Módulo 3: 3 a 5 de agosto – Vinícola a definir
Módulo 4: 31 de agosto a 2 de setembro –Vinícola a definir
Módulo 5: 12 a 14 de outubro – Vinícola a definir
Módulo 6: 23 a 25 de novembro – Vinícola a definir
Módulo 7: 7 a 9 de dezembro – Vinícola a definir

Local:
Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha ou arredores – um módulo em cada vinícola Horários do curso:
Sexta: 16h visita vinícola – 17h coquetel de boas-vindas– 18h início da aula
Sábado: 8h30 às 18h (intervalo de 2h para o almoço)
Domingo: 8h30 às 12h

Investimento:
– R$ 5.250,00 (para associados da ABS-RS) – Link para inscrição on-line http://pag.ae/bmxhDjS
– R$ 5.490,00 (para não associados) – Link para inscrição on-line http://pag.ae/bcxhCTk
Valores podem ser parcelados em até 10x sem juros no cartão de crédito

Outras informações:
E-mail: contato@absrs.com.br
Telefone: 54 99972-0130 (com Ana Paula)

 

Homem é detido suspeito de furto de trator em Pinto Bandeira

Na manhã desta Segunda-Feira, 25 de junho, por volta das11h30min, a Brigada Militar de Pinto Bandeira, durante patrulhamento em área rural do município, localizou um trator em situação de furto. Um homem foi detido suspeito de ter furtado o veículo.
De acordo com o relato dos Policiais Militares, durante o patrulhamento visualizaram um homem, de 24 anos, antecedente por Dano ao Patrimônio Público, em atitude suspeita ao lado do veículo e após averiguação constataram que o trator encontrava-se furtado.
O indivíduo e o veículo foram encaminhados até a Delegacia de Polícia em Bento Gonçalves onde foi realizado o registro do furto. O homem deve responder por furto de veículo.