Garibaldi completa 118 anos e recebe diversas atividades

Foto: Comunidade celebrando o aniversário da cidade // Créditos: Jean Teixeira

Para celebrar a data, a Administração Municipal organizou uma vasta programação para celebrar o desenvolvimento do município com aqueles que fazem isso acontecer: a comunidade garibaldense. O calendário de eventos que envolve inaugurações, eventos sociais e culturais inicia no dia 2, com a Feira do Livro, e segue até o dia 31, data do aniversário de emancipação política.

Com o tema “Valorizar o passado é celebrar o futuro”, a programação inclui eventos que ocorrerão no período, como a Feira do Livro, Festa da Criança e Encontro Municipal do Idoso, e ações que contemplam as realizações da Prefeitura Municipal.

A conclusão de cerca de 20 obras integrará a programação. Será inaugurada a cobertura da rua Vicente Faraon e pavimentações em diversas ruas, como a Siqueira Campos, General Osório, Domingos Paganelli, Antonio Koff, entre outras vias. Ainda serão visitadas cerca de 10 obras em andamento.

Também farão parte da programação atividades tradicionais do aniversário de Garibaldi, como a Administração Estudantil, dia em que alunos das escolas garibaldenses assumem as atividades do prefeito, vice e secretários. Haverá ainda homenagens, atividades nas áreas da educação, saúde, meio ambiente, segurança, turismo e cultura.

A Prefeitura também é parceira de ações promovidas por diferentes entidades garibandenses no período, como a ExpoGaribaldi e o Balanço Econômico, promovidos pela Câmara de Indústria e Comércio (CIC).

Para marcar o dia do aniversário, 31 de outubro, uma festa está sendo organizada para proporcionar uma confraternização a toda a comunidade, com direito a torta e atração musical.

As atividades em comemoração ao aniversário do município são promovidas pela Prefeitura Municipal, por meio de todas as secretarias. Mais informações no site www.garibaldi.rs.gov.br

Programação
02 a 06 de outubro
Feira do Livro
Local: Praça Loureiro da Silva
Promoção: Secretaria de Turismo e Cultura

05 de outubro (sexta-feira)
13h – I Congresso de Empreendedorismo Feminino
Local: Sede Social da Associação dos Motoristas de Garibaldi-AMG
Realização: APEME Mulher

6 de outubro (sábado)
8h às 12h – Outubro Rosa – Ações voltadas à prevenção da saúde da mulher com coleta de citopatológico
Local: Unidades Básicas de Saúde Central e São Francisco
Promoção: Secretaria da Saúde
14h às 17h – Festa da Criança
Local: Praça Loureiro da Silva – na Feira do Livro
Promoção: Secretaria de Educação

11 a 28 de outubro
ExpoGaribaldi
Local: Parque da Fenachamp
Promoção: CIC Garibaldi / Planejamento Indústria e Comércio

16 de outubro (terça-feira)
19h30min – Dia do Professor
Local: Centro de Eventos Famiglia Giovanaz
Promoção: Secretaria de Educação

18 de outubro (quinta-feira)
9h às 16h – Oficina farinha colorida com degustação
Local: IEE Irmã Teofânia (salão de festas)
Promoção: Secretaria de Educação
13h30min – Encontro Intermunicipal em Comemoração ao Dia Mundial da Alimentação
Local: Salão da Comunidade de São Roque Figueira de Mello
Promoção: Secretaria da Agricultura e Pecuária / Emater / Sindicato dos Trabalhadores Rurais
19h – Confraria do Espumante
Local: Vinícola Don Laurindo
Promoção: Secretaria de Turismo e Cultura

19 de outubro (sexta-feira)
13h30min às 17h – Treinamento sobre Parada Cardiorrespiratória
Local: CIC Garibaldi
Promoção: Secretaria da Saúde
Inaugurações das pavimentações das ruas:
18h – José Bonifácio
18h30min – Padre Anchieta
19h – Osvaldo Cruz
Promoção: Secretaria de Obras

20 de outubro (sábado)
9h – Inauguração cobertura da rua Vicente Faraon
Promoção: Secretaria de Obras
10h – Visita às obras:
Recuperação do Banhado do São Francisco
Poço artesiano do bairro Chácaras / Vale dos Pinheiros
Promoção: Secretaria de Meio Ambiente
12h às 20h – 35ª Exposição Regional de Orquídeas
Local: Rua Buarque de Macedo, 1162, Bairro Alfândega
Promoção: Associação Garibaldense de Orquidófilos (AGO) / Secretaria de Turismo e Cultura

21 de outubro (domingo)
9h às 17h30min – 35ª Exposição Regional de Orquídeas
Local: Rua Buarque de Macedo, 1162, Bairro Alfândega
Promoção: Associação Garibaldense de Orquidófilos (AGO) / Secretaria de Turismo e Cultura

22 de outubro (segunda-feira)
7h30min – Café da manhã em homenagem aos produtores rurais
Local: Centro Administrativo / Gabinete
Promoção: Secretaria de Agricultura e Pecuária
Inaugurações das pavimentações das ruas:
11h – Antonio Koff
17h – Estrada Alencar Araripe
19h – Estrada Linha Araújo e Souza a São Gotardo
Promoção: Secretaria de Obras
19h30min às 22h – Palestras:
Benefícios da Arborização Urbana
Cadastro Ambiental Rural: Para que fazer?
Local: Auditório Faculdade Fisul
Promoção: Secretaria de Meio Ambiente

23 de outubro (terça-feira)
7h30min – Apresentação do Balanço Econômico
Local: Câmara de Indústria e Comércio – CIC
Realização: CIC de Garibaldi / Secretaria de Planejamento, Indústria e Comércio
10h30 – Visita à obra de construção da sede do 3º Batalhão Rodoviário da Brigada Militar (BRBM)
Local: Entroncamente da BR-470 e VRS-813
Promoção: Secretaria da Segurança e Mobilidade Urbana

24 de outubro (quarta-feira)
7h30min – Café da manhã em homenagem às empresas que apoiam a cultura
Local: Centro Administrativo / Gabinete
Promoção: Secretaria de Turismo e Cultura
10h – Encontro Municipal do Idoso
Local: Associação dos Motoristas de Garibaldi – AMG
Promoção: Secretaria de Habitação, Trabalho e Assistência Social
Inaugurações das pavimentações das ruas:
17h – General Osório
17h30min – Domingos Paganelli
18h – Siqueira Campos
Promoção: Secretaria de Obras
19h30min às 22h – Palestras:
Resíduos sólidos – Um problema de todos
Mesa redonda – Problemática Ambiental (momento de reflexão e sugestões do público externo à SMMA a respeito de assuntos ambientais gerais)
Local: Auditório Faculdade Fisul
Promoção: Secretaria de Meio Ambiente
20h – Lançamento da Noite Branca
Local: Hotel Casacurta
Promoção: Secretaria de Turismo e Cultura / APEME / CIC / CDL

25 de outubro (quinta-feira)
8h às 16h30min – Administração Estudantil
Local: Prefeitura Municipal
Promoção: Secretaria de Educação
13h30 – Visita à obra da nova escola EMEF Madre Justina Inês
Promoção: Secretaria de Educação

Inaugurações das pavimentações das ruas:
17h30min – Eng. Victório De Negri
18h – Jacarandá
19h – Linha Anunciata a São José de Costa Real
Promoção: Secretaria de Obras
18h30min – Inauguração “Mostra Fotógrafo Vicente Silveira”
Local: Museu Municipal
Promoção: Secretaria de Turismo / Acervo Histórico Municipal

26 de outubro (sexta-feira)
18h – Inauguração Jardim Gastronômico
Local: Buarque de Macedo nº 3.056, Centro
19h30min – 30 Anos do Conselho Municipal de Educação
Local: CIC Garibaldi
Promoção: Secretaria de Educação

27 de outubro (sábado)
11h – Inauguração do novo espaço dos Artesãos de Garibaldi
Local: Museu Municipal
Promoção: Secretaria de Turismo e Cultura
11h30min – Inauguração Dante Bonotto com almoço
Promoção: Secretaria de Obras

29 de outubro (segunda-feira)
10h – Inauguração do novo sistema de videomonitoramento da sala de operações da Brigada Militar
Local: Brigada Militar
Promoção: Secretaria da Segurança e Mobilidade Urbana

Inaugurações das pavimentações das ruas:
18h – Júlio João Zanotto
19h – Inauguração do Ginásio de São Miguel
Promoção: Secretaria de Esportes e Lazer

30 de outubro (terça-feira)
7h30min – Café da manhã em homenagem aos empresários
Local: Centro Administrativo / Gabinete
Promoção: Secretaria da Fazenda
16h – Inauguração auditório Pronto Atendimento Médico – PAM 24 horas

Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social recebe equipamentos

Foto: Divulgação

Na última quarta-feira, dia 26, a Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social foi atendida com o recebimento de dois televisores, três computadores e um notebook. A aquisição desses equipamentos, somados a dez cadeiras, um autoclave, um desfibrilador, uma seladora, um carro maca e um veículo Ford Ka, foram provenientes via emenda parlamentar do deputado federal Alceu Moreira, no valor total de 100 mil reais.

Feira do Livro 2018 começa nesta terça-feira

Evento será realizado na Praça Loureiro da Silva até 6 de outubro

A Feira do Livro 2018 de Garibaldi começa nesta terça-feira, 2 de outubro, às 9h. São diversas atividades programadas para contemplar toda a comunidade até às 22h. Com o tema “Quadrinhos e a leitura”, a Feira do Livro de Garibaldi tem como patrono Alexandre Beck e segue até o sábado, 6 de outubro. Todas as atividades são gratuitas.

Foto: Apresentação da Orquestra Jovem // Créditos: Alexandra Ungaratto

Durante o dia, a programação é voltada ao público escolar. Teatros, bate-papos e diversas apresentações artísticas e culturais estarão junto aos estandes de livros dispostos na Praça Loureiro da Silva. À noite, talentos culturais locais podem ser prestigiados. No primeiro dia da Feira, o público poderá participar da oficina de HQ’s, com o professor e chargista Rafael Martins e prestigiar a apresentação do Coral Show Canarinhos. As atrações seguem durante toda a semana com o Quinteto de Saxofones da Escola da Orquestra Municipal de Garibaldi, o Show Raul Cover Filosófico – Giovanni Mattiello e Banda e a Orquestra Jovem de Garibaldi.

Um dos destaques da programação é a presença do patrono, o agrônomo, publicitário e cartunista Alexandre Beck, em vários momentos na Praça e também nas escolas. Com quase um milhão de seguidores no Facebook, o personagem Armandinho, criado por Alexandre, é um menino inteligente, bem-humorado e que, por meio de uma linguagem simples, provoca diversas reflexões. O garoto de cabelo azul e língua afiada foi arrecadando fãs, e, depois de ganhar a internet, tem suas tiradas irônicas e sagazes estampadas em nove livros.

Para o secretário de Turismo e Cultura, Paulo Salvi, a programação foi pensada para envolver a comunidade e proporcionar momentos culturais e agradáveis na semana da Feira do Livro. “Queremos que todos os garibaldenses se sintam convidados a integrar a Feira e aproveitar a programação, prestigiar os talentos locais e incentivar o hábito da leitura, tão importante no desenvolvimento humano”, reforça.

A Feira do Livro é uma promoção da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura e Biblioteca Pública Municipal Frei Miguel, e do Sesc/RS. A Secretaria Municipal de Educação e o Conselho Municipal de Políticas Culturais (Concult) apoiam o evento. Mais informações no telefone (54) 3462 8235.

Serviço
Feira do Livro 2018
De 2 a 6 de outubro
Praça Loureiro da Silva – das 9h às 22h
Patrono: Alexandre Beck, criador do personagem Armandinho
Slogan: “Leitura em Quadrinhos é a semente para novos caminhos”, de autoria de Fernanda M. Lazzarotto

Programação – Feira do Livro 2018
ENTRADA FRANCA

02 de outubro – Terça-feira
9h: Abertura oficial da Feira
Fala do patrono Alexandre Beck – criador das tirinhas do personagem Armandinho

Premiação para a vencedora do slogan “Leitura em Quadrinhos é a semente para novos caminhos” – Fernanda M. Lazzarotto – EMEF Pedro Cattani
Premiação do Concurso “Capa do Guia O Vermelhinho 2019”

14h: Histórias da Bergamotinha – Grupo Mototóti
15h: Apresentação da EMEF Visconde de Cairu
18h: Oficina de HQ’s – professor e chargista Rafael Martins
19h: Coral Show Canarinhos de Garibaldi – Nos Embalos da Discoteca

03 de outubro – Quarta-feira
09h: Histórias da Bergamotinha – Grupo Mototóti
10h: Apresentação da EMEF Valentin Tramontina
14h: Histórias da Bergamotinha – Grupo Mototóti
15h: Teatro “As artistas da cidade” – APAE Garibaldi/ Escola Bem-Me-Quer
18h: Happy Hour – Voz e violão com Misael Dutra
19h: Clube de Leitura – edição especial. Livro “O um: inquérito parcial sobre o caso Ingo Ludder”, de Antonio David Cattani
20h – Quinteto de Saxofones da Escola da Orquestra Municipal de Garibaldi

04 de outubro – Quinta-feira
09h: Teatro “O vendedor de palavras” – Grupo Mototóti
10h: Bate-papo com a escritora barbosense Marina Solé Pagot, autora da trilogia “Os Três Escolhidos”
14h: Música instrumental com a Escola Harmônica e esquete com a Cia Teatral Acto (Ação de Formação de Plateia ExpoGaribaldi)
15h: Conversa com o patrono e ilustrador Alexandre Beck – criador das tirinhas do personagem Armandinho
20h: Show Raul Cover Filosófico – Giovanni Mattiello e Banda

05 de outubro – Sexta-feira
09h: Esquete teatral “Tempos Modernos” – Grupo Hora Vaga
09h30min: Contação de histórias com a escritora Eleonora Medeiros
14h: Contação de histórias com a escritora Eleonora Medeiros
15h: Teatro “As fantásticas aventuras de um Menino que lia Livros” – Grupo Destemperados Cia de Teatro
19h: Apresentação da Orquestra Jovem de Garibaldi

06 de outubro – Sábado
9h às 11h30min: 10º Troca-troca literário com o LEO CLUBE

Das 10h às 11h30min:
Apresentação de dança do CTG Sentinela da Serra
Apresentação do Grupo de Danças Stella D’Italia
Apresentação do Grupo de Cantoria Stella D’Italia

14h às 17h: Festa da Criança/ Promoção da Secretaria Municipal de Educação
17h: Estreia do espetáculo Saltitando Poesia – Centro Social São José – e encerramento da Feira do Livro 2018

Atividades permanentes
Contação de histórias
Comercialização de livros
Declamação de poemas
Interação com o público

PROJETO ESCRITOR NA ESCOLA (Realização: Secretaria Municipal de Educação)
– 02/10/2018 – TERÇA-FEIRA – ANDREA TAUBMAN (infantil)
* EMEF Nossa Senhora da Glória: 9h (Educação infantil ao 4º ano)
* EMEF Madre Justina Inês: 10h30min (Educação infantil ao 5º ano)
* EMEF Pedro Cattani: 13h05min (Educação infantil ao 4º ano)
* EMEF Nossa Senhora da Glória: 14h15min (Educação infantil ao 3º ano)
* EMEF Madre Justina Inês: 15h30min (Educação infantil ao 4º ano)

– 03/10/2018 – QUARTA-FEIRA – ANDREA TAUBMAN (infantil)
* EMEF Madre Felicidade: 13h15min (Educação infantil: pré 1 e pré 2)
* EMEF Madre Felicidade: 14h15min (EMEF Barão do Rio Branco participará do encontro na EMEF Madre Felicidade) (Educação infantil ao 4º ano)
*EMEF Visconde de Cairu: 15h15min (Educação infantil: pré 1 e pré 2)
*EMEF Visconde de Cairu: 16h15min (1º ao 4º ano)

– 04/10/2018 – QUINTA-FEIRA – ANDREA TAUBMAN (infantil)
* EMEF Valentin Tramontina: 10h (Educação infantil ao 4º ano)

– 04/10/2018 – QUINTA-FEIRA – ANDREA TAUBMAN (infantil)
* EMEF Attílio Tosin: 13h15min (Educação infantil ao 5º ano)

– 04/10/2018 – QUINTA-FEIRA – ELEONORA MEDEIROS (infantil)
* EMEI Semeando o Futuro: 8h30min (até 04 anos)
* EMEI Espaço Aprender: 9h30min (até 04 anos)
* EMEI O Mundo dos Pequeninos: 10h30min (até 04 anos)
* EMEI Pingo de Gente: 14h (até 04 anos)
* EMEI Criança Esperança: 15h (até 04 anos)
* EMEI Crescendo com Alegria: 16h (até 04 anos)

– 05/10/2018 – SEXTA-FEIRA – ELEONORA MEDEIROS (infantil)
* Praça Loureiro da Silva: 9h30min
* Praça Loureiro da Silva: 14h

– 04/10/2018 – QUINTA-FEIRA – ALEXANDRE BECK (juvenil)
* EMEF Attílio Tosin: 8h30min (6º ano ao 9º ano)
* EMEF Madre Felicidade: 10h (5º ano ao 9º ano)

– 04/10/2018 – QUINTA-FEIRA – ALEXANDRE BECK (juvenil)
* EMEF Pedro Cattani: 13h30min (5º ano ao 9º ano)
* Praça Loureiro da Silva: 15h

– 04/10/2018 – QUINTA-FEIRA – ALEXANDRE BECK (juvenil)
* EMEF Attílio Tosin: 19h (EJA – ensino fundamental)

– 05/10/2018 – SEXTA-FEIRA – ALEXANDRE BECK (juvenil)
* EMEF Pedro Cattani: 8h30min (8º ano e 9º ano)
* EMEF Visconde de Cairu: 10h (5º ano ao 9º ano)

– 04/10/2018 – QUINTA-FEIRA – EGUI BALDASSO (juvenil)
* EMEF Madre Felicidade: 8h30min (8º ano e 9º ano)
* EMEF Attílio Tosin: 10h (8º ano e 9º ano)

– 04/10/2018 – QUINTA-FEIRA – EGUI BALDASSO (juvenil)
* EMEF Pedro Cattani: 16h (8º ano e 9º ano)
* EMEF Attílio Tosin: 20h (EJA – ensino fundamental)

– 05/10/2018 – QUINTA-FEIRA – EGUI BALDASSO (juvenil)
* EMEF Visconde de Cairu: 8h30min (8º ano e 9º ano)
* EMEF Pedro Cattani: 10h (8º ano e 9º ano)

Chef M. Crippa: uma grata surpresa no bairro Barracão

Foto: Chef M. Crippa

O restaurante que leva o nome do Chef Maurício Crippa é um verdadeiro achado que fica fora das rotas turísticas de Bento Gonçalves. Localizado no bairro Barracão, no caminho para quem vai a Pinto Bandeira e aos Caminhos de Pedra, o lugar encanta pela boa gastronomia, atendimento atencioso e decoração peculiar.

O restaurante mantido no porão da casa do Chef Mauricio Crippa, oferece um menu baseado nas cozinhas clássicas italiana e francesa. No restaurante são servidos pratos à la carte de essência italiana, com um toque da culinária francesa. Você vai encontrar no menu opções de filés, risotos e massas. Os pratos são individuais e compostos por porções fartas de carnes, risotos e batatas, regados com muito molho, “ paixão local “, segundo o chef. O preço médio por pratos com carne, gira entre 50 e 60 reais.
A casa atende ao público atualmente, nos jantares de sexta e sábado e almoços de sábado e domingo. E como o espaço é pequeno, é indicado fazer reserva.

Foto: uma das delícias produzidas pelo Chef

O Chef acumula uma bagagem de 25 anos no setor de hospitalidades (bares, restaurantes, hotéis e similares), tendo trabalhado em casas de diversas localidades turísticas do Brasil e inclusive no exterior. Maurício é formado em gastronomia pela Universidade Mauricio de Nassau.

O restaurante oferece espaço para confrarias e grupos fechados de até 50 pessoas, oferecendo menus variados para atender as necessidades de cada grupo. O porão onde funciona o restaurante possui uma decoração autêntica e ao mesmo tempo curiosa: são centenas de bibelôs e objetos como livros, louças, mapas, postais, flâmulas e quadros enfeitando cada cantinho. Há também muitas coleções espalhadas pela casa, como de cardápios de restaurantes, cédulas de dinheiro e facas. Parecem ser memórias garimpadas ao redor do mundo. O Chef não se considera um colecionador e sim um “acumulador”.

Foto: o restaurante oferece espaço para confrarias e grupos fechados de até 50 pessoas

O ambiente é agradável e intimista, quase como se você estivesse jantando na casa de um amigo; ótimo para um almoço ou jantar a dois ou em grupos pequenos de amigos.

O restaurante está localizado Rua Francisco Ferrari, 656, bairro Barracão. O telefone para contato e reservas é (54) 9 9660-3382. Mais informações, Facebook: www.facebook.com/chefmcrippa

Responsabilidade Social lado a lado com o cooperativismo

Inserida nos valores cooperativistas, Cooperativa Aurora investe em ações de produtos e serviços.

Sob a ótica do cooperativismo, a Política de Responsabilidade Social está calçada nos princípios e valores fundamentados na ética e na transparência de suas ações com o objetivo de buscar verdadeiras transformações sociais. E a atuação da Cooperativa Vinícola Aurora age por diversas frentes, a fim de se consolidar como uma empresa socialmente responsável. Com o intuito de estimular e praticar princípios voltados ao associado, a Cooperativa possui o Setor Social, coordenado pelo funcionário Gaspar Rotava que atua na Aurora há 25 anos e é responsável pela parte financeira dos associados, controlando débitos e créditos dos mesmos para com a Cooperativa. Além disso, o setor atua no lado social dos cooperados, mantendo convênios com diversos serviços na área da saúde como médicos, laboratórios, hospital, farmácias, além administrar os planos de saúde que a Cooperativa oferece.

Foto: Camila Lazarini, Lúcia Feldmann, Gaspar Rotava e Cláudia Thomé

É o capital social que dá ao usuário da Cooperativa a condição de dono do empreendimento cooperativo permitindo-lhe usufruir dos produtos e serviços oferecidos e também sujeitando-se a cumprir seus direitos e obrigações perante sua entidade.

Aproximadamente 6 mil pessoas passam pelo setor todo ano, que também atua junto aos colaboradores da Cooperativa. Buscando informações e auxílio, tanto no tocante à área financeira como na área da saúde, os cooperados tem no setor um aliado para enfrentar problemas das mais diferentes causas.

Foi assim por exemplo em 2016, quando houve quebra recorde na safra da uva daquele ano impactando consideravelmente muitos associados. Se em 2015, a safra foi de recordes positivos, a de 2016 foi de recordes negativos. Com a compreensão do Conselho de Administração através de sua Direção, e da Direção Executiva, a cooperativa conseguiu contornar as dificuldades de diversos associados que obtiveram uma produção muito baixa, possibilitando que eles conseguissem enfrentar o ano de 2016 e seguir com afinco em suas atividades visando a safra de 2017.

Também quando o cooperado apresenta alguma demanda relacionada à saúde, a Cooperativa oferece auxílio com os diversos convênios que atendem praticamente todo tipo de serviço. Assim, além da facilidade que o encaminhamento da Cooperativa proporciona, o cooperado acaba por fazer uma economia já que estes convênios sempre oferecem um desconto nos valores dos serviços.

Os meses de maior movimento no setor são junho, julho, quando o associado procura a Cooperativa para tomar conhecimento do resultado financeira da safra de uva entregue. “Neste momento é fornecido um extrato com a quantidade de uva recebida, o valor bruto da sua produção e suas despesas realizadas até aquela data. Fora esses dois meses, há picos em março e também em dezembro, mês em que há retirada dos brindes oferecidos pela Cooperativa aos associados” explica Gaspar.

Declarações, recibos, contratos, são outros serviços oferecidos aos cooperados, inclusive com apoio jurídico quando necessário.

Ainda, segundo o coordenador nestes anos todos em que exerce essa atividade na Cooperativa, percebeu uma mudança no comportamento do associado, resultando num associado mais participativo e envolvido no dia a dia da entidade. “Além de um maior envolvimento do associado nos assuntos da Cooperativa, também percebemos uma presença maior das mulheres e dos filhos nos negócios da família, deixando de ser somente o marido a vir buscar informações.”

“A excelência no atendimento ao associado é a meta principal para o setor. Por isso, sempre que o associado ou colaborador procura o setor fazemos o possível para que ele tenha solucionada sua demanda, o que ocorre se não na totalidade dos casos, ao menos em sua grande maioria” finaliza Gaspar Rotava. São 25 anos de atuação nesse setor, o que lhe confere experiência na condução das atividades, conhecendo a história dos associados e da Cooperativa. “O associado e o colaborador continuarão tendo, no Setor Social, o local para solucionar suas mais diversas demandas, com empenho e dedicação.” diz Gaspar.

 

 

Prepare o seu guarda-chuva

Rio Grande do Sul deve ter calor e temporais nesta segunda

Outubro inicia com a presença da chuva em todo o Rio Grande do Sul. O avanço de uma frente fria pode provocar temporais em áreas do oeste do Estado nesta segunda-feira (1°). Em Porto Alegre deve ser afetada à tarde, período em que os temporais ganham mais força e são acompanhados por descargas elétricas. Não se descarta o risco para granizo na metade norte gaúcha.
As rajadas de vento se espalham por todo o Estado, com intensidade entre 55 km/h a 80 km/h.

Chuva se afasta e temperatura cai na terça
Segundo a Somar Meteorologia, a terça-feira (2) será de tempo firme novamente em áreas da fronteira oeste ao sul gaúcho, onde o Sol volta a predominar entre poucas nuvens. No entanto, na metade norte ainda chove, em forma de pancadas. Os maiores volumes devem ser registrados no Noroeste. Há possibilidade para rajadas de ventos acima de 60 km/h no litoral gaúcho.
A temperatura volta a cair ainda mais no Estado após a passagem da frente fria, diminuindo a sensação de calor dos últimos dias. O grande destaque é a temperatura mínima, que pode atingir valores abaixo de 10°C na fronteira com o Uruguai na madrugada de terça-feira.

Previsão do tempo para segunda-feira
Capital: Chuvas intercaladas com períodos de tempo nublado. Mínima de 19°C e máxima de 27°C
Pelotas: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 14°C e máxima de 24°C
Caxias do Sul: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 18°C e máxima de 24°C
Santa Maria: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 16°C e máxima de 26°C
Santa Rosa: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 18°C e máxima de 36°C
Erechim: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 18°C e máxima de 24°C
Uruguaiana: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 14°C e máxima de 22°C
Torres: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 20°C e máxima de 24°C
Tramandaí: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 19°C e máxima de 23°C
Capão da Canoa: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 20°C e máxima de 23°C
Xangri-Lá: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 20°C e máxima de 23°C
Rio Grande: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 14°C e máxima de 20°C
Mostardas: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 17°C e máxima de 24°C
Passo Fundo: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 18°C e máxima de 24°C
Bagé: Pancadas de chuva e trovoadas. Mínima de 10°C e máxima de 22°C
Capão da Canoa: Mar pouco agitado, com ondas de 1,3m de altura. Os ventos sopram de sudoeste, com intensidade de 19km/h.
Rio Grande: Mar muito agitado, com ondas de 2,3m de altura. Os ventos sopram de sul, com intensidade de 25km/h.
Pinto Bandeira: Mínima de 13°C e máxima de 22°C
Monte Belo do Sul: Mínima de 14°C e máxima de 22°C

Continuação da obra que liga a Linha Silva Pinto

Créditos: Divulgação

Local recebe melhorias na rede sanitária e de alargamento da pista

Desde o mês de julho, a Secretária de Obras, Saneamento e Trânsito, vem realizando melhorias no sistema de saneamento e alargamento, na estrada que liga à Comunidade da Silva Pinto (Anunciata). A previsão é que futuramente receba pavimentação no local.

Wine South America celebra resultados e confirma segunda edição para setembro de 2019

Primeira edição encerrou com público qualificado de 6 mil visitantes de 26 a 29 de setembro, em Bento Gonçalves

A primeira edição da Wine South America encerrou com saldo positivo para o setor vinícola brasileiro e consolidou-se como a principal feira de vinhos das Américas. Entre 26 e 29 de setembro, cerca de 250 marcas expositoras – entre elas 100 vinícolas nacionais – mostraram a qualidade de seus vinhos, espumantes e sucos para um público qualificado, de compradores focados em negócios a winelovers interessados em vivenciar experiências. A Feira Internacional do Vinho registou 6 mil visitantes – provenientes de 25 estados brasileiros e 16 países – um público qualificado e alinhado às propostas de feira. Oportunizou mais de 400 rodadas de negócios pelo Projeto Comprador, realizado em parceria com o Instituto Brasileiro do Vinho – Ibravin, Sebrae – RS e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), além de inúmeros encontros de networking envolvendo empresas vinícolas e varejistas nacionais. Também promoveu cerca de 50 conteúdos técnicos (entre palestras e degustações orientadas, por exemplo), que colaboraram para a promoção do conhecimento sobre o mundo do vinho.

Crédito: Vagão Filmes

“Estamos muito satisfeitos com o legado que a Wine South America começa a construir para o setor vinícola brasileiro. Trouxemos uma proposta de valorização da qualidade dos vinhos e espumantes brasileiros, bem como de promoção do potencial enoturístico dessa região. As vinícolas acreditaram na feira, depositaram sua confiança no projeto, trabalharam em conjunto conosco para oferecer um encontro com alto padrão de excelência e o resultado apareceu. Acredito que essa primeira edição da Wine South America terá efeito multiplicador”, avalia Alberto Piz, diretor da Milanez & Milaneze, empresa promotora da feira, e subsidiaria do Grupo VeronaFiere.

Setor endossa avaliação
A chegada de uma feira como a Wine South America à Serra gaúcha, o principal setor produtivo do país, trouxe uma extensa lista de benefícios à cadeia vitivinícola, segundo as principais entidades do segmento. “Além da organização do evento e da presença de um público muito importante para as vinícolas, a Wine acabou reunindo o setor, fazendo com que ele se fortaleça cada vez mais”, avalia o presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Oscar Ló.

O público qualificado – compradores, distribuidores, importadores, enólogos, sommeliers e enófilos – também foi destacado pelo presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE), Edegar Scortegagna. Para ele, esses visitantes não trouxeram apenas possibilidades de negociação, mas também ampliaram a divulgação dos rótulos. “A feira, tranquilamente, superou as expectativas. O público estava 100% focado no universo do vinho. Além de promover o setor, as vinícolas, os produtos, a Feira Internacional do Vinho vendeu a região. Muitos participantes da feira não conheciam a Serra e ficaram admirados com o potencial turístico que tem aqui, então o enoturismo se beneficiou muito”, analisou Ló.

Crédito: Vagão Filmes

Diante dessas percepções, a confirmação da segunda edição para continuar promovendo e desenvolvendo o setor é evidente. “Por parte do Ibravin, o apoio está mantido”, anunciou Ló. “O maior país de América do Sul, com o maior potencial consumidor, precisava de uma feira assim. Se depender do setor, o apoio está garantido”, assegurou Scortegagna.

A Wine South America já tem sua próxima edição confirmada: ocorrerá na última semana de setembro de 2019, em Bento Gonçalves. A parceria com a ABE também está renovada e assegurou a combinação da feira culminando, novamente, em seu último dia, com a realização da Avaliação Nacional de Vinhos, promovida pela entidade.

Sucessão familiar na propriedade Corbellini esta garantida

Três gerações de agricultores da mesma família falam sobre os desafios e as mudanças no campo

Na família Corbellini a sucessão familiar está garantida. Milan Corbelini deu andamento ao trabalho do pai Selmar que, por sua vez, seguiu seu pai Benino. Na foto, da esquerda para direita, Gladis, Selmar, Milan, técnico agrícola da Emater, Vanderlei Roncato, o avô Benino e a avó Mélia Foto: Marlove Perin

A manutenção do jovem no campo é um tema fundamental para planejar o futuro da propriedade rural. A sucessão familiar é uma das principais preocupações do setor agrícola. A falta de pesquisas sobre o tema deixa o setor trabalhando às cegas. A falta de internet, de estradas asfaltadas, a incerteza de uma boa colheita, as doenças nas produções e a remuneração incerta são alguns dos motivos. A última pesquisa sobre o assunto no RS foi realizada pela Fetag, em 2005. Os dados apontavam que 30% das propriedades não teriam sucessão familiar. Segundo Elson Schneider, Presidente do Sindicato Rural da Serra Gaúcha, atualmente, o êxodo rural no município deve ser maior do que aponta a pesquisa. – Os jovens estão deixando o campo pelas oportunidades da cidade. Alguns retornam para o campo, mas é muito pouco.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou neste mês os resultados preliminares do Censo Agropecuário, Florestal e Aquícola 2017, cuja coleta de dados foi realizada entre outubro de 2017 e fevereiro de 2018, em todos os estabelecimentos agropecuários do território brasileiro. De acordo com a pesquisa, Garibaldi conta com 823 propriedades rurais, sua maioria (276) de área entre 10 e 20 hectares. Do total, 655 conta com lavouras permanentes (como uva), 517 com lavouras temporárias e 424 com pastagens naturais. Entre os trabalhadores rurais, 745 são homens e 63 mulheres. 417 têm idade entre 30 e 60 anos, 378 são maiores de 60 anos e apenas 13 trabalhadores têm menos de 30 anos de idade.

Para o secretário municipal de Agricultura e Pecuária, André Busa, é natural que ocorra reduções no trabalho no setor primário ao longo dos anos, especialmente entre os mais jovens. “Ao mesmo tempo em que há cada vez mais facilidades para o trabalhador rural, os jovens buscam essas facilidades na área urbana”, avalia. “Hoje podemos considerar os trabalhadores verdadeiros empreendedores rurais, com uma grande importância econômica e cultural para o município, por isso mantemos nossas ações de incentivo para o desenvolvimento do setor”, acrescenta.

Entre os itens produzidos, os mais presentes no município são:

Produtos da lavoura permanente
Uva para vinho ou suco – produzida em 590 estabelecimentos agropecuários
Laranja – produzida em 156 estabelecimentos agropecuários
Bergamota – produzida em 95 estabelecimentos agropecuários
Caqui – produzido em 87 estabelecimentos agropecuários
Figo – produzido em 87 estabelecimentos agropecuários
Pêssego – produzido em 81 estabelecimentos agropecuários
Limão – produzida em 70 estabelecimentos agropecuários
Uva de mesa – produzida em 57 estabelecimentos agropecuários

Produtos de lavouras temporárias
Milho em grão – produzido em 369 estabelecimentos agropecuários
Feijão preto em grão – produzido em 69 estabelecimentos agropecuários
Milho forrageiro – produzido em 67 estabelecimentos agropecuários
Cebola – produzida em 64 estabelecimentos agropecuários

Selmar, Milan e Benino Corbelini

Horticultura
Alface – produzida em 54 estabelecimentos agropecuários
Tomate – produzido em 34 estabelecimentos agropecuários
Rúcula – produzida em 30 estabelecimentos agropecuários
Salsa – produzida em 30 estabelecimentos agropecuários

Uma das temáticas fundamentais será a permanência do jovem no campo. “É natural que qualquer pai queira que seu filho seja seu sucessor, mas hoje a nova geração tem opções e precisa estar motivada a ficar”, observa Schneider. Para o consultor, fatores como renda, vocação natural, participação nas decisões e inovação tecnológica e acesso à internet podem ser fundamentais. “O jovem também quer tempo livre para atividades de lazer e o reconhecimento da família”, complementa. É por isso que o processo de sucessão deve ser pensado desde cedo, promovido pelos próprios pais. “O debate da sucessão é uma das questões mais importantes do meio rural”, conclui.

Na família Corbellini, de Santo Antônio do Araripe interior de Garibaldi a sucessão familiar esta garantida. “Meu pai ele adquiriu essa propriedade aqui em 1973. Mas ele passou um monte de necessidades aqui, porque estava abandonado” diz Selmar Eduardo Corbelini, 55 anos. “Quando eu vim morar aqui, não tinha nem comida pra comer. E daí começamos a lavrar a parreira junto com os bois e o arado. Hoje em dia a mecanização da agricultura ajudou muito a alavancar a produção e a forma de trabalho” explica Benino Corbellini, 81 anos. “Aí ele foi começando, devagarzinho, melhorando os parreirais, até que a gente chegou nesse ponto que a gente chegou hoje. Mas são 45 anos de história já. Tem cinco na propriedade. O vô e a vó, mais eu e minha esposa e meu filho Milan” conta Selmar. “Eu tenho meu filho, a tendência é ele permanecer na agricultura e tocar a propriedade, inovando, melhorando cada vez mais” complementa. “isso aqui é um trabalho que vem do meu avó e como ele diz, é um pecado abandonar. Com sete, oito anos eu acompanhava nos parreirais. A mesma coisa como se fosse hoje, dirigindo o trator. Eu não alcançava os pedais, me colocavam em cima, davam partida e eu só segurava na estrada. Aí, com o tempo, eu fui aprendendo e fui me virando. A uva, além da história, pra nossa família, é a fonte de renda principal. Isso aqui vem de 140 anos atrás, que meus avós vieram da Itália e trouxeram pra cá esse tipo de cultura. Quando e tiver meus filhos, eu quero que tente fazer o máximo para que ele fique e dê sequencia aqui na propriedade. Até que eu conseguir trabalhar eu não tenho ideia de sair da propriedade , da colônia.” diz Milan Corbelini, 26 anos, técnico agrícola.

Benino foi o primeiro Agricultor do Ano, prêmio instituído em 1999 pela Prefeitura de Garibaldi com o objetivo de agraciar agricultores que valorizassem o trabalho na agricultura. Com o filho Mílan tocando a sucessão da propriedade, Selmar não tem o problema de muitos agricultores, que é pensar em quem irá sucedê-los no futuro. No entanto, Selmar alerta que é preciso que os pais deem mais liberdade aos filhos dentro da propriedade, num trabalho de parceria entre os dois. Para ele, o pai precisa ver o filho como um “sócio”, ao invés de um empregado. E na família Corbellini, cabe a Mílan dar a continuidade ao trabalho iniciado por Benino e que segue com Selmar.