Villa Michelon é o anfitrião da Abertura da Vindima no Vale dos Vinhedos

O Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha, está em festa, é vindima. Nessa época do ano os vinhedos das propriedades estão carregados de uvas e a fruta quase pronta para serem colhidas. E para celebrar esse momento, o Villa Michelon foi o cenário para a Abertura da Vindima no Vale dos Vinhedos, na sexta-feira, dia 25.
Há mais de uma década a cerimônia acontece no Hotel Villa Michelon, com autoridades, convidados e hóspedes. A abertura faz parte da programação desenvolvida no Hotel, a La Bella Vendemmia, nove finais de semana com um cronograma que valoriza a história da vitivinicultura no Rio Grande do Sul e no Brasil, além da experiência de contato com a uva através da colheita e da pisa. Este ano, as edições são abertas ao público mediante reserva de ingressos antecipadamente.
A solenidade iniciou com protocolo oficial e discurso da anfitriã do evento, Elaine Michelon, diretora geral do Villa Michelon. Também discursaram os prefeitos de Bento e Monte Belo, Guilherme Pasin e Adenir Dallé, bem como o secretário de Turismo de Garibaldi, Paulo Salvi: municípios que integram o Vale dos Vinhedos.
Outro momento foi a visita técnica ao Parreiral Modelo, com bênção, colheita simbólica e Filó Italiano na Casa do Filó. O evento de abertura teve ainda a presença do Coral Vicentino, de Monte Belo, entre outras atrações.

Missão Cumprida: Aumento de 1 milhão de caixas a mais em 2018

Equipe Matriz Fotos: Marlove Perin

A produção em 2018 da Cooperativa Vinícola Aurora cresceu para 1 milhão de caixas de vinho, 500 carretas carregadas a mais em relação ao ano de 2017. Com isso, a meta estabelecida para o Setor da Cooperativa foi atingida, 10% de crescimento ano. A Afirmação é do Gerente de Expedição, Ademir Trevisan que há 32 anos atua na Cooperativa.
“É importante ressaltar que, além do resultado de crescimento do último ano ter sido superior ao ano de 2017, produzimos com o mesmo número de funcionários no setor de expedição. Somos em 54 colaboradores divididos em três turnos, manhã tarde e noite” explica Ademir.
“A atividade da expedição é receber uma programação semanal onde são produzidos no mínimo 60 mil caixas por semana, isso cha

Gerente de Expedição, Ademir Trevisan que há 32 anos atua na Cooperativa

mamos de sistema operacional e em torno desta programação nós também acumulamos a expedição e o carregamento em si” complemente.
Ademir afirma que o trabalho dele como gestor é um desafio diário. “Todo o dia eu entro na vinícola como se fosse o meu primeiro dia de trabalho e procuro repassar isso para os meus colegas de área, para não entramos em uma zona de conforto. É importante estamos motivados e em busca de desafios diários” diz.
A Cooperativa Aurora vê como prioridade absoluta investimentos feitos em segurança do trabalho, com programa de treinamentos e palestras, e no setor de expedição pode-se destacar o treinamento em gestão de para ter um canal de comunicação entre os colaborares.
A Vinícola tem capacidade para estocar 500 mil caixas de produtos na matriz e mais 500 mil caixas na Unidade 2. E deu um passo importante rumo ao futuro expandindo sua linha fabril e consequentemente haverá aumento de capacidade produtiva com a construção da nova unidade industrial no Vale dos Vinhedos.
O novo prédio deverá estar concluído e em operação até maio de 2019 e será responsável pela elaboração e envase de suco de uvas. Para se ter uma ideia da importância os sucos representam hoje 60% de toda a produção da Aurora.

Equipe Filial 02

Pêssegos da serra gaúcha têm qualidade garantida, apesar de safra menor

Ocorrência de granizo no ano passado afetou parte da área de pessegueiros em municípios como Bento Gonçalves, Farroupilha e Pinto Bandeira e deve reduzir em 24% a colheita da fruta na região que é responsável por 95% da produção no RS

A ocorrência de granizo e geada no final do ano passado fará com que a safra do pêssego seja menor na Serra, local que concentra a maior parte do cultivo da fruta no Rio Grande do Sul. Conforme estimativa da Emater de Caxias do Sul, a região deve colher 37,2 mil toneladas em 2019, queda de 24% frente ao ano anterior. Na comparação com o desempenho da cultura em 2017, quando houve supersafra, o tombo chega a 43%. A colheita deve ser encerrada até o final de janeiro.
O engenheiro agrônomo da Emater Caxias Enio Todeschini destaca que o granizo atingiu, principalmente, propriedades em Bento Gonçalves, Farroupilha e Pinto Bandeira. A chuva de pedra ocorrida em outubro passado trouxe prejuízos para alguns produtores justo no momento em que havia começado a colheita das primeiras variedades de pêssego. Ainda assim, Todeschini argumenta que a safra se caracteriza pela qualidade das frutas. “Os frutos são de bom calibre, coloração e sabor. Além disso, não houve problemas de sanidade” diz.
O frio constante do inverno passado também colaborou para a qualidade da fruta. Segundo dados coletados na estação meteorológica da Embrapa Uva e Vinho, em Bento Gonçalves, a Serra teve 387h de temperaturas abaixo de 7,2 graus em 2018, o que garantiu que um ciclo de desenvolvimento normal da fruta nesta safra. No ano passado, quando aconteceram apenas 189 horas de frio, as etapas na fruticultura foram antecipadas em quase 20 dias por conta do excesso de calor.
Ano passado tivemos um inverno regular, sem muitas variações de temperaturas. Não foi um frio muito intenso, mas foi constante. E isso foi excelente para a fruta – analisa José Taiarol, engenheiro agrônomo da Secretaria da Agricultura de Caxias do Sul.

Adair Rizzardo produtor de Pinto Bandeira

Pinto Bandeira lidera produção
Boa parte da safra virá de Pinto Bandeira, maior produtor de pêssegos de mesa do Brasil. No município a expectativa é colher 11,7 mil toneladas de frutas. Apenas na propriedade de Adair e Marisa Rizzardo, deverão ser obtidas 500 toneladas neste ano. A colheita poderia ser maior, não fosse pela chuva de granizo que atingiu parte dos 23 hectares de pomares da família. “Na safra passada tivemos prejuízo com a geada e nesta com o granizo. Perdemos em torno de 25% da área, aproximadamente umas 150 toneladas” calcula o produtor Adair Rizzardo.
Na propriedade da família de Rizzardo, a colheita iniciou em outubro passado, com a variedade kampai e já terminou.
Toda a produção de Rizzardo é vendida para fora do Rio Grande do Sul. A família comercializa as frutas para supermercados de Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco e também para as Centrais de Abastecimento (Ceasas) de Estados da região Sudeste.
Adair e Marisa Rizzardo, de Pinto Bandeira, vendem toda a produção para supermercados e Ceasas das regiões Sudeste e Nordeste

Área de pêssego tem leve expansão
O pêssego vem ganhando espaço nas propriedades e tem se consolidado cada vez mais entre as principais culturas da Serra. Na região, a área de pessegueiros passou de 3.280 a 3.340 hectares entre 2017 e 2019, conforme dados da Emater de Caxias do Sul. São 60 hectares a mais em dois anos. Levando em consideração que a maioria dos produtores é de pequeno porte, o incremento é um indício da ampliação da aposta na cultura.

Empreendimento Quinta’s do Vale é inaugurado

Equipe Alsus Urbanizadora Fotos: Marlove Perin

Quinta’s do Vale é o mais novo empreendimento da Alsus Urbanizadora. O loteamento foi lançado na noite da quinta-feira, dia 24, durante evento realizado no Il Divino Caffé, em Monte Belo do Sul, onde fica localizado.
São 137 lotes em mais de 100 mil m² de área e conta com uma ótima infraestrutura para garantir segurança e qualidade no empreendimento, O Loteamento Quinta’s do Vale fica na Rua Artur Beltrame em uma área total de 104.245,72 m² e com vista privilegiada na deslumbrante região do Vale dos Vinhedos.
“Um empreendimento que com certeza absoluta, vem agregar ao município trazendo investimentos de toda região, de pessoas que estão buscando uma moradia mais tranquila, um local de paz, de sossego e com um potencial turístico enorme. Teremos toda a infraestrutura de urbanização, pavimentação, abastecimento próprio de água por poço artesiano, sinalização viária, iluminação pública, rede de esgoto cloacal e pluvial” explica o gerente comercial da urbanizadora, Guilherme Sartor.
Para o prefeito de Monte Belo do Sul, Adenir José Dallé, o investimento da Alsus traz muitos benefícios para a economia do município, além de proporcionar uma melhor qualidade de vida para quem vier de outras localidades e quiser investir no município.

Prefeito Adenir José Dallé

O secretário de turismo, Alvaro Manzoni, confirma a importância da construção do Loteamento Quinta’s do Vale, na potencialização do turismo local.
Mais informações sobre o empreendimento podem ser obtidas através do site www.alsus.com.br ou no telefone (54) 9 9906-0631.

Vinicius Benini é empossado como presidente do Sindmóveis

A posse da nova diretoria do Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis) foi marcada por projeções realistas para o setor moveleiro e a apresentação de um grupo renovado de diretores. O novo presidente para o biênio 2019/2020 é o empresário Vinicius Benini (Móveis Pozza), tendo como vice-presidente o empresário da Perlare Cassiano De Paris. Essa foi a primeira transmissão de posse realizada no novo Centro Empresarial Bento Gonçalves, prédio que reúne as principais entidades setoriais do município e que foi construído com participação do Sindmóveis.
Em seu discurso de despedida, o empresário Edson Pelicioli, da Ideias & Conceitos, sinalizou que os dois anos de seu mandato foram como uma maratona. Pelicioli destacou que o setor moveleiro nacional foi um dos mais afetados pela crise econômica e que a entidade correu para fazer frente à crise, a greves, para frear o fechamento de postos de trabalho e favorecer um ambiente de negócios nas exportações quando as condições do mercado doméstico não favoreceram. “Posso afirmar com segurança que, embora tenha sido uma corrida, jamais estivemos fugindo da crise. Ao contrário: se o Sindmóveis correu, foi em busca de mais oportunidades, de mais estrutura, de mais projetos. Foi uma corrida de enfrentamento”, salientou.
Como destaques de sua gestão, Pelicioli elenca as comemorações dos 40 anos do Sindmóveis, a inauguração do Centro Empresarial Bento Gonçalves e a realização, com qualidade, da Movelsul Brasil 2018. Segundo ele, o Sindmóveis também conseguiu ótimos resultados com a articulação junto a governos e entidades, além das ações voltadas à inserção do design na indústria moveleira como ferramenta competitiva, a exemplo do Prêmio Salão Design e Projeto Raiz. “A retomada do setor é um processo que seguirá se desenrolando nos próximos meses. Essa nova diretoria do Sindmóveis é extremamente qualificada e estou certo de que está comprometida em seguir o trabalho da entidade com grandes ideias e novos projetos”, enfatiza Pelicioli, que segue atuando no Sindmóveis, agora como integrante do Conselho Superior da entidade.

Vinicius Benini é empossado como presidente do Sindmóveis

Propostas da nova presidência
Diretor da Móveis Pozza, o empresário Vinicius Benini assumiu legalmente as funções da presidência no dia 1º de janeiro. Ele já vinha atuando como diretor do Sindmóveis nos últimos cinco anos: primeiramente, como Diretor de Infraestrutura, e no último biênio, como vice-presidente e diretor Comercial. Em seu discurso de posse, Vinicius destacou como prioridade de sua carreira a atuação junto a questões coletivas do setor. “A maturidade e as sucessões trouxeram muitos ganhos para a indústria moveleira, mas, em se tratando de polo, nenhuma tecnologia ou projeto fabuloso substitui a força da construção coletiva. Não existe como qualquer empresa crescer isoladamente, sem que tenhamos um ambiente propício a toda indústria moveleira e um polo competitivo no mercado mundial”, destaca.
Esperando uma recuperação mais vigorosa da indústria moveleira neste ano, o Sindmóveis projeta para 2019 um crescimento de 2,5% no faturamento do polo. Confiança no bom desempenho no mercado externo, onde Bento Gonçalves vem obtendo resultados superiores ao estado e país nos últimos dois anos. O crescimento foi de 12,5% em 2018 e 8,9% em 2017. Como projetos para a nova gestão, Vinicius Benini destaca o fortalecimento das relações com o associado e a articulação com os governos de todos os âmbitos, entidades parceiras e empresas do setor. Ele também enfatiza o planejamento da Movelsul Brasil 2020, que já está 57% comercializada faltando 14 meses para sua realização; a internacionalização das empresas do polo e o projeto permanente do Sindmóveis de promoção do design como ferramenta competitiva para o setor moveleiro.
O prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, agradeceu o trabalho realizado pelo empresário Edson Pelicioli e sua diretoria no último biênio, pontuando que o grupo enxergou oportunidades de sucesso no grande barco da madeira e do móvel enquanto ele vagou nesse mar turbulento que foram os últimos dois anos. Saudando a nova diretoria, Pasin enalteceu o Sindmóveis por não apenas operar para dentro do setor, mas como grande formador de líderes – ao mesmo tempo em que ainda pode contar com o suporte e aconselhamento daqueles que escreveram os primeiros capítulos na história da entidade. Ao novo presidente, Pasin deixou palavras de encorajamento. Segundo ele, mais do que madeira, o setor é composto por gente. “Empreender não é matéria fácil e, em momentos de dificuldade, retrair-se é natural. Que a juventude do novo presidente não seja vista como entrave, mais, sim, oportunidade para liderar com pulso firme e seguindo o coração”, enfatizou o prefeito.
Desde 1977, o Sindmóveis representa e defende os interesses do maior polo moveleiro do Brasil, formado pelos municípios de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Santa Tereza. E entidade cria condições para que o polo se desenvolva de forma sustentável, o que se dá por meio da articulação, promoção, informação e conhecimento, gerando prosperidade para seus investidores, colaboradores, fornecedores, clientes e para a comunidade. Ao todo, o polo moveleiro é formado por 300 indústrias.

Diretoria Sindmóveis – biênio 2019/2020
Presidente: Vinicius Benini (Móveis Pozza)
Vice-Presidente e Diretor Comercial: Cassiano De Paris (Perlare)
Diretora Operacional: Marlei Pena Vian (Todescredi – Grupo Todeschini)
Diretor Jurídico Trabalhista: Alexandre Michelin (Bertolini)
Diretora de Serviços: Letícia Farina (Villa Giardino Italínea)
Diretor de Infraestrutura: Luís Henrique Bortolini (Atual Estofados)
Diretor do Prêmio Salão Design: Eduardo Nuncio (Móveis Carraro)
Vice-diretor do Prêmio Salão Design: José Ferro (Unicasa)
Diretora de Relações com o Mercado: Priscila Milesi Basso (Dalmóbile)
Diretor Internacional: Leonardo Dartora (Politorno)

Conselho Fiscal
Edson Pelicioli (Ideias & Conceitos)
Henrique Tecchio (Bentec)
Sérgio Dalla Costa (Motiva Móveis)
Rogério Francio (Móveis Carraro)

Conselho Consultivo
Cláudio Ramos (BRV Móveis)
Marcelo Haefliger (PLAN35)
Volnei Benini (BRV Móveis)

Delegados representantes na Fiergs
Ademar De Gasperi (Nave Brazil)
Maristela Cusin Longhi (Multimóveis)

Câmara de Monte Belo do Sul aprova projetos em realiza sessão extraordinária

A Câmara de Vereadores de Monte Belo do Sul aprovou na quinta-feira, 17 de janeiro em sessão extraordinária cinco projetos em regime de urgência que foram encaminhados pelo Poder Executivo.
A sessão extraordinária foi convocada pelo prefeito Ademir José Dallé (MDB). O primeiro projeto aprovado por unanimidades de votos foi o Projeto de Lei 001/2019 dispõe sobre o desconto para pagamento do IPTU – Imposto sobre a Propriedade Predial Territorial Urbana, para o exercício de 2019. O Executivo fica autorizado a conceder desconto de 10 % (dez por cento) sobre o valor lançado do IPTU 2019, aos contribuintes que efetuarem o pagamento do IPTU em quota única.
Em seguida os vereadores aprovaram também por unanimidade de votos o Projeto de Lei 002/2019. A matéria institui a adoção de equipamentos públicos e deverdes complementares por pessoas jurídicas.
Em seguida os parlamentares aprovaram por unanimidade de votos o Projeto de Lei 003/2019,autoriza contratações emergenciais de 01 Agente Comunitário de Saúde e 01 merendeira/servente. Segundo a justificativa do projeto a contratação temporária de Agente Comunitário de Saúde – Micro Área 6 é necessária para suprir a licença maternidade da servidora contratada Carina Maldotti. A contratação temporária de Merendeira/Servente é necessária para suprir a falta de profissionais na área devido a nomeação de servidora para cargo de Atendente de Creche e por haver esgotado a lista de aprovados em Concurso Público.
Já o Projeto de Lei 004/2019, aprovado por unanimidade de votos pelo vereadores abre crédito suplementar no valor de R$ 2.269.500,00 (dois milhões duzentos e sessenta e nove mil e quinhentos reais).
Por fim aprovado por unanimidade de votos o Projeto de Lei 005/2019, aprova o calendário de eventos do município para o ano de 2019.

Fenavinho e ExpoBento compartilham clima festivo da Vindima

A16ª Fenavinho – que ocorre de forma conjunta com a ExpoBento neste ano, de 13 a 23 de junho no Parque de Eventos de Bento Gonçalves foto: Crédito das imagens: Exata Comunicação

Mais emblemático momento do setor vitivinícola – e um dos mais atrativos também para o turismo – da Serra Gaúcha, a safra da uva chegou de forma contagiante na cidade de Bento Gonçalves. Em clima de vindima, ExpoBento e Fenavinho prepararam um espaço temático para celebrar o início da colheita 2019, durante festividade realizada na tarde de 18 de janeiro, na Rua Coberta do município. O cenário foi palco para a tradicional pisa da uva, que marcou a abertura da 10ª edição da Estação Vindima. A programação teve, também, exibição dos atrativos de 15 expositores locais – entre vinícolas, agroindústrias e restaurantes –, shows e, com destaque, a benção das uvas e da safra.
Resgatando as raízes comunitárias da Festa Nacional do Vinho, a ação antecipou algumas das experiências que o público poderá vivenciar durante a 16ª Fenavinho – que ocorre de forma conjunta com a ExpoBento neste ano, de 13 a 23 de junho no Parque de Eventos de Bento Gonçalves.
O retorno às origens – e a caminhada que mostra a evolução do setor ao longo das décadas, evidenciando o atual status de excelência dos vinhos, espumantes e sucos nacionais – balizarão o cronograma das atrações da Fenavinho neste ano. Uma já confirmada é a Vila Típica, integrada à área gastronômica e ao espaço da agroindústria e das vinícolas. Nesses locais também será possível conhecer o trabalho das agroindústrias familiares, com produtos típicos e artesanais. Cursos ministrados por chefs, e aulas de harmonização, unindo culinária e vinho, também estão previstos. Dezenas de vinícolas expositoras apresentarão e comercializarão seus produtos, compartilhando com o público a evolução do setor. Uma Enoteca mostrará os vinhos nacionais, suas regiões de procedência e as principais condecorações recebidas pelo setor nos mais variados concursos ao redor do mundo. Outros clássicos atrativos, como o vinho encanado com distribuição no Centro da cidade, desfile de carros alegóricos, também estão nos planos.

Colhedora mecânica de uva é apresentada e testada com produtores rurais em Bento

Na tarde da terça-feira, 22, vários produtores rurais compartilharam o teste da colheitadeira de uva latada no sítio da família Zucchi, na Linha Eulália. O equipamento foi apresentado na 2ª edição da Feira de Tecnologia para Viticultura (Tecnovitis), realizada em dezembro de 2017 em Bento Gonçalves. A iniciativa do Sindicato Rural da Serra Gaúcha (SRSG) objetivou reunir agricultores e técnicos para na prática, observarem o funcionamento de uma colhedora de uva mecânica para o sistema de condução latada.
O protótipo foi desenvolvido pelos irmãos de Nova Roma do Sul, Miguel e Tiago Battistin, e ainda está em fase de testes para posteriormente chegar ao mercado. O equipamento possibilita colher de 4 a 6 mil quilos de uva por hora, custa em média R$ 200 mil.
Para o presidente da entidade, Elson Scheneider, que está desenvolvendo um trabalho acadêmico de mestrado com o foco em biotecnologia, “o objetivo é trazer o conhecimento, a estatística, através de um dia de testes levando a informação para os nossos produtores”, destacou.
O viticultor e empreendedor Tiago Battistin, salientou que a máquina foi pensada “pela falta de mão de obra. Como outros países já têm, por que nós não? Começamos então a fazer uma máquina e hoje estamos aí. Dependendo o terreno mais acidentado ainda temos que mudar algumas coisas”, disse.

Prefeito e Vice de Pinto Bandeira visitam Secretário de Logística e Transportes do Rio Grande Do Sul

Vice-Prefeito Daniel Marini Pavan, Secretário de Logística e Transportes do Rio Grande Do Sul, Juvir Costella e Hadair Ferrari, Prefeito Foto: Divulgação

Na tarde da terça-feira, 22, o Prefeito Hadair Ferrari e o Vice-Prefeito Daniel Marini Pavan de Pinto Bandeira, estiveram em Porto Alegre conversando com o Secretário de Logística e Transportes do Rio Grande Do Sul, Juvir Costella.
Na ocasião, o Prefeito fez a entrega de um ofício solicitando a realização de Operação de Emergência “Tapa Buracos” na Rodovia VRS 855 de forma imediata, diante das condições precárias em que a via se encontra. Além disso, foi requerida, novamente, ao governo estadual, a recuperação da Rodovia VRS 855, por meio de recapeamento de toda a extensão.
O Secretário Juvir Costella informou que somente a partir de fevereiro o gabinete receberá verba para poder, então, efetuar a obra.

 

Prefeitura de Pinto Bandeira promove campanha da bicicleta

A prefeitura de Pinto Bandeira promove campanha para doação de bicicleta velha para embelezar a praça central do município. As doações poderão ser feitas na Prefeitura de segunda à sexta-feira, das 7h30min às 11h30min e das13h às 17h.