Abertas inscrições para a Rústica e Caminhada de Aniversário de Pinto Bandeira


Estão abertas as inscrições para a Rústica e Caminhada de Aniversário do Município de Pinto Bandeira. O evento faz parte das comemorações da Semana do Município e será no dia 07 de abril a partir das 08h30min, com saída na frente da Prefeitura.
Haverá premiação nas categorias Geral e Municipal (masculino e feminino) com troféus e cestas coloniais do 1º ao 5º lugar e por categoria com troféus e medalhas. As inscrições abriram na terça-feira e seguem até o dia 28 de março.

Embrapa lança edital para seleção de parceiro para a fabricação e comercialização do suquificador integral

Prazo de entrega de documentação prorrogado:Empresas interessadas devem entregar documentação até o dia 20 de março

Produzir suco de uva integral em pequenos volumes, sem agregação de água, é a proposta do Suquificador Integral. Desenvolvido pela Embrapa e a HBSR Refrigeradores Líquidos LTDA, o equipamento foi patenteado e agora está em processo seletivo para empresas interessadas na sua fabricação e comercialização. A entrega de documentação para o processo deverá ser até às 16h do dia 20 de março de 2019, na sede da Embrapa Uva e Vinho (Rua Livramento, 515, Bairro Conceição – Bento Gonçalves/RS). O contrato a ser assinado com a empresa selecionada terá a vigência de cinco anos, com possibilidade de prorrogação.
Poderão participar do processo seletivo empresas com experiência comprovada no setor de fabricação de equipamentos em aço inoxidável para indústria alimentícia e de bebidas em geral, legalmente constituídas, que atendam aos requisitos do processo, como documentações de habilitação jurídica, regularidade fiscal e trabalhista, conforme detalhado no edital
Após o recebimento da documentação, a Comissão Julgadora fará a análise dos documentos apresentados e realizará a classificação de pontuação conforme os critérios estipulados no edital, sendo a empresa vencedora aquela que obtiver o maior somatório de pontos. As demais empresas classificadas irão compor um cadastro reserva, que poderão ser convocadas caso a contratação do primeiro colocado não se concretize. O resultado do procedimento de verificação de habilitação e classificação dos participantes será divulgado no endereço eletrônico: https://www. embrapa.br/produtos-e-mercado/editais
O edital com a oferta pública está disponível na página da Embrapa, no endereço https://www.embrapa.br/documents/1355719/0/Processo+de+oferta+04-2019+final+suquificador/3d6181dc-c0a3-4c01-ffee-12e3d5c86e38 e os documentos de inscrição poderão ser encaminhados até dia 20/3/19, quarta-feira, até as 16h, para a sede da Embrapa Uva e Vinho (Rua Livramento, 515, Bairro Conceição – Bento Gonçalves/RS).

Saiba mais sobre o Suquificador Integral:
Conhecendo o suquificador: https://www.youtube.com/watch?v=aMLELvGW8hY
Elaborando o suco suquificador: https://www.youtube.com/watch?v=0eGvL7NrfF0
Outras informações técnicas sobre o equipamento: https://www.embrapa.br/busca-de-solucoes-tecnologicas/-/produto-servico/3257/suquificador-integral-equipamento-para-elaboracao-de-suco-de-uva-integral-em-pequenos-volumes

Serviço
Seleção pública de empresa para fabricação e comercialização do “Suquificador Integral”
Edital disponível em: https://www.embrapa.br/documents/1355719/0/Processo+de+oferta+04-2019+final+suquificador/3d6181dc-c0a3-4c01-ffee-12e3d5c86e38
Recebimento da documentação e inscrição: até às 16h do dia 20 de março de 2019, na Embrapa Uva e Vinho (Rua Livramento, 515, Bairro Conceição – Bento Gonçalves/RS).
Abertura do Processo de Seleção: às 14h do dia 21 de março de 2019, na Embrapa Uva e Vinho (Rua Livramento, 515, Bairro Conceição – Bento Gonçalves/RS).

Feconsepro e Sicredi Serrana realizam evento para apoiar a segurança na região

Evento realizado na última quarta, dia 26, sobre a parceria entre Feconcepro e Sicredi Serrana pela melhoria da segurança na região. Evento realizado na última quarta, dia 26, sobre a parceria entre Feconcepro e Sicredi Serrana pela melhoria da segurança na região. Foto: Cristiane Driemeier / Divulgação.

Na noite da última quarta-feira, 26 de fevereiro, a diretoria da Feconsepro-RS e Sicredi Serrana realizaram um evento na sede da CIC de Garibaldi, juntamente com os Conselhos Comunitários Pró-Segurança Pública (Consepros) de 23 cidades da região, além de lideranças públicas e
representantes de entidades. O tenente coronel, Marcus Vinicius Gonçalves de Oliveira, e o delegado de Polícia, Antônio Salvador Moreira Lapis, representaram a Secretaria da Segurança Pública do Estado no evento.
A cooperativa de crédito formalizou o repasse de recursos, que variam entre R$ 200,00 e R$ 3.000,00 mensais, para investimentos de acordo com a necessidade de cada município. A proposta prevê o investimento total de R$ 127.800,00 em um ano.
Em maio do ano passado, a Sicredi Serrana já havia realizado um movimento para contribuir com a segurança pública na região. Na época, a cooperativa realizou a doação de R$ 100.000,00 para a assinatura da ordem de início para a construção da Sede do 3º Batalhão Rodoviário da Brigada Militar, que será instalado entre os municípios de Garibaldi e Carlos
Barbosa.
Para o Diretor Executivo da Sicredi Serrana, Odair Dalagasperina, o evento teve grande impacto, além da participação financeira da Cooperativa: “O papel da Sicredi Serrana é contribuir com o desenvolvimento da região, e ao passo que reunimos essas lideranças e os
Consepros, iniciamos um diálogo e aproximação dos órgãos e o trabalho coletivo visando o bem comum. Somos sabedores que para o êxito do propósito de termos uma efetiva segurança em nossa região precisaremos do engajamento de toda a comunidade, especialmente entidades e empresários.”, comenta.
Neste momento, a proposta sugere que os valores sejam investidos em cercamento eletrônico, infraestrutura para entidades de segurança, material de expediente, c

Antiga estação de esqui da Serra terá hotel inspirado no espumante

Chafariz tem calhas para gelar espumantes Renata Tosi / Divulgação Dall’Onder

Vista externa do hotel Divulgação Dall´Onder

A serra gaúcha terá, em breve, um hotel inspirado em espumantes. O Dall’Onder Ski será inaugurado em março. Diretor-superintendente, Tarcísio Michelon detalhou os planos de ampliar a Rede Dall´Onder Hotéis com um aporte de R$ 195 milhões, sendo que R$ 45 milhões são para a operação de Garibaldi.
O município é conhecido como terra do espumante. Por isso, a escolha do tema. Já na entrada do hotel, haverá um chafariz com jatos de água que lembram os de uma garrafa sendo estourada. Além disso, no entorno, será instalada uma calha para colocar gelo e armazenar a bebida que será servida aos clientes.
Outros espaços terão lustres redondos de vidro feitos por artesãos locais. A ideia da decoração é que lembre borbulhas de espumante. Ladrilhos e ferro, característicos da produção local de Garibaldi, também têm espaço na decoração. Os projetos são assinados pela arquiteta e urbanista Renata Tosi Cau. Serão gerados 45 empregos e a seleção já começou.

Lustres lembram borbulhas de espumante Renata Tosi / Divulgação Dall’Onder

Obra do Ski em andamento Lucinara Masiero / Divulgação Dall’Onder

Eventos para curtir o carnaval na Serra Gaúcha

Wine Pool Casacurta – Carnaval na piscina em Garibaldi

O Wine Pool Casacurta é uma festa descontraída em Garibaldi para comemorar o Carnaval na piscina. O evento acontece no domingo, 03 de março, das 14h às 19. É aberta ao público com degustação de espumantes e vinhos de 9 vinícolas da região, música e comidinhas finger food da Hostaria Casacurta.
Vinícolas participantes: Ponto Nero/Domno, Don Guerino, Courmayer, Don Laurindo, Lidio Carraro, Cooperativa Vinícola Garibaldi, Pizzato, Bertolini e Dal Pizzol.
Ingressos: R$ 70 – ingressos antecipados estão sendo vendidos por R$ 60 no Hotel Casacurta e no link do evento na Fanpage do Hotel. Inclui taça, bebidas (vinho, espumante e água), comidinhas e acesso à piscina do hotel. Hóspedes do hotel, durante o Carnaval, tem entrada livre.

Carnaval Dal Pizzol
O verdadeiro sentido da folia
Descritivo do evento: O carnaval será repleto de experiências e sensações inesquecíveis na Dal Pizzol.
Convide os amigos e desfrute de momentos únicos em harmonia com nossos vinhos e espumantes no ambienteinspirador que você já conhece!
Datas: de 01 a 05/03
Horário de atendimento: 01, 04 e 05/03 das 09h às 17h
​02 e 03/03 das 10 às 17h

Nos dias 02 e 03/03 a partir das 15h, nosso evento será animado pelo Acústico Ale Lucietto

EXPERIÊNCIAS SENSORIAIS
Um minicurso de degustação que explora os aromas e sabores presentes em cada vinho degustado, juntamente com componentes gastronômicos, permitindo vivenciar algumas descobertas gustativas únicas, através dos sentidos.

Local: Ecomuseu da Cultura do Vinho Dal Pizzol
Datas: de 01 a 05/03
Horários: 10h30min, 13h e 15h
Duração: Em torno de 1h30min

Reservas:
Fone: 54 3449 2255
Whatsapp: 54 9 9989 7649
E-mail: enoturismo@dalpizzol.com.br
Valor da inscrição: R$ 90,00 (inscritos ganham isenção da entrada)
Vagas limitadas e reservas válidas somente com 50% do valor antecipado.
Durante o período, não serão oferecidas algumas atividades.
Para maiores informações, consulte-nos.

FOOD TRUCK NO JARDIM – Chef Gerson Bem

Cardápio
• Hambúrguer recheado de gorgonzola com cebola caramelada e batata frita ou anel de cebola
• Hambúrguer de carne simples com batata frita ou anel de cebola
• Hambúrguer de frango com batata frita ou anel de cebola
• Risoto de frango com limão siciliano
• Risoto de aspargos com cebola caramelada
• Penne à carbonara
• Penne ao molho de tomate seco com rúcula

Tábua de Frios
• Azeitona, queijo colonial, gorgonzola, salame, copa, ovo de codorna

Porções
• Coxinha de palmito com alho-poró (12un)
• Pastel de carne (12 un)
• Pastel de camarão (12 un)
• Churros de doce de leite (12 un)
• Aipim frito (12 un)
• Trufa de morango
• Trufa de uva
*Valores de ingressos não inclusos

Carnavale Wine Garden Miolo – Vale dos Vinhedos
O Wine Garden nos jardins da vinícola Miolo promove a terceira edição do Carnavale. Entre os dias 1º e 5 de Março, das 11 horas da manhã à meia-noite vai rolar espumante e drinks, boa música boa e muitas comidinha. E ainda: exposição de artes, feirinha autoral criativa, espaço kids, shows e muito mais!
A entrada é franca! *exceto espaço kids e não precisa de reservas!
Carnavale Garden 2019 – Wine Garden
Onde: Vinícola Miolo no Vale dos Vinhedos
De 01º a 05 de março (da sexta à terça de Carnaval)
Horário: das 11 horas às 00h meia-noite

Vindima 2019 Pinto Bandeira
Os espumantes de Pinto Bandeira se reuniram em uma festa especial da Vindima que vai rolar no dia 2 de março, sábado. A venda de ingressos é limitada.
Data: 02 de março de 2019
Onde: Centro Tecnológico da Aurora (Linha 28, 1150 Zona Rural, Pinto Bandeira)
Horário: das 15h30min ás 19h30min
Quanto: R$100 – Inclui: Taça de cristal + música ao vivo + espumantes da região + suco de uva + água + tradicional porchetta + sobremesa do Chef.
Para adquirir ou mais informações: 54 99993 0009

Burger & Beer – Valle Rústico
Rock, pop e samba de raiz se misturam na terça de Carnaval, no jardim do restaurante do chef Rodrigo Bellora. O evento tem sete edições por ano e mescla rock, pop, grandes cervejas e comida de brasa. A edição carnavalesca, dia 05 de março, vai ter tudo isso e mais a brasilidade das marchinhas e do samba de raiz. Para a criançada, espaço kids, pintura de rosto e muito espaço pra dançar!

Burger&Beer Valle Rustico
Quando: 05/03/19, das 12:00 às 20:00
Onde: jardim do Valle Rustico (Linha Marcílio Dias, 15 da Graciema – Vale dos Vinhedos)
Atrações confirmadas: Bloco do Bepi, Lelo Valduga, Banda Louder e Partido de Primeira tocando um bom samba de raiz e as marchinhas que marcaram época
Pra beber: 8 torneiras comandadas pelo Basilico | Suco FitUp | espumantes Garibaldi | Spritz | Água por conta da casa.
Pra comer: Burger tradicional, Burger vegetariano e sonho com doce de leite.
Ingressos: R$ 30 antecipado (inclui entrada + 1 copo + 1 chopp Pilsen); R$ 40 na hora (inclui entrada + 1 copo
Saiba mais em : www.facebook.com/vallerustico

Harmonização de Queijos na Pizzato
O evento conta com degustação de queijos regionais gaúchos harmonizados com seis vinhos da casa. Acompanhamento de cesta de pães e degustações de três varietais de azeites gaúchos.
Quando: Todos os dias, das 10h às 15h30
Onde: Pizzato Vinhas e Vinhos (Via dos Parreirais, s/nº), no Vale dos Vinhedos
Informações e reservas: pelo telefone (54) 3055-0440, pelo WhatsApp (54) 98114-0116 ou email turismo@pizzato.net

Piquenique nos Jardins do Castelo da Cave de Pedra
A Vinícola Cave de Pedra, além de visitas e degustações guiadas, oferece um piquenique no jardim. O valor inclui toalha xadrez, tábua de petiscos, almofadas e um vinho.
Quando: Todos os dias, das 10h às 15h
Onde: Cave de Pedra (Linha Leopoldina, 315), no Vale dos Vinhedos
Reservas e informações: pelo email cavedepedra@cavedepedra.com.br

Vindima na Cainelli
A programação inclui recepção feita pela família, com a história de seus antepassados e um pouco de cultura do vinho, visita ao museu, caminhada até os vinhedos, colheita da uva, música, merendim (lanche típico italiano), retorno à vinícola a bordo de um tuc tuc, pisa das uvas e visita à loja.
Quando: Todos os finais de semana, às 9h30 e às 16h, até 10 de março
Onde: Vinícola Cainelli (RSC 470 – KM 202,6, s/nº), em Tuiuty
Quanto: R$ 130 por pessoa
Informações e reservas: pelo telefone (54) 3458-1441 ou email contato@vinicolacainelli.com.b

Carnarock no Monã em Canela
Uma festa que une natureza, gastronomia e música no Carnaval em Canela. Dia 2/03 tem feijoadinha e leitão assado e samba. Dia 3/03 Monã Brasa e Blues especial Carnaval. Dia 04/03 Festival do Cordeiro. Dia 05/03, pic nic com produtos coloniais.

Baladinha no Magnólia de Canela
Também em Canela, uma festa à noite com o Cagê Lisboa. Vai ser no dia 4 de março, no restaurante charmoso Magnolia em Canela. E anote: dia 10 de março vai ter brunch.

Safra da uva deve encerrar nos próximos dias

Chuva de granizo destruiu parreiras em outubro do ano passado. Colheita está chegando ao final e será menor em 2019

Na propriedade do agricultor Ildo Perin, na Linha Alcântara a colheita da fruta encerrou no último final de semana

Margô, que ajudar a tocar a propriedade na família Perin

A colheita da uva na Serra Gaúcha deve ser finalizada nas próximas semanas. Na propriedade do agricultor Ildo Perin, na Linha Alcântara a colheita da fruta encerrou no último final de semana.
Em Monte Belo do Sul, ele cultiva nove hectares de parreirais das mais diversas variedades. A previsão da colheita rendeu mais que o esperado em virtude das condições climáticas, ele se diz satisfeito quanto a safra deste ano.
“Como tivemos um inverno rigoroso, a brotação foi bastante uniforme nos vinhedos, porém o início de janeiro houve vários dias de chuva que prejudicaram as variedades precoces. Mesmo assim, a qualidade da safra foi boa, embora não como no ano passado” analisa Margô, que ajudar a tocar a propriedade na família Perin.
Na colheita das variedades intermediárias, houve uma pequena melhora. Margô explica que o tempo mudou um pouco e teve um período ensolarado o que melhorou o grau da uva.
No geral, a safra no Rio Grande do Sul vai ser menor este ano. Por conta de uma chuva de granizo que destruiu parte das parreiras em outubro do ano passado, segundo a Emater, os agricultores da região devem colher aproximadamente 635 mil toneladas até o fim da safra 2019, em março – cerca de 20% menos que em 2018.
As cidades de Nova Roma do Sul e Nova Pádua foram as mais atingidas. Alguns viticultores perderam cerca de 90% do que tinha produzido. Mesmo com uma produção menor, a safra da uva deve injetar quase R$ 700 milhões na economia da região da Serra Gaúcha.

Segue entrevista feita em conjunto com os pesquisadores da Embrapa Uva e Vinho, Mª Emília Borges Alves, Lucas Garrido, Fábio Cavalcanti, Mauro Zanus com apoio do técnico Adriel Marconatto:

1 – Esta ocorrendo uma das piores safras para o setor vinícola como granizo e excesso de chuvas, gostaria que o pesquisador falasse um pouco deste fenômeno, se tem alguma explicação se é causado por algum fenômeno?
As chuvas, considerando o volume, estão dentro do normal. Já, considerando a frequência, esta sim está acima do normal. A umidade elevada durante muitos dias seguidos no período de colheita pode contribuir para a ocorrência de doenças fúngicas, alteração da qualidade do fruto e, sobretudo, prejudicar as operações de colheita.
Estas ocorrências podem ser atribuídas ao fenômeno El Niño e ao registro de temperaturas elevadas das águas do Atlântico Subtropical (anomalia positiva) entre a costa da Argentina e o Rio Grande do Sul que, também, contribui com aumento da concentração de umidade no estado e temperaturas máximas acima das normais.
Esta safra não pode ser considerada tão ruim assim pois ainda está em curso e, a depender das condições de fevereiro, poderemos ter boa qualidade das uvas de maturação intermediária e/ou tardia, como a Isabel, Moscato Branco e Cabernet Sauvignon. As fortes chuvas de janeiro impactaram muito as condições das variedades precoces, como a Chardonnay e Pinot Noir- e de maneira muito forte na Metade Sul do Rio Grande do Sul.

2 – Sobre as horas de frio, quantas foram em 2018? Se foram suficientes ?
Em Bento Gonçalves o número acumulado de horas de frio abaixo de 7,2ºC foi de 389 horas entre abril e setembro de 2018. Esse acumulado é considerado suficiente para a maioria das variedades de uva. Dessa forma o inverno de 2018 pode ser considerado normal sob o ponto de vista das temperaturas, garantindo boa brotação e potencial produtivo das plantas. A redução da quantidade de uvas nesta safra deve-se, principalmente, aos eventos de granizo no final de outubro, que ocorreram em diversas áreas da região.

3 – O que o excesso de umidade causou e qual a orientação a ser dada para os produtores?
Apesar de já termos vivenciado anos mais complicados que este, a primavera desta safra foi relativamente chuvosa e fez com que as plantas desenvolvessem bastante vigor e forte brotação. Nessas condições o desenvolvimento do míldio (‘mufa’) foram favoráveis, demandando maior número de tratamentos fitossanitários. Chuvas frequentes durante a fase de maturação das uvas favorece uma incidência maior de fungos causadores de podridões do cacho. Doenças como a podridão-cinzenta e a podridão -da- uva-madura são comuns nos vinhedos na fase de pré-colheita. O que fazer? Os produtores devem continuar as pulverizações com fungicidas, respeitando o período de carência e ou a utilização de produtos biológicos registrados. Caso o produtor não tenha realizado algumas práticas importantes anteriores, como a eliminação dos cachinhos mumificados da safra anterior, antes da poda das videiras, a aplicação de fungicidas específicos para controle de podridões durante a floração, grão-ervilha e fechamento do cacho, o controle será mais difícil nessa fase final. Também tem sido frequente a incidência de secamento de bagas de uva resultante do dessecamento da ráquis devido a deficiência de magnésio e o alto teor de potássio dos solos.

4 – Findada a safra, o que é aconselhado a ser feito?
Após a colheita é importante continuar controlando as doenças das folhas, para que os ramos possam amadurecer e acumular as reservas nutricionais para o ciclo vegetativo seguinte e retirar do vinhedo todos os cachinhos apodrecidos que permaneceram na planta, queimando ou enterrando.

Janeiro mais quente em 43 anos
Segundo análise da Embrapa Uva e Vinho, o mês de janeiro foi o mais quente dos últimos 43 anos em Bento Gonçalves. Ou seja, desde 1976 não fazia tanto calor neste período do ano. Somadas a isso, as chuvas excessivas prejudicaram o desenvolvimento da uva. A Embrapa avalia que está sendo necessário produtores utilizarem tecnologia de forma mais assertiva para reduzir os danos ocasionados pelo clima.

Siba mais sobre o mundo da uva 
* A previsão é colher cerca de 635 mil toneladas de uvas, destinas a vinhos, sucos e espumantes. Cerca de 20% a menos que a safra passada.
* O preço mínimo do quilo da uva foi definido em R$ 1,03 pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
* A venda de espumantes cresceu 13,4% até outubro de 2018. A de suco aumentou 22%
* A queda nas vendas está nos vinhos finos, com – 3,4%
* No total (todos os derivados da uva), o saldo até outubro foi positivo, com quase 37 mil litros a mais (12,8%)
* A importação de vinhos, sucos e espumantes também caiu no ano assado: – 9,77%. Fonte: Emater/RS Ascar e Ibravin

Reforço na frota para atender o interior em Monte Belo do Sul

O município de Monte Belo do Sul foi contemplado com um caminhão para atender as demandas do interior. O caminhão é oriundo de uma parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, via emenda parlamentar do Deputado Federal Giovani Feltes.

Impressões de um forasteiro

Luís Dill – escritor e jornalista

Impressões de um forasteiro

A decisão de construir uma casa em Monte Belo do Sul surgiu num piscar de olhos. Foi como amor à primeira vista. Eu e minha esposa frequentamos o Vale dos Vinhedos na condição de turistas há bastante tempo e nos últimos anos a ideia de termos casa na região tornou-se óbvia.
Em 2016, seguindo indicação do pessoal do Hotel Vila Michelon, fomos visitar um loteamento novo em Monte Belo do Sul – cidade que não conhecíamos. Diego Brunoni, um dos sócios fundadores da Alsus Urbanizadora, nos mostrou o empreendimento, àquela altura ainda sem calçamento. Mesmo assim nos encantamos e logo compreendemos porque o nome Vista dos Vales. Diante de nós, até onde a vista alcançava, um oceano verde de parreirais, matas nativas e montes pontilhados por poucas casas sob um céu generoso, digno dos melhores pintores.
Comprar terreno e iniciar o projeto da casa veio logo a seguir e de modo natural. Mas o que mais nos seduziu em Monte Belo do Sul não foi a paisagem ou a belíssima Igreja Matriz. Foi o povo.
Em 2018, com as visitas frequentes à obra, pudemos conhecer um pouco dos habitantes e tivemos a certeza de que havíamos feito a escolha certa. As pessoas sempre foram calorosas e receptivas conosco, nos acolheram como se fizéssemos parte de suas famílias. Encontramos sorrisos, boa conversa, carinho e uma gente extremamente trabalhadora.
Passar o mês de janeiro e parte de fevereiro deste em Monte Belo do Sul foi uma experiência deliciosa para um casal de Porto Alegre acostumado a tirar férias em lugares distantes. Ficamos com vontade de descobrir todas as belezas naturais do município e, sobretudo, conhecer mais os monte-belenses, mas sem pressa, como se deve apreciar um bom vinho.
Pois é, nem bem chegamos e já começamos a projetar a mudança definitiva para Monte Belo do Sul, onde a uva e o sonho se unem na forma de amizade e afeto.

Departamento Jurídico: a importância e o papel de cada setor na Cooperativa Aurora

Advogados, Rodrigo Da Silva e Daniela Mariano

O mundo dos negócios torna-se cada vez mais complexo com atualizações na legislação, fusões e aquisições, crescente número de processos judiciais, entre outros desafios pelos quais passam diariamente as empresas. Tendo vista este cenário, o Departamento Jurídico torna-se essencial e estratégico dentro das corporações. E na Cooperativa Vinícola Aurora não poderia ser diferente.
A Cooperativa possui um departamento jurídico interno formado por dois advogados, Rodrigo Da Silva e Daniela Mariano e também outros escritórios jurídicos que prestam assessoria e este departamento. “Somos encarregados pela gestão do departamento jurídico, todos os contratos passam pelo nosso setor. Fizemos a gestão dos documentos. Também analisamos a viabilidade e repassamos ao departamento responsável. Damos um suporte ao associado e esclarecemos dúvidas. Trabalhamos com a elaboração e análise dos mais variados tipos de contratos” explica Rodrigo.
“Temos um desafio diário, um aprendizado. Além disso, o Jurídico é uma área que necessita de integração constante com todas as demais, principalmente financeiro e contabilidade e, por isso, a presença do departamento jurídico aumenta a interação com essas áreas” diz Rodrigo.
Com um mercado cada vez mais competitivo, os departamentos jurídicos das empresas precisam desempenhar suas tarefas de maneira integrada com a gestão das empresas, para apoiar os negócios. Por isso, devem cuidar de uma série de questões que podem parecer alheias à área jurídica, mas que, na realidade, possui muita ligação.
Por fim, é fundamental que o advogado atuante dentro de uma empresa tenha noções de gestão, além de conhecer profundamente o core business da empresa e passem a estar ainda mais habilitados a contribuir com o negócio e realizar um trabalho colaborativo, como deve ser. Ao contrário do que acontecia há algum tempo atrás quando o jurídico só tratava de questões estritamente jurídicas, o grande diferencial, hoje, está justamente na capacidade dos profissionais de entenderem a empresa, suas necessidades e objetivos.

Chá de folha goiaba e pitanga reduz em 45% o tempo de cicatrização de ferida

Foto: Divulgação

Uma pesquisa realizada em Valinhos (SP) apontou que o uso do chá de folhas de goiaba e pitanga reduz em 45% o tempo de cicatrização de feridas. O produto fitoterápico é aplicado há um ano em pacientes atentidos pelo Serviço Especializado em Lesões Vasculares (Selven), do Sistema Único de Saúde (SUS), o período de tratamento caiu de 90 para 50 dias, em média.
O uso de fitoterápicos foi introduzido no atendimento do Serviço Especializado em Lesões Vasculares e Neuropáticas (SELVEN) em 2015 com a assessoria voluntária da farmacêutica Nilsa Sumie Yamashita Wadt, doutora em plantas medicinais pela USP (Universidade de São Paulo).
Segundo a farmacêutica, o uso das folhas tem acelerado em 40% a cicatrização de feridas nos pacientes atendidos. As folhagens de goiaba são misturadas as de pitanga no preparo de um chá que tem ação antimicrobiana e cicatrizante.
“Além de possibilitar a melhoria da saúde e mais qualidade de vida aos pacientes, a utilização das folhas gera economia ao sistema de saúde, pela redução no uso de medicamentos, de curativos e da necessidade de profissionais de saúde”, avalia a farmacêutica.