O que é Constelação Sistêmica?

Tatiane Parreira Terapias Energéticas e Sistêmicas Foto: Divulgação

Bert Hellinger, nascido em 1925, estudou Filosofia, Teologia e Pedagogia. Ele trabalhou 16 anos como membro de uma ordem de missionários católicos com os Zulus na África. Depois ele se tornou psicanalista e desenvolveu a abordagem da Constelação Familiar à partir das experiências com dinâmica de grupos, terapia primal, análise transacional e vários processos de hipnose terapêutica.
A Constelação Sistêmica Familiar conversa com nossa Alma e com a Alma dos nossos antepassados, busca descortinar comprometimentos nessas relações que estão impedindo a conquista da nossa felicidade, harmonia e saúde. Essa metodologia pode abordar muitas dificuldades e problemas, entre eles: falta de prosperidade, relacionamentos, traumas, carências, tristezas, medos, desentendimentos e desencontros na vida do constelado. Na Constelação é possível entender até mesmo o papel que as doenças estão tendo na nossa vida, pois segundo essa filosofia, nossas dificuldades e problemas estão ligados a destinos de membros anteriores do nosso grupo familiar. Nessa dinâmica os “menores” , aqueles que vieram depois, ou seja, os descendentes, devem terminar aquilo que os “maiores”, aqueles que vieram antes, os antepassados ou ascendentes, não terminaram. Toda emoção segue um ciclo que no final traz alívio e paz. Quando esse ciclo não se completa fica registrado na memória do clã esta emoção para que alguém termine seu ciclo, como, por exemplo: reviver um enfrentamento na busca da reconciliação, agradecer a um favor, terminar de chorar um morto, um descendente, não necessariamente direto na sucessão familiar, irá reviver este drama ou conflito até que ele a emoção se dissolva e se resolva a questão.
Tudo aquilo que se manifesta na nossa vida é resultado das nossas ações, mas não só resultados das nossas ações, mas também das ações da nossa ancestralidade. Nós somos mantidos em nosso campo energético familiar, que num nível determinado, entrava ou faz crescer a nossa disposição para ser feliz, ser próspero, fazer escolhas livremente, ter êxito naquilo que empreendemos, manter os relacionamentos agradáveis, a saúde, o bem-estar e também as doenças.
A natureza do nosso campo de energia familiar é determinada pela história da nossa família, principalmente sua religião, crenças, país de origem, e também por acontecimentos marcantes como os relacionamentos dos pais e dos avós, mortes, aborto, adoção, suicídio, guerra, exílio, incesto, antepassado agressor ou vítima, traição. Tudo aquilo que se manifesta em nossas vidas é resultado ou efeito dessa “consciência grupal” que busca a libertação das emoções e fardos antigos mediante representações nas gerações posteriores. Entrar no campo sistêmico do nosso clã familiar possibilita a conexão e restabelecimento das ordens sistêmicas com aqueles que não estão presentes.
A Constelação Familiar é reconhecida como uma terapia integrativa. Ela atua auxiliando o cliente a se movimentar e sair do ponto onde ele se percebe preso a uma dificuldade recorrente em sua vida. Ela permite movimentos de liberação e alívio, fazendo com que sejamos capazes de concluir antigos ciclos emocionais e fazer novos movimentos em direção à vida e o que desejamos dela.
Então o que tudo isso quer dizer? Está com problemas no trabalho, relacionamentos, família?
Vamos ir lá na raiz do problema, descobrindo porque isso acontece na sua vida. Você terá uma visão do todo e a consciência do que acontece com você, e assim sendo, fica fácil de resolver seus problemas. Finalizo agradecendo pela vida a meus pais e todos que vieram antes deles.