Wine South America: micro e pequenas vinícolas projetam ampliação de mercado

Juntos para Competir (Farsul, Senar/RS e Sebrae RS) e Sebrae SC viabilizam participação de 45 empresas brasileiras, de sete regiões produtoras, à principal feira profissional da América Latina, que ocorre em setembro, na Serra Gaúcha

Estande coletivo do Sebrae RS foi um dos expositores da Wine South America 2018 Crédito: Augusto Tomasi

Presente em pelo menos 10 estados, a cadeia da uva e do vinho emprega mais de 200 mil pessoas e movimenta cerca de R$ 9 bilhões por ano no Brasil. São mais de 1,1 mil vinícolas do Sul ao Nordeste do país, sendo 90% delas micro e pequenas. É pensando na importância do setor tanto na geração de postos de trabalho, na renda para as famílias e na oportunidade de crescimento de mercado, que o programa Juntos Para Competir (Farsul, Senar/RS e Sebrae RS) e o Sebrae SC viabilizarão a participação de 45 vinícolas de micro e pequeno porte na segunda edição da Wine South America – Feira Internacional do Vinho.
De 25 a 27 de setembro, as unidades do Rio Grande do Sul e Santa Catarina levarão ao evento empresas da Serra, Campanha, Costa Doce e Noroeste gaúchos e dos Vales da Uva Goethe e Planaltos Serrano e Norte catarinenses. Com uma área total de mais de 350m², os grupos estarão em estandes coletivos, divididos por estados, valorizando o terroir de cada uma das diferentes regiões.
“Feiras como a Wine South America são fundamentais para os pequenos negócios, que anseiam por oportunidades de participação em eventos e fóruns onde possam trocar experiências com outras empresas e fazer negócios, além de fortalecer suas marcas. Tenho certeza que esta oportunidade contribuirá para o aperfeiçoamento mercadológico, além de propiciar um importante incentivo e vitrine para o setor”, avalia André Vanoni de Godoy, diretor-superintendente do Sebrae RS.
Fundamental para o fomento da economia, o Sebrae tem papel crucial para o desenvolvimento das empresas de pequeno porte no país. Através da instituição, vinícolas têm a chance de se capacitar, melhorar seus produtos, tornarem-se mais preparadas e competitivas para o mercado, além de terem a chance de participar de eventos de promoção e comercialização.

Estímulo às produções gaúcha e catarinense
Localizada em Bento Gonçalves, no Vale dos Vinhedos, a Maximo Boschi participou da Wine South America em 2018 e, neste ano, estará, mais uma vez, presente no estande coletivo do Juntos para Competir. Com uma produção anual de 27 mil garrafas de vinhos e espumantes, a vinícola é uma das 30 micro e pequenas empresas confirmadas no espaço.
Renato Antônio Savaris, enólogo e proprietário da Maximo Boschi, salienta a expertise e a credibilidade do programa Juntos para Competir (Farsul, Senar/RS e Sebrae RS), aliadas ao público qualificado e profissional da feira, para o sucesso da primeira edição. A vinícola gaúcha fechou negócios com oito distribuidores e representantes de São Paulo, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.
“Foi o estande mais visitado, tinha muito movimento. Chamava muita atenção dos compradores pela quantidade de empresas e pela concentração de novidades. É uma parceria mútua, de qualidade e respeito. Se não fossem as instituições, não teríamos como viabilizar esta ação”, pontua Savaris.
Patrícia Mazon, proprietária da vinícola Vigna Mazon, de Santa Catarina, e secretária da diretoria da Associação dos Produtores da Uva e do Vinho Goethe de Urussanga (ProGoethe), conta que além de desdobramentos comerciais, a região dos Vales da Uva Goethe, única Indicação Geográfica brasileira fora do solo gaúcho, também ganhou em imagem durante e após a Wine South America. Neste ano, a empresa dela estará com outras 14 vinícolas catarinenses no estado coletivo do Sebrae SC.
“O grande retorno foi a divulgação da região e os vinhos brancos elaborados nos Vales da Uva Goethe. Ficamos conhecidos como vinho jovem, alegre, da nova geração. Conseguimos maior espaço de mercado, passamos a ter representantes comerciais no Rio de Janeiro, nos aproximamos da mídia especializada e também notamos que, após a participação no evento, também houve aumento no fluxo de turistas na região”, afirma a empresária.
Além do Rio Grande do Sul, que responde por cerca de 90% da produção de vinhos no Brasil, e de Santa Catarina, outros estados têm se destacado na elaboração de produtos vitivinícolas. Paraná, na região Sul; São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais, na região Sudeste; Bahia e Pernambuco, no Nordeste, além de Goiás e Mato Grosso, no Centro-Oeste.

Confira as vinícolas que estarão nos estandes:
Adega de Vinhos Domenico Bertolini – Garibaldi (RS)
Batalha – Candiota (RS)
Bodega Sossego – Uruguaiana (RS)
Cainelli – Bento Gonçalves (RS)
Campos de Cima – Itaqui (RS)
Cárdenas – Mariana Pimentel (RS)
Casa del Nonno – Urussanga (SC)
Casa Pedrucci – Garibaldi (RS)
Cerros de Gaya – Bagé (RS)
Cordilheira de Sant’Ana – Santana do Livramento (RS)
Courmayeur Espumantes e Vinhos – Garibaldi (RS)
Cristofoli Vinhos de Familia – Bento Gonçalves (RS)
De Noni – Urussanga (SC)
Don Affonso – Caxias do Sul (RS)
Don Miguel – Garibaldi (RS)
Gazzaro – Flores da Cunha (RS)
Guatambu – Dom Pedrito (RS)
Hiragami – São Joaquim (SC)
Leone Di Venezia – São Joaquim (SC)
Lovara – Bento Gonçalves (RS)
Lovatel Vinícola – Caxias do Sul (RS)
Maximo Boschi – Bento Gonçalves (RS)
Mena Kaho – Bento Gonçalves (RS)
Pericó – São Joaquim (SC)
Peruzzo – Bagé (RS)
Pueblo Pampeiro – Santana do Livramento (RS)
Quinta Don Bonifácio – Caxias do Sul (RS)
Salvattore – Flores da Cunha (RS)
Santini Indústria Vinícola – Caxias do Sul (RS)
Serra do Sol – Urubici (SC)
Suzin – São Joaquim (SC)
Thera – Bom Retiro (SC)
Vaccaro Vinhos e Espumantes – Garibaldi (RS)
Vigna Mazon – Urussanga (SC)
Villa Francioni – São Joaquim (SC)
Villaggio Bassetti – São Joaquim (SC)
Villaggio Conti – São Joaquim (SC)
Vinhedos Capoani – Bento Gonçalves (RS)
Vinhedos do Monte Agudo – São Joaquim (SC)
Vinhética – Santana do Livramento (RS)
Vinhos Marzarotto – Flores da Cunha (RS)
Vinhos Quarezemin – Içara (SC)
Vinhos Trevisol – Urussanga (SC)
Weber – Crissiumal (RS)
Zanella – Antônio Prado (RS)

Sobre a Wine South America
Consolidada como a maior feira de vinhos profissional da América Latina, a Wine South America chega a 2ª edição focada em promover negócios entre a indústria, os compradores de varejo e os profissionais do vinho. Durante três dias, o evento reunirá em 10 mil m² os principais players do Brasil e do Exterior, que buscam iniciar ou ampliar negócios especialmente nos países do continente latino-americano. Em 2019, o evento contará com mais de 250 marcas expositoras das principais regiões produtoras nacionais e internacionais. Até o momento, além do Brasil, países como África do Sul, Argentina, Áustria, Chile, Espanha, França, Itália, Portugal e Uruguai já estão confirmados. Setores de destilados e olivicultura também integram o portfólio.

SERVIÇO
2ª Wine South America – Feira Internacional do Vinho
Quando: de 25 a 27 de setembro de 2019 (quarta a sexta-feira), das 14h às 21h
Onde: Fundaparque (Alameda Fenavinho, 481), em Bento Gonçalves (RS) – Brasil
Ingressos: no site www.winesa.com.br
Públicos-alvo: importadores e exportadores de bebidas; distribuidores e atacadistas; supermercados e hipermercados; bares, restaurantes, hotéis, padarias e lojas de conveniência; lojas especializadas em artigos de luxo; sommeliers; e varejistas
Outras informações: no site www.winesa.com.br, pelo e-mail info@winesa.com.br ou pelo telefone (54) 3455.6711
Patrocínio: Sicredi, Caixa, Companhia Riograndense de Saneamento – Corsan, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, BRDE e Badesul

Safra de verão é anunciada enquanto a de inverno se desenvolve no RS

Foto: Arquivo Emater/RS-Ascar

O Rio Grande do Sul deverá colher 19,7 milhões de toneladas de soja na safra 2019/2020, um aumento de 6,81% (1,2 milhão de toneladas) em relação à produção de soja do ano anterior. A área e a produtividade da soja também devem aumentar em 1,93% e 4,31%, respectivamente, o que significa um acréscimo de 112 mil hectares e 137 kg/ha, chegando a 5,9 milhões de hectares de soja e 3,3 mil kg/ha. As expectativas foram anunciadas pela Emater/RS-Ascar durante a Expointer.
Os dados foram coletados entre 22 de julho e 07 de agosto deste ano, junto a 388 escritórios municipais da Emater/RS-Ascar para a cultura da soja, o que corresponde a 98,02% da área a ser cultivada com o grão no Estado. Além disso, foram pesquisados 449 escritórios municipais para milho grão (95,52% da área com a cultura no RS) e 416 para milho silagem (94,01%), e outros 245 escritórios para o feijão primeira safra (80,31%) e 119 escritórios municipais para a cultura do arroz (98,45% da área a ser cultivada com arroz no RS).
Assim, o Rio Grande do Sul prevê para a próxima safra um aumento de 5,76% no total produzido com os grãos de verão em relação ao ano anterior, o que equivale a 1,8 milhão de toneladas, totalizando uma estimativa de produção de 33,2 milhões de toneladas para os quatro principais grãos de verão (soja, milho, arroz e feijão 1ª safra).

Cultura de Inverno
De acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira (29/08), as culturas de inverno seguem em desenvolvimento no Estado, muitas favorecidas pelo tempo seco dos últimos períodos.
Trigo – No Estado, 69% das lavouras encontram-se na fase de desenvolvimento vegetativo (perfilhamento e alongamento do colmo), 27% em floração e 4% em enchimento de grãos. Nesta safra, a área estimada pela Emater/RS-Ascar para o cultivo do trigo é de 739,4 mil hectares. A área de cultivo de trigo no Rio Grande do Sul corresponde a 37% da área de plantio brasileira com o grão.
Canola – A área cultivada com canola no RS corresponde a 92,9% da área estimada para o Brasil pela Conab em agosto de 2019. A estimativa da Emater/RS-Ascar para o plantio de canola nesta safra é de 32,7 mil hectares, com rendimento médio de 1.258 quilos por hectare. Entre as lavouras do Estado, 8% delas se encontram em desenvolvimento vegetativo, 34% em floração, 51% em enchimento do grão, 6% maduro e por colher e 1% colhido. As regiões da Emater/RS-Ascar principais produtoras dessa oleaginosa são Santa Rosa, Ijuí, Santa Maria e Bagé.
Cevada – A área cultivada com cevada no RS corresponde a 36,6% da área estimada para o Brasil pela Conab em agosto de 2019. A estimativa da Emater/RS-Ascar para esta safra no Estado é de 42,4 mil hectares, com rendimento médio de 2.073 quilos por hectare. Em 77% das lavouras, a fase é de desenvolvimento vegetativo, 18% delas estão em fase de floração e 5% em enchimento de grãos.
Aveia branca – A área estimada pela Emater/RS-Ascar com plantio de aveia branca para grão é de 299,86 mil hectares, com produtividade esperada de 2.006 quilos por hectare. A área cultivada com aveia no RS corresponde a 78,8% da área estimada pela Conab para o Brasil (agosto/2019). No Estado, 25% das lavouras encontram-se na fase de desenvolvimento vegetativo, 32% em floração, 38% na fase de enchimento de grãos, 4% maduro por colher e 1% das lavouras foram colhidas.

FRUTÍCOLAS
Citros – Na região do Vale do Caí, a colheita das frutas cítricas está a pleno vapor. Condições climáticas favoráveis têm ajudado na colheita. Já foram colhidas 40% da bergamota Montenegrina, a mais tardia do grupo das mediterrâneas, que inclui a Caí e a Pareci, cuja colheita já foi concluída. O preço médio recebido pelos citricultores pela caixa de 25 quilos tem se mantido estável em R$ 28,00. Da cultivar híbrida Murcott, 15% das frutas já foram colhidas, com preço médio estável de R$ 30,00/cx. de 25 quilos. Entre as laranjas, estão em colheita as cultivares umbigo Monte Parnaso, Céu tardia e Valência.
Pêssego – Na região Sul, a cultura está em pleno florescimento. As variedades mais precoces estão em estágio de frutificação; produtores realizam raleio em alguns pomares e poda em algumas cultivares. Produtores da região seguem realizando tratamentos fitossanitários na floração e no início da frutificação dos pessegueiros, e aplicam a primeira parcela de adubação. No Norte do RS, produtores seguem as atividades de poda nos pessegueiros que iniciaram a brotação e o monitoramento de pragas e doenças.

CRIAÇÕES
PISCICULTURA – Apesar do período de entressafra da piscicultura, o produtor que pretende fazer a introdução de novos alevinos nos açudes deve estar atento para o manejo dos viveiros e à preparação da área para o novo ciclo de crescimento dos alevinos. Práticas como desinfeção, correção da acidez e aplicação de corretivos devem ser realizadas com o açude previamente seco.
PESCA ARTESANAL – Na região Sul, continua o período de defeso na Lagoa dos Patos até 30 de setembro. Nesse período os pescadores artesanais profissionais recebem um salário mínimo nacional por mês. Na bacia da Lagoa Mirim, seguem baixas as capturas, sendo pouca a oferta de pescado.
APICULTURA – Os dias mais quentes e sem chuvas favoreceram o aumento do movimento dos enxames em busca de alimento, aproveitando a florada disponível nessa época do ano, como nabo forrageiro, bracatinga, acácia-negra e algumas espécies de eucalipto em florescimento precoce. Nas regiões de lavouras de grãos, o tempo aberto favoreceu a atividade das colmeias e foi observado o enxameamento em função da boa disponibilidade de flores de canola, que possibilitou grande acúmulo de mel mesmo no inverno.
O período é de práticas de manejo, como revisão de caixas e organização geral do apiário; outras práticas contemplam roçadas em apiários, limpeza e/ou reforma de caixilhos, melgueiras, ninhos e instalação de caixas-isca para captura de enxames em regiões mais quentes. Iniciada a revisão de colmeias, com a limpeza das mesmas e troca de cera velha por lâminas novas para colocar nos ninhos. O produtor deve revisar periodicamente as colmeias para avaliar a necessidade de complementação alimentar, principalmente das colmeias mais fracas.

,

Monte Belo do Sul participa da maior feira vinícola da América Latina

Wine South America ocorre de 25 a 27 de setembro, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. São esperadas mais de 250 marcas expositoras nacionais e estrangeiras

Produtores de Monte Belo do Sul estarão na 2ª Wine South America Foto: Gilmar Gomnes

Maior produtor de uvas per capita da América Latina, com mais de 45 milhões de quilos da fruta colhidos anualmente, Monte Belo do Sul confirma a renovação da participação na Wine South America – Feira Internacional do Vinho, que ocorre entre os dias 25 e 27 de setembro, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves (Fundaparque), na Serra Gaúcha. O estande coletivo contará com a participação de seis empreendimentos da Associação dos Vitivini

Moscatel Casa Fantin Foto: Divulgação facebook

cultores de Monte Belo do Sul (Aprobelo), que dividirão o ambiente com a prefeitura municipal.
As vinícolas Casa Fantin, Casa João Moro, Faccin Vinhos, Famiglia Tasca e ValleBello e a Tanoaria Mezacasa divulgarão a qualidade dos vinhos e barricas produzidos na cidade de 2,6 mil habitantes. Já a Secretaria de Cultura e Turismo convidará o público da Wine South America para que conheça os pontos turísticos e os atrativos do município localizado dentro do Vale dos Vinhedos, que envolve 40 diferentes ofertas, entre empresas, empreendimentos gastronômicos e artesãos. Monte Belo do Sul também estará divulgando a segunda edição do evento enogastronômico Vieni Vivere la Vita Festival, que será realizado nos dias 15 e 16 de novembro, na praça Padre José Ferlin.
“A Wine South America propicia muitos contatos entre os compradores e os empreendedores do nosso município, além de atrair turistas para Monte Belo do Sul. Estar na feira é falar diretamente com o público que queremos atingir, que buscam micro e pequenas vinícolas, que possam oferecer rótulos mais exclusivos para quem compra”, avalia o secretário municipal de Cultura e Turismo, Alvaro Manzoni.
Além dos principais players nacionais, já está confirmada a participação de expositores de outros países, como África do Sul, Argentina, Áustria, Chile, Espanha, França, Itália, Portugal e Uruguai. A expectativa é superar as 250 marcas da primeira edição, realizada em 2018, quando aproximadamente 6 mil visitantes passaram pela Fundaparque. A principal feira profissional do setor vinícola na América Latina terá ainda estandes de cachaçarias e produtores de azeite de oliva.
Também serão realizadas rodadas de negócio com compradores nacionais e internacionais, viabilizados por meio de parceria com o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Casa João Moro Foto: Divulgação facebook

Concursos e masterclasses
Entre as principais novidades da edição deste ano é o concurso 10 Star Wines – Wine South America Awards, que premiará os melhores rótulos expostos no evento. Com curadoria da revista Prazeres da Mesa, cada empresa participante pôde inscrever até dois rótulos de seu portfólio entre as 10 categorias da premiação, que incluem nacionais e importados. O anúncio oficial dos vencedores será realizado no primeiro dia do evento (25 de setembro), no pavilhão do Fundaparque. Os produtos ganhadores estarão expostos em local destacado durante o período da Wine South America e, no dia 26, na própria feira, haverá uma degustação orientada com os rótulos distinguidos.
Outro concurso, com curadoria da Embrapa Uva e Vinho, premiará os melhores sucos do Brasil, em três categorias: Suco de Uva 100%, Suco de Uva Integral e Suco de Uva Orgânico. O anúncio oficial dos ganhadores será realizado também no primeiro dia da Wine South America, no auditório Wine Conference. Os sucos de uva vencedores estarão identificados com selos, em exposição nos seus estandes durante os três dias de evento. Também será promovida, no dia 26, uma masterclass com as bebidas vencedoras, no espaço Wine Tasting.
Durante o período, os visitantes da Wine South America também poderão participar de atividades temáticas. Entre os destaques está a volta do Master of Wine britânico Alistair Cooper que apresentará a sua seleção de melhores vinhos e espumantes brasileiros. Outra atração é o painel com as empresas Wine.com e Evino, que falarão sobre e-commerce, um mercado que vem crescendo de forma rápida e consistente em todos os continentes.
A Wine South America contará, ainda, com degustações orientadas de vinhos brasileiros, em parceria com a seccional gaúcha da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS-RS). Integram também a programação da feira masterclasses sobre o produto que levou a Argentina ao estrelato no mundo do vinho, o Malbec, e painéis sobre a produção vinícola do Uruguai, França, Itália e Portugal.

Avaliação Nacional de Vinhos
Assim como ocorreu na primeira edição, a Associação Brasileira de Enologia (ABE) é apoiadora da feira, já que o evento culmina com a Avaliação Nacional de Vinhos, realizada anualmente pela entidade no último sábado de setembro. Único do gênero no mundo, o evento carrega a força do vinho brasileiro, sua evolução e DNA. As amostras de oito regiões produtoras do país já foram degustadas às cegas por enólogos e o resultado será apresentado para o grande público no dia 28 de setembro, em Bento Gonçalves.
“A Wine South America chegou para fortalecer o que produzimos, como canal de ligação com o mercado, aproximando

Antônio e Bruno, proprietários da Faccin Vinhos Foto: Divulgaçãoquem aprecia de quem elabora. Nossa bandeira é a dos vinhos brasileiros e, junto com a feira, esperamos poder levar os rótulos verde-amarelos para os quatro cantos do mundo”, reforça o enólogo Daniel Salvador, presidente da ABE.

Sobre a Wine South America
Realizada pela Milanez & Milaneze, empresa do Grupo Veronafiere, líder na realização de exposições na Itália e segundo em volume de negócios da Europa, a Wine South America tem todo o know-how da Vinitaly, que por mais de 50 anos é a feira referência mundial do setor de vinhos.

SERVIÇO
2ª Wine South America – Feira Internacional do Vinho
Quando: de 25 a 27 de setembro de 2019 (quarta a sexta-feira), das 14h às 21h
Onde: Fundaparque (Alameda Fenavinho, 481), em Bento Gonçalves (RS) – Brasil
Ingressos: no site www.winesa.com.br
Públicos-alvo: importadores e exportadores de bebidas; distribuidores e atacadistas; supermercados e hipermercados; bares, restaurantes, hotéis, padarias e lojas de conveniência; lojas especializadas em artigos de luxo; sommeliers; e varejistas
Outras informações: no site www.winesa.com.br, pelo e-mail info@winesa.com.br ou pelo telefone (54) 3455.6711
Patrocínio: Sicredi, Caixa, Companhia Riograndense de Saneamento – Corsan, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, BRDE e Badesul

Degustação pública é novidade no Pavilhão da Agricultura Familiar

Na 42ª edição da Expointer, uma novidade está deixando o público bem faceiro como dizem os gaúchos. Trata-se de uma inovação feita no Pavilhão da Agricultura Familiar, que são os testes de aceitação pública de rapaduras e cucas, realizados nesta quarta e quinta-feira (28/08) no local. As pessoas que vão passando e se propõe a provar, auxiliam nesta difícil tarefa promovida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo; Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul (Seapdr), Emater/RS-Ascar, Federação dos Trabalhadores na Agricultura no RS (Fetag), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RS (Fetraf-Sul) e Via Campesina, que são também os organizadores do Pavilhão.
Segundo a engenheira de alimentos da Emater/RS-Ascar, Bruna Bresolin Roldan, os testes foram propostos em função de que as cucas e rapaduras são produtos até então não contemplados nos concursos promovidos todos os anos, como o de salames e queijos. Os testes ocorrem das 9h às 13h ou até que 150 pessoas participem dele.
Reginato Lisboa passeava pelo Pavilhão quando resolveu participar do teste porque está pensando em colocar um negócio nesta área. “Esta é uma oportunidade de provar para saber o que tem de melhor no mercado e analisar a viabilidade de empreender”, ressaltou.
Além desta novidade, neste ano o número de participantes foi ampliado para 316 espaços de comercialização e há uma Cozinha Show no local, uma iniciativa do Mapa, com execução da Emater/RS-Ascar e o curso de Gastronomia da Universidade de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). O espaço tem por objetivo divulgar e valorizar os alimentos produzidos pelas agroindústrias familiares e à venda no pavilhão, com o uso destes em receitas.
Quem passar pela Cozinha Show poderá assistir demonstrações gratuitas e diárias até o penúltimo dia de feira (31/08), às 13h uma salgada e às 15h a receita doce. Todas as receitas estão disponíveis no APP da Emater/RS-Ascar na Expointer. Bruna ressalta ainda que até a terça-feira os expositores comercializaram mais de R$ 1,7 milhão em produtos, o que representa um aumento de 16,38% se comparado ao mesmo período do ano passado.

,

Soja deverá ter a maior safra da história

A Emater/RS-Ascar apresentou na manhã desta terça-feira (27/08) a primeira estimativa para a safra 2019-2020, na Casa Institucional no Parque Assis Brasil, em Esteio, durante a 42ª Expointer. Os dados indicam que a soja baterá recorde histórico com aumento na produção de 6,81% em relação ao ano anterior. O Rio Grande do Sul deverá colher 1,2 milhão de toneladas a mais do grão, chegando a 19,7 milhões. A área e a produtividade também devem aumentar em 1,93% e 4,31%, respectivamente, o que significa um acréscimo de 112 mil hectares e 137 kg/ha, chegando a 5,9 milhões de hectares de soja e 3,3 mil kg/ha.
O evento, que apresenta a primeira estimativa de área, produção e produtividade das principais culturas de verão no Estado contou com a presença do secretário de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Covatti Filho, do presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, superintendente federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Rio Grande do Sul, Bernardo Todeschini, do diretor técnico da Emater/RS, Alencar Rugeri, e do diretor administrativo da Emater/RS, Vanderlan Vasconselos.
O secretário Covatti ressaltou a parceria da secretaria com a Instituição e o empenho em ampliar a produção de milho para que o Estado se torne autossustentável. Além disto, o secretário ressaltou outras ações em conjunto como a instalação da energia solar fotovoltaica no Parque de Exposições Assis Brasil e ainda o apoio a formação das agroindústrias desde o planejamento até a legalização.
Sandri destacou justamente como “a cereja do bolo” da assistência técnica e extensão rural social o trabalho junto às agroindústrias, que culmina com a venda na Expointer. “As agroindústrias produzem, transformam, agregam valor e motivam o jovem a ficar na propriedade”, avaliou. O presidente apresentou ainda outras ações desenvolvidas pela Emater/RS-Ascar em consonância com a Seapdr.
O diretor técnico Rugeri apresentou o levantamento da safra e destacou a metodologia adotada para a captação das informações, o que contribui para a confiabilidade do documento. O levantamento aponta um aumento de 5,76% no total produzido no Estado em relação ao ano anterior, equivalente a 1,8 milhão de toneladas, totalizando uma estimativa de 33,2 milhão de toneladas para os quatro principais grãos de verão (soja, milho, arroz e feijão 1ª safra).
Os dados, coletados entre 22 de julho e 07 de agosto deste ano, foram levantados junto às seguintes unidades operativas da Emater/RS-Ascar: 119 escritórios municipais para a cultura do arroz, 245 para feijão primeira safra, 449 escritórios municipais para milho grão, 388 para soja e 416 para milho silagem, além de 12 escritórios regionais e do Escritório Central.
A Emater/RS-Ascar realizou levantamento sobre as percepções/intenções dos produtores e dos demais atores da cadeia produtiva (cooperativas, comércio de insumos, bancos, por exemplo) em relação à safra de grãos 2019-2020.
O levantamento contemplou uma amostra que cobriu 98,45% da área a ser cultivada com arroz, 80,31% com feijão primeira safra, 95,52% com milho grão, 98,02% para área com soja e 94,01% para milho destinado à silagem.

Confira a estimativa da soja e dos demais grãos de verão, em tabelas

Vinícola Aurora brinda com seus espumantes a nova edição do Casa TPM, em São Paulo

A maior vinícola do Brasil levará dois espumantes premiados de sua linha Aurora e um lançamento para brindar os participantes da nova edição do Casa TPM, nos dias 24 e 25 de agosto, no Clube Nacional, zona oeste de São Paulo. O evento é uma realização da Revista TPM e consiste em propor vivências e amplos debates, este ano sobre conceitos de sucesso, felicidade e poder.
A vinícola recepcionará a todos com os premiados Aurora Moscatel Rosé (Medalha Grande Ouro no Muscats du Monde 2019) e Aurora Brut (um dos rótulos brasileiros que mais conquistou medalhas nos concursos internacionais) e o novo Aurora 0,0% Álcool, bebida à base de suco de uva branco integral, levemente gaseificada, que vem na elegante garrafa que caracteriza a linha Aurora Espumantes. Os dois espumantes serão servidos durante todo o evento para o público participante.
A entrada é gratuita, sob inscrição prévia e haverá transmissão nas redes sociais Universa e pelo Facebook da revista. As atrizes Marjorie Estiano, Cássia Kis e Suzana Pires, a fundadora do Afrogooglers Christiane Silva Pinto e a ex-atleta Daiane dos Santos são algumas das convidadas para as várias rodas de debates temáticos, e a jornalista Barbara Gancia terá uma fala especial sobre a luta contra a dependência química e sua visão de sucesso.

17ª Jantar Seleção dos Melhores Vinhos, Espumantes e Sucos de Garibaldi consagra qualidade garibaldense

Os premiados foram conhecidos na noite desta sexta-feira, durante o jantar realizado na AMG

Em mais uma grande noite para Garibaldi, o 17ª Jantar Seleção dos Melhores Vinhos, Espumantes e Sucos de Garibaldi consolidou a força e a qualidade do setor vitivinícola local. A premiação foi realizada na noite desta sexta-feira, 23, na Associação dos Motoristas de Garibaldi (AMG), durante um jantar comemorativo. O evento contou com a presença do prefeito de Garibaldi, Antonio Cettolin, das soberanas da Fenachamp 2019, rainha Aline Bortolini,e princesas Rafaela Cappelari e Tainara Correa, da imprensa, lideranças regionais e convidados.
A Cooperativa Vinícola Garibaldi, maior vencedora da noite, conquistou oito distinções de ouro. A avaliação, realizada em julho, na Câmara de Indústria e Comércio de Garibaldi (CIC), contou com o aval de enólogos renomados da serra gaúcha. Neste ano, o número de amostras inscritas na avaliação subiu de 126 para 146 inscritas e as participantes também tiveram um acréscimo de 14 para 16 estabelecimentos na comparação de 2018 para este ano.
Em seu discurso, o presidente da Associação dos Vinicultores de Garibaldi (Aviga), Elenir Antonio Cesca, enalteceu a evolução do concurso, destacou que o evento envolve inúmeras pessoas e muito trabalho e a recente novidade do setor. “Destaco a conquista vitivinícola com a retirada da Substituição Tributária dentro do Estado, inclusive com a participação efetiva de membros da Aviga. O avanço torna nosso produto mais competitivo e possibilita que ele cresça ainda mais”. Ao final, convidou a todos para a Festa do Espumante Brasileiro, que ocorrerá de 3 a 27 de outubro.
Após conhecer os premiados, o público participou do jantar, que tem o cardápio pensado especialmente para enaltecer o aroma e o sabor das grandes estrelas da noite. Os produtos premiados foram degustados no decorrer da noite.
A 17ª Seleção dos Melhores Vinhos, Espumantes e Sucos de Garibaldi, incluindo o jantar comemorativo, é uma promoção da Associação dos Vinicultores de Garibaldi (Aviga), com apoio da Associação de Pequenas e Médias Empresas (Apeme) e da Associação Brasileira de Enologia (ABE). Os patrocinadores desta edição são a Prefeitura Municipal de Garibaldi e as empresas Agrovitti, Amazon Group, Biotecsul, Cooperativa Cairú, D´Itália, Ever, MA Silva Brasil, Sicredi, Vêneto Mercantil e Verallia.

????????????????????????????????????

PREMIADOS
INDÚSTRIA VINÍCOLA PIACENTINI
OURO Vinho De Mesa Tinto Seco Bordô 2019
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Tannat 2018

INDÚSTRIA VINÍCOLA SÃO LUIZ
OURO Espumante Rosé Fino Tradicional Brut Dom Naneto
OURO Espumante Rosé Fino Tradicional Nature Cavalo Crioulo
MENÇÃO HONROSA Espumante Rosé Moscatel Dom Naneto

VINÍCOLA BATTISTELLO
OURO Vinho Fino Tinto Seco Malbec 2018
OURO Vinho Fino Tinto Seco Ancelotta / Tannat 2012
OURO Vinho Fino Tinto Seco Marselan 2018
OURO Vinho Fino Tinto Seo Tannat 2018
OURO Vinho Fino Tinto Seco Merlot 2018
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Cabernet Franc 2018
MENÇÃO HONROSA Suco De Uva Tinto

INDÚSTRIA VINÍCOLA AGOSTINI
OURO Suco De Uva Tinto Bordô
OURO Espumante Rosé Moscatel
OURO Espumante Branco Moscatel
OURO Suco De Uva Branco
OURO Vinho De Mesa Branco Seco Niágara / Moscato
OURO Vinho De Mesa Tinto Seco Bordô / Seibel 2019
PRATA Vinho De Mesa Rosado Seco Bordô
MENÇÃO HONROSA Espumante Branco Fino Demi-Sec
MENÇÃO HONROSA Vinho De Mesa Branco Seco Niágara
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Cabernet Sauvignon
MENÇÃO HONROSA Vinho De Mesa Tinto Seco Couderc 2019

MILANTINO VINHOS FINOS
OURO Vinho Fino Tinto Seco 2019
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Gran Vino 2008

CAVE DARCI LOCATELLI
OURO Vinho Fino Tinto Seco Rebo 2019

VITIVINÍCOLA SANTA BÁRBARA
OURO Vinho Fino Tinto Seco Merlot Santa Bárbara 2017
OURO Espumante Branco Fino Tradicional Brut 2018
OURO Vinho Fino Tinto Seco Alicante Bouschet Santa Bárbara 2017
OURO Vinho Fino Tinto Seco Alicante Bouschet Romano Cadetto 2017
MENÇÃO HONROSA Espumante Branco Moscatel
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Marselan Romano Cadetto 2009
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Alicante 2019

COOPERATIVA VINÍCOLA GARIBALDI
OURO Espumante Branco Vero Demi-Sec
OURO Espumante Rosé Fino Vero Brut
OURO Espumante Branco Fino Vero Brut
OURO Espumante Rosé Fino Garibaldi Pinot Noir Brut
OURO Vinho Fino Branco Seco Acquasantiera
OURO Vinho Fino Branco Secom Chardonnay Base Vg 2019
OURO Vinho Fino Branco Seco Malvasia 2019
OURO Vinho Fino Branco Seco Riesling Granja União 2019
MENÇÃO HONROSA Espumante Rosé Moscatel Garibaldi
MENÇÃO HONROSA Espumante Branco Fino Garibaldi Prosecco Brut
MENÇÃO HONROSA Espumante Rosé Garibaldi Prosecco Brut
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Branco Seco Chardonnay Garibaldi 2019
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Cabernet Sauvignon Granja União
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Merlot Granja União
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Tannat 2019
MENÇÃO HONROSA Suco De Uva Tinto Garibaldi

ADEGA CHESINI
OURO Vinho Fino Tinto Seco Tannat 2016
OURO Vinho Fino Tinto Seco Tannat 2019
OURO Vinho Fino Tinto Seco Petit Verdot 2019
OURO Vinho Fino Tinto Seco Syrah 2019
OURO Vinho De Mesa Tinto Seco Bordô 2019
MENÇÃO HONROSA Espumante Rosé Moscatel
MENÇÃO HONROSA Espumante Rosé Fino Charmat
MENÇÃO HONROSA Vinho De Mesa Branco Seco Lorena 2019
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Merlot 2019
MENÇÃO HONROSA Suco Integral

VINÍCOLA CARLESSO
OURO Vinho De Mesa Branco Seco Lorena 2019

VINÍCOLA VACCARO
OURO Espumante Branco Fino Tradicional Brut Degli Amici 2018
OURO Espumante Branco Moscatel Vaccaro 2019
OURO Espumante Branco Fino Tradicional Brut Trifoglio 2018
OURO Vinho Fino Tinto Seco Assemblage Vindima 65 2018
OURO Vinho Fino Tinto Seco Ancellotta Vaccaro 2019
MENÇÃO HONROSA Vinho Fin Tinto Seco Merlot Vaccaro 2017
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Cabernet Sauvignon Degli Amici 2019
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Carmenere Vaccaro 2019
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Cabernet Sauvignon/Ancellotta Degli Amici 2018
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Branco Seco Chardonnay Vaccaro 2019
MENÇÃO HONROSA Suco De Uva Tinto Integral

VINÍCOLA PEDRUCCI
OURO Espumante Branco Fino Tradicional Brut Reserva Casa Pedrucci
MENÇÃO HONROSA Espumante Rosé Fino Tradicional Brut Casa Pedrucci 2017
ECONATURA PRODUTOS ECOLÓGICOS E NATURAIS
OURO Suco De Uva Integral Orgânico

DOMNO DO BRASIL
OURO Espumante Rose Fino Charmat Brut Ponto Nero Live Celebration
OURO Espumante Branco Fino Charmat Brut Ponto Nero Cul
OURO Espumante Branco Moscatel Ponto Nero Live Celebration
MENÇÃO HONROSA Espumante Rosé Fino Charmat Brut Ponto Nero Cult
MENÇÃO HONROSA Espumante Branco Fino Charmat Brut Ponto Nero Enjoy Sauvignon Blanc

COURMAYEUR DO BRASIL VINHOS
OURO Espumante Rosé Moscatel Courmayeur
OURO Espumante Branco Fino Charmat Brut Chardonnay Courmayeur
OURO Espumante Branco Fino Brut Prosecco Courmayeur
OURO Vinho Fino Tinto Seco Ancellotta Courmayeur Essencial 2018
MENÇÃO HONROSA Espumante Branco Moscatel Courmayeur
MENÇÃO HONROSA Vinho Fino Tinto Seco Marselan Courmayeur Essencial 2018

VINÍCOLA CERUTTI
OURO Vinho De Mesa Tinto Seco 2019
OURO Vinho De Mesa Tinto Seco Bordô 2019

DEGUSTADORES
Adalberto Bortolini
Alexandre Parizi
André Deon Praniski
Andreia Gentilini Milan
Daniel Dalla Valle
Deise Tempass
Diego Vaccaro
Firmino Splendor
Gilberto Pedrucci
Gilson Berselli
Guilherme Pedrucci
Gustavo Postingher
Hélio Buffon
João Carlos Taffarel
Jorge Cattani
Júlio Meneguzzo
Jurandir Nosini
Lourenço Vaccaro
Luciano Vian
Luiz Milani
Maiquel Vignatti
Márcio Bonotto
Marcos Carlesso
Mauro Zanuz
Ricardo Morari
Roberto Scomazzon
Rudinei Cerutti
Sérgio De Costa
William Vaccaro

PRESIDENTES DE MESA
Francisco Vaccaro
Gilberto Pedrucci
Mauro Agostini
Ricardo Chesini
Sérgio De Costa
Vicente Corbelini

COORDENADOR DO EVENTO

Antenor Fellini

Fotos: Alexandra Ungaratto

Plenário aprova dois projetos de lei

Em sessão ordinária realizada na terça-feira (20), o plenário da Câmara de Vereadores de Monte Belo do Sul aprovou dois projetos de lei, protocolado pelo Executivo municipal.
Foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei (PL) nº 37/2019, de autoria do Poder Executivo, que altera escolaridade do cargo de merendeira-servente. Segundo a justificativa do projeto, na legislação atual a escolaridade exigida é o ensino fundamental completo, no entanto para o cargo de Servente, que é equivalente a este, e está em vias de extinção, a escolaridade permitida é o ensino fundamental incompleto. Sendo assim, a Administração vem enfrentando dificuldades em conseguir candidatos ao referido cargo, com a escolaridade atualmente exigida, o que levou a edição do presente Projeto de Lei, que pretende ampliar as possibilidades de inscrições para as vagas do cargo, quando houverem novas seleções, sejam por processo seletivo ou concurso público, não causando com esta alteração nenhum prejuízo ao bom andamento dos serviços públicos prestados.
O último projeto de autoria do Executivo, o PL n38/2019, aprovado por unanimidade de votos autoriza contratações emergenciais de duas merendeiras servente pelo período de 180 dias, podendo ser prorrogadas, havendo a comprovação da necessidade

1ª Semana Municipal da Gastronomia será lançada no dia 10 de setembro, em Caxias do Sul

De 13 a 20 de outubro, programação terá de descontos especiais a jantares temáticos

O lançamento da 1ª Semana Municipal da Gastronomia de Caxias do Sul ocorre no dia 10 de setembro, às 19h, em evento na concessionária Chevrolet DGSul. Na ocasião, os convidados conhecerão a série de ações que ocorrerão de 13 a 20 de outubro, que vão de descontos especiais a jantares temáticos, com participação de empreendimentos e instituições de ensino do município, promovendo a gastronomia e a cultura local. Durante o preview, também será apresentada a programação completa do evento âncora 7ª Viagem dos Sabores, que propõe um passeio, de 15 a 20 de outubro, pela culinária de diversos países por meio de menus étnicos.
A 1ª Semana Municipal da Gastronomia é uma realização do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (SEGH) – Região Uva e Vinho e da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), por meio da diretoria de Política Turística e Enogastronomia, com o apoio da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).
A celebração foi instituída pela Lei municipal nº 8.362/2018, aprovada por unanimidade na Câmara em dezembro de 2018. A proposta é de autoria do vereador Gustavo Toigo e ocorrerá anualmente, sempre na terceira semana de outubro.
“A Semana Municipal da Gastronomia será um evento de importância fundamental para a promoção da nossa diversificada culinária. O setor de alimentação tem enorme potencial para impulsionar os empreendimentos, dinamizar a economia e divulgar a cultura gastronômica da cidade”, salienta Toigo.
A 1ª Semana Municipal da Gastronomia e a 7ª Viagem dos Sabores contam com os patrocínios de Urca Sorvetes, Selecta, OU/Martiplast, Boccati, Multiflon, Prolar, Roseflor e Casa Perini.

SERVIÇO
O que: preview 1ª Semana Municipal da Gastronomia de Caxias do Sul e 7ª Viagem dos Sabores
Quando: 10 de setembro (terça-feira), às 19h
Onde: Concessionária Chevrolet DGSul (Av. Rubem Bento Alves, 6.533 – bairro Cinquentenário), em Caxias do Sul
Solicitamos a gentileza de confirmar a sua presença até 5 de setembro, pelo telefone (54) 3221-2666 ou pelo e-mail mcom@mcombr.com.br. Evento somente para convidados
Realização: SEGH e CIC. Apoio: Câmara de Vereadores de Caxias do Sul e Senac. Patrocínios: Urca Sorvetes, Selecta, OU/Martiplast, Boccati, Multiflon, Prolar, Roseflor e Casa Perini

Vereadores de Santa Tereza devem votar dois projetos e uma resolução nesta terça-feira

Dois foram enviados pelo Poder Executivo e um é de autoria parlamentar

Dois projetos de lei e um de resolução estão na pauta de votação da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Santa Tereza desta terça-feira (27), que tem início às 19h. Das três matérias, duas são de autoria do Poder Executivo e outra de autoria parlamentar.
A primeira matéria que deve ser apreciada é o Projeto de Lei (PL) nº 1.322/2019, de autoria do Poder Executivo. A proposição autoriza a contratação temporária de um Agente Comunitário de Saúde, com carga horária semanal de 40h pelo prazo de 06 meses, podendo ser prorrogado por igual período. Segundo a justificativa do projeto, a contratação é necessária devido a aposentadoria da servidora que era responsável pela microárea 3.
Outro projeto, que deve ser votado é o PL nº 1.323/2019, de autoria do Poder Executivo. A matéria autoriza o executivo a realizar despesas com as comemorações da Semana da Pátria e os Festejos Farroupilha no valor de até R$ 4.300,00.
Por fim, o plenário deve apreciar o Projeto de Resolução nº 3/2019, protocolado pela mesa diretora. A proposição dispõe sobre o ressarcimento de gastos aos Vereadores e/ou Servidores do Legislativo quando a serviço ou representação da Câmara. A Sessão Ordinária, aberta à participação da comunidade, é transmitida ao vivo pelo Facebook.