Maior concurso de espumantes brasileiros começa amanhã

As 368 amostras inscritas por 88 vinícolas serão avaliadas por um júri de 52 especialistas de 16 a 18 de outubro, em Garibaldi, numa promoção da Associação Brasileira de Enologia

A maior janela do espumante brasileiro entra em ação nesta quarta-feira, 16 de outubro, e segue até sexta-feira, 18 de outubro. É o XI Concurso do Espumante Brasileiro, promovido pela Associação Brasileira de Enologia (ABE). Espumantes da Bahia, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo serão avaliados por um júri formado por 52 especialistas, entre eles enólogos, sommeliers, médico, jornalistas e wine influencers. As degustações ocorrem no Hotel Dall’Onder SKI, em Garibaldi, Capital Brasileira do Espumante.
Em uma adesão histórica, o concurso atingiu o maior número de amostras e vinícolas, registrando um aumento de 20% nos rótulos em relação a edição de 2017, saltando de 308 para 368. O crescimento é visto também nas vinícolas que foram de 80 para 88, o que demonstra a aposta no produto que ganha o reconhecimento mundial. “Estamos muito felizes. Nosso objetivo ao realizar o Concurso do Espumante Brasileiro sempre foi o de promover o nosso espumante e estamos evoluindo a cada edição, assim como o vinho. Atraímos mais vinícolas e mais amostras, mostrando ao mundo nossa qualidade e diversidade”, comemora o presidente da ABE, enólogo Daniel Salvador.
Em duas manhãs, o júri terá a missão de degustar às cegas espumantes de sete estados brasileiros. Os 52 jurados serão divididos em seis grupos diários. Cada grupo será presidido por um enólogo, sendo eles: André Gasperin, Carlos Abarzúa, Delto Garibaldi, Dirceu Scottá, Gilberto Pedrucci e Mauro Celso Zanus. O resultado será anunciado na noite de sexta-feira, 18 de outubro, no CTG Sentinela da Serra, integrando a programação da Fenachamp 2019. Na oportunidade, também será feita a entrega da premiação.
Seguindo normas internacionais regidas pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) e pela União Internacional de Enólogos (UIOE), o concurso avalia espumantes naturais, provenientes de uvas vitis viníferas, obtidos a partir dos diferentes métodos, que estejam sendo comercializados normalmente pelas empresas nas categorias: espumantes de segunda fermentação (charmat e tradicional) e espumantes de primeira fermentação (moscatéis). Serão premiados os espumantes melhores classificados por categoria, respeitando o limite de 30% dos inscritos conforme normas internacionais.

 

Fotos: Jeferson Soldi