Festival Vieni Vivere la Vita anuncia segunda edição para novembro em Monte Belo do Sul

Evento será realizado nos dias 15 e 16 de novembro e contará com diversas atrações artísticas, vinícolas e gastronômicas

Foto: Felipe Cortes/Cultura Serra

Uma nostálgica e genuína forma de resgatar costumes interioranos, cultivados ao longo de gerações centenárias, está de volta a Monte Belo do Sul. O ‘Vieni Vivere la Vita Festival’ chega à segunda edição em 2019 celebrando a continuidade de um trabalho que ganha cada vez mais destaque no cenário turístico regional: a exploração do turismo de experiência. Nesse ano, o festival terá um dia a mais em relação à última edição: entre 15 e 16 de novembro, o município protagoniza um dos mais autênticos e charmosos eventos da Serra gaúcha – que enaltece as produções montebelesenses, expostas bem no coração da localidade, na Praça Padre José Ferlin.
Durante os dois dias, os visitantes poderão vivenciar o quê de mais singelo é confeccionado e elaborado no pequeno município de pouco mais de 2,6 mil habitantes. Artesanato, agroindústria familiar, vinhos, espumantes, gastronomia típica e atrações artísticas locais e regionais permeiam a programação que se estende durante o dia inteiro, das 10h às 22h. Tudo isso em um ambiente que remete às pequenas e singulares localidades europeias por meio da decoração típica, com adereços que conferem um requinte diferenciado, mesas espalhadas pela praça e bancas personalizadas comercializando os produtos locais.
Sucesso de público em 2018, o Vieni retorna com um legado turístico ainda mais evidente – em um contexto que vai além do evento em si. Lançada oficialmente no ano passado, a campanha homônima ao festival se consolida com o projeto de sinalização turística visto na prática – contemplando mais de 100 placas informativas instaladas na região – e um programa de fomento aos empreendedores locais com inúmeras ações de capacitação e incentivo – além do fortalecimento promocional da cidade como destino em mídias digitais.
Idealizado pela Secretaria de Cultura e Turismo de Monte Belo do Sul, o evento contará com mais de 20 empreendimentos montebelenses e diversas atrações culturais – concentradas na praça matriz da cidade. Além disso, o festival terá um espaço kids, com brinquedos infláveis, e compartilhará do conceito pet friendly, já que o espaço será ao ar livre. O evento é gratuito e aberto à comunidade. Mais informações podem ser obtidas pela fanpage ou perfil de Instragram do projeto ‘Visite Monte Belo’.

Foto: Felipe Cortes/Cultura Serra

Programação cultural Vieni Vivere la Vita Festival – 2ª edição

Dia 15 de novembro (sexta-feira)
11h30min – Show Joce Sampaio
13h30min – Apresentação Coral Municipal Musicando Melodias, Coral Infanto Juvenil Alegria de Cantar e Grupo Acordes
15h30min – Espetáculo Cênico-Musical “Terra Nostra”
17h30min – Show Beto Valduga Quinteto
19h30min – Show Johnny Grace – Cover Elvis Presley
21h30min – Show Acústicos Band

Dia 16 de novembro (sábado)
11h30min – Apresentação Grupo Vicentino
12h30min – Show Banda JESSE47
14h30min – Show Acoustic Rock Maicon & Pontel
16h30min – Apresentação Grupo de Danças Ballo D’Italia e Dança Infantil Picolli Balerini
17h30min – Show Ragazzi Dei Monti
19h30min – Show Tenor Dirceu Pastori
21h30min – Show Credenciados – Creedence Cover

Conheça os empreendimentos confirmados:
Artesanatos Benatti
Café Faccin
Casa João Moro Vinhos
Casa Lovisa Vinhos
Casa Marques Pereira
Casa Olga
Dom Riccardo Vinhos Finos
Faccin Vinhos
Famiglia Tasca Sucos e Museu Familiar
Il Divino Caffé e Eventos
JRA Sabores
Patroa
Produtos Coloniais Gabriel
Restaurante Bella Serra
Ristorante Nonna Metilde
Rota 444 Petiscaria
Senzafine
Somacal Vinhos Únicos / Splendore Licores Finos
Tanoaria Mesacaza
Vallebello
Vinhos Casa Fantin
Vinhos Faé
Vinícola De Mari

Serviço:
O quê: “Vievi Vivere la Vita Festival” – 2ª Edição
Quando: 15 e 16 de novembro
Horário: 10h às 22h, nos dois dias
Onde: Praça Padre José Ferlin, em Monte Belo do Sul – RS
Mais informações: www.facebook.com/VisiteMonteBelo ou pelo Instagram Visite Monte Belo

Casa Olga – Crédito John Arlignton