Chance de geada na próxima semana preocupa produtores rurais

Foto: Divulgação Facebook

Depois do calor intenso e prolongado dos últimos dias, a paisagem do interior da região apareceu florida. Apesar da beleza, a brotação que foi antecipada pelas altas temperaturas preocupa produtores rurais. Mesmo com o frio desta semana, o meteorologista Cléo Kuhn não prevê geada por conta da umidade, mas não descarta o fenômeno no início da próxima semana. Ainda temos mais de um mês de inverno pela frente, mas Cléo diz que o perigo maior é agora: “ A ocorrência de geada é mais difícil daqui para frente, porque, mesmo com frio, tem que haver calmaria, e o vento vai aparecer com frequência na Serra. Perigo maior é na segunda” destaca.
Conforme o agrônomo especializado em fruticultura da Emater/Serra, Ênio Todeschini, a principal cultura que seria afetada é a do pessegueiro. O volume estimado para a próxima safra na região é de 55 mil toneladas. Algumas variedades precoces de ameixeiras também já brotaram, mas ele destaca que são só duas variedades com grandes áreas plantadas e são as mais tardias. Até mesmo a produção da uva tem risco, já que há variedades de parreira precoces já brotadas em locais mais quentes, como a Chardonnay.