Emater/RS-Ascar entrega certificados e presta sete homenagens virtuais a empregados que aderiram ao PDI

EmaterRS-Ascar entrega certificados e presta sete homenagens virtuais a empregados que aderiram ao PDI Foto: Divulgação Emater

Na semana anterior (01/09), os últimos 55, do total de 293, empregados que aderiram ao Programa de Desligamento Incentivado (PDI) foram homenageados em encontro virtual, que contou com a presença da diretoria, gerentes e adjuntos estaduais e regionais, além de chefes de escritórios municipais, totalizando mais de cem participantes.
A sétima e última homenagem virtual, ainda por conta da pandemia e o isolamento físico e social, foi coordenado pelo presidente da Emater/RS, Geraldo Sandri, e pelos diretores técnico e administrativo, Alencar Rugeri e Vanderlan Vasconselos. Mais uma vez a reunião foi tomada de emoção e agradecimentos aos que dedicaram parte de suas vidas à Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) gaúcha.
No dia seguinte, quarta-feira (02/09), Sandri e o assessor jurídico, Mário Luiz Martins Pereira, fizeram a entrega presencial de certificados em homenagem a dois empregados que aderiram ao PDI, o advogado Alexandre Yugueros Neto e a assistente administrativa Ana Ruth Bohrer, com 38 e 30 anos de trajetória na Instituição, respectivamente. Já nesta sexta-feira (04/09), o diretor técnico, Alencar Rugeri, entregou o certificado para o extensionista Edemar Valdir Streck.
“Foram 39 anos e quatro meses de serviços de extensão. Neste período tive oportunidade de exercer atividade nos municípios de Coronel Bicaco e Santo Ângelo e depois cursar Mestrado e Doutorado no Departamento de Solos do curso de Agronomia da Ufrgs, e por último exercer a atividade como assistente técnico em Solos no Escritório Central. Agradeço à Emater pela oportunidade, aos ex-professores e professores pelo aprendizado, colegas da Emater e agricultores, pela amizade e colaboração no trabalho”, disse Streck. Neto e Ana Ruth também demonstraram emocionados sua gratidão a todos esses anos vividos na Emater/RS-Ascar. Ainda na sexta-feira (04/09), Sandri também fez a entrega de certificados em Caxias do Sul a quatro extensionistas da região, Elói Portolan, Moacir Mascarello, Adílio Guadagnin e José Favretto. Os atos presenciais foram simbólicos e representativos a todos que neste momento deixaram a Instituição.
Entre as poucas entregas de certificado que puderam ser feitas presencialmente, também está a realizada em São Marcos, em 14 de agosto, ao ex-chefe do escritório municipal da cidade, Eri José Zanella. Em 17 de junho, quatro empregados do Escritório Central, Naira de Azambuja Costa, Marina Angélica Galisteo Lopes, Nara da Rosa Lopes e Luis Gustavo Ferreira Costa, também receberam seus certificados das mãos de Sandri e Rugeri. Esses encontros, carregados de emoção, obedeceram a todos os cuidados necessários devido à pandemia causada pela Covid-19, e por isso o presidente Sandri agradeceu à compreensão ao momento delicado pelo qual passa a Instituição.
Sandri ressalta a grande liderança que Zanello foi para a Emater/RS-Ascar de São Marcos, pois além da Instituição, ele assumia diversos outros compromissos com a comunidade. “Ele tem 28 anos e 11 meses de Emater. Se despede da comunidade e da Instituição, sempre a representando bem e sendo um profissional reconhecido na cidade”, resumiu o presidente.
O presidente explica que por conta da pandemia não foi feito um evento presencial em homenagem aos 293 empregados que se desligaram da Instituição, mas sete encontros virtuais. “As entregas presenciais foram feitas conforme a disponibilidade e proximidade a alguns extensionistas”.
Para Sandri, “é uma alegria muito grande poder participar desses eventos, reconhecendo e valorizando toda a carreira profissional de todos que aderiram ao PDI. Este é um momento também de falar o quanto a Emater agradece pelo empenho nesses anos todos de trabalho. Então, nesse sentido, nós queremos agradecer, parabenizar e dizer que essa foi a grande iniciativa e objetivo da Diretoria, no sentido de promover ou proporcionar aos colegas que pudessem sair sem rupturas e sem perder a renda, pelo menos por um período, até se recolocar no mercado ou até mesmo viver bem sua aposentadoria”.
Para Rugeri, a palavra mais marcante vem à cabeça é gratidão. “Nosso muito obrigado a quem não somente teve um ano de experiências e décadas seguintes de repetição de tarefas automaticamente. Mas que de fato, contribuiu com o compartilhamento de informação, conhecimento e experiências, ensinando e aprendendo muito, a cada ano dedicado ao serviço de Aters, construindo junto toda história e credibilidade da Instituição”.
Vasconselos agradeceu a todo conhecimento acumulado, multiplicado e disseminado Estado afora, em prol da agricultura familiar. “Estes encontros estão sendo os momentos mais emocionantes que eu pude viver nessa Instituição de tanta grandiosidade e credibilidade”.
E para finalizar, o presidente ressaltou a importância da diversidade de profissionais e ideias dentro da Instituição e que a vida é dividida em fases distintas. “É com essas diferenças de pensamentos que se constrói melhores alternativas. As pessoas chegam e vão, mas o conhecimento e os resultados do trabalho ficam. Todos que saem, saem muito preparados, valorizados e capacitados para enfrentar novos desafios, inclusive no mercado de trabalho e de forma autônoma”, avaliou Sandri, ao anunciar que a Emater/RS-Ascar está elaborando uma espécie de curso ou atendimento às pessoas que saíram por meio do PDI e buscam uma alternativa.