Sicredi Serrana amplia área de atuação para o Espírito Santo

Objetivo é abrir três agências nas cidades de Vitória, Vila Velha e Serra no segundo semestre de 2021

Marcos Balbinot Barbara Salvatti/Exata Comunicação

Com uma trajetória de 35 anos marcada por importantes conquistas e referência consolidada na Serra Gaúcha e Vale do Caí, a Sicredi Serrana assume um novo desafio visando a sustentabilidade do seu modelo de negócio: ampliar a atuação para cinco municípios no estado do Espírito Santo. O planejamento inicial prevê a abertura de três agências nas cidades de Vitória, Serra e Vila Velha, ainda no segundo semestre de 2021. Ali atuarão mais de 40 novos colaboradores. Para os próximos cinco anos, a previsão é de mais doze agências, contemplando também os municípios de Cariacica e Viana.
“É uma ação que acompanha o movimento do Sistema Sicredi de ter presença nacional com atuação regional de suas cooperativas integradas”, afirma o Presidente, Marcos André Balbinot. Nas tradicionais assembleias anuais, o projeto de expansão foi submetido à apreciação dos associados. Embora interrompido por conta da pandemia Covid-19, nos 27% de assembleias realizadas, praticamente 95% dos 2.800 associados consultados indicaram que devia-se avançar com o projeto acenando à diretoria, aos conselhos e aos delegados que poderiam tomar esta decisão após concluídos os estudos. Na data de 30 de outubro – data simbólica, quando se comemorou o aniversário de 35 anos da Sicredi Serrana –, em Assembleia, a expansão da área foi aprovada por unanimidade dos delegados participantes.
A ampliação da área de atuação atende, também, a um objetivo priorirário para a Sicredi Serrana – cumprir o propósito da Cooperativa de “Fazer o Mundo Prosperar”. Outro ponto importante para o público que aprovou a expansão é a confirmação das lideranças da Sicredi Serrana de manter a qualidade de entrega e a relevância aos associados na atual região, bem como os investimentos sociais que a cooperativa faz regularmente nas comunidades nas quais está inserida. “A perspectiva de seguir crescendo nos dá a tranquilidade de oferecermos a essência de uma Cooperativa com ainda mais consistência nas regiões de atuação. Não iremos para o Espírito Santo apenas para fazer negócios. Tudo o que praticamos aqui será feito lá também”, diz Balbinot.
Os programas de Educação Financeira, Educação Cooperativa, “A União Faz a Vida”, as Cooperativas Escolares, a organização do quadro social em núcleos e o modelo de assembleias ocorrerão também no Espírito Santo. “Sob esta ótica, a Sicredi Serrana será uma única Cooperativa atuando em 28 municípios, ou seja, não haverá distância entre as duas regiões e as diferenças servirão apenas para fortalecer ainda mais os vínculos e as trocas de experiências”, comenta o presidente. A partir de agora, a Sicredi Serrana RS/ES conta com 28 municípios em sua área de atuação e está presente nas regiões da Serra Gaúcha, Vale do Caí e Grande Vitória.

Oportunidades de expansão para a cooperativa
Na atual região de abrangência, no Rio Grande do Sul, os 124 mil associados representam 26% da população e 53% das pessoas jurídicas da área de atuação. Na perspectiva econômica, o volume de recursos administrados pela Sicredi Serrana supera os R$ 6 bilhões e a carteira de crédito está em R$ 2,4 bilhões, o que corresponde a 55% do crédito rural e 45% do crédito comercial operado pelas agências bancárias instaladas na área de atuação, conforme ESTBAN (Estatística Bancária mensal por município), do Banco Central do Brasil. “São volumes que já nos conferem significativa participação de mercado. O projeto de expansão para o ES nos dá as condições necessárias para mantermos o ritmo de crescimento”, explica o Diretor Executivo, Odair Dalagasperina.
O Espírito Santo conta com uma economia robusta, fato que o colocou como a única unidade federativa a obter nota ‘A’ do Tesouro Nacional com capacidade de pagamento de contas públicas, indicador que o torna muito competitivo e atrativo para receber investimentos. Somado a isso, o estado apresenta uma identidade cultural similar ao Rio Grande do Sul. Vale ressaltar, como fatores adicionais que ratificaram a decisão, o espírito empreendedor do povo capixaba e a sua cultura de poupador. Há também um vínculo com o agronegócio, visto que o estado é forte no cultivo de café e de frutas.

Integração cultural é estratégia para o sucesso da expansão
Com o desafio de apresentar ao mercado capixaba o ‘jeito Sicredi Serrana’ de trabalhar, diversas estratégias de aproximação e inserção estão sendo realizadas. A proposta é levar a cultura organizacional da Sicredi Serrana para o Espírito Santo – mas, também, aprender e integrar-se às boas práticas locais. “A ampliação da área de atuação será uma oportunidade de conexão e de proximidade também entre os associados daqui com os associados de lá. Mesmo antes de serem abertas as três novas agências, a equipe de colaboradores será formada. Com certeza, será um período rico de troca de experiências e de fortalecimento entre as culturas gaúcha e capixaba”, explica o Diretor Executivo, Odair Dalagasperina.