Cooperativa Vinícola Garibaldi comemora 90 anos com programação virtual no dia 22

Celebração será transmitida pelas plataformas digitais, com lançamento de campanha com sorteio de prêmios para a audiência, apresentação de rótulos temáticos, homenagens e show com Sunset Riders

Imagem aérea – Cooperativa Vinícola Garibaldi – Crédito Augusto Tomasi

A Cooperativa Vinícola Garibaldi abre a programação alusiva à comemoração de seus 90 anos nessa sexta-feira, 22 de janeiro – data do aniversário de fundação – compartilhando com o público a transmissão de uma celebração em suas plataformas digitais, obedecendo às medidas restritivas e de segurança impostas pelo cenário da pandemia. Quem acessar a página no Facebook (facebook.com/cooperativavinicolagaribaldi) ou o canal no Youtube (youtube.com/Vingaribaldi) a partir das 19h poderá acompanhar, ao vivo, a apresentação de novidades e momentos de muita emoção em memória à história da marca.

Vinho comemorativo aos 90 anos será lançado no dia do aniversário da Cooperativa Vinícola Garibaldi – Crédito Augusto Tomas

A live festiva começa com homenagens aos personagens responsáveis por levar a Cooperativa Vinícola Garibaldi à condição de referência atualmente ocupada no cenário nacional e segue com apresentação de um vídeo especialmente preparado para a data. Nele, a figura do produtor rural associado aparece com destaque, em reconhecimento à força de seu trabalho e representatividade na construção da trajetória da Cooperativa.
Outro momento importante na programação será a apresentação dos rótulos comemorativos elaborados para brindar a passagem da data: o vinho Garibaldi Reserva 90 anos, com edição numerada, limitada a 2,5 mil garrafas, e o Espumante Garibaldi 90 anos Extra-Brut. Durante a live, cinco unidades do vinho temático serão leiloadas, com arrecadação de valores destinada à casa de repouso Arco-Íris, que atua no município de Garibaldi há 21 anos e hoje abriga 27 idosos em estado de vulnerabilidade social. Os lances poderão ser feitos somente durante a transmissão online, por meio do aplicativo whatsapp, com valor inicial estabelecido em R$ 100 por garrafa. Além disso, no decorrer do mês as bebidas serão entregues às 420 famílias associadas como manifestação de gratidão pelo comprometimento com a cooperativa, diariamente renovado ao longo das últimas nove décadas.
A programação encerra com show exclusivo da banda Sunset Riders, que fará sua apresentação em um palco especialmente montado na sede da Cooperativa Vinícola Garibaldi, de onde será transmitida a live.

Coopearativa Vinícola Garibaldi completa 90 anos crédito. Augusto Tomasi

Para o público brindar a data
O público que estiver assistindo à celebração virtualmente, no conforto e segurança do lar, também terá a oportunidade de participar da festa e, ainda, concorrer a prêmios. Durante a transmissão, a Cooperativa Vinícola Garibaldi lançará duas promoções: uma campanha com sorteio de seis kits de produtos dos 90 anos e outra com a oferta de dois vale-presentes no valor de R$ 900 cada para aquisição dos rótulos da marca. No decorrer do ano, outras ações serão anunciadas, totalizando R$ 9 mil em produtos para o público.

Cooperativa Vinícola Garibaldi traz duas medalhas de prata da França

Com essas condecorações, marca chegou a 69 premiações conquistadas em concursos em 2020

Espumantes Garibaldi – Crédito Augusto Tomasi

A Cooperativa Vinícola Garibaldi ainda comemora reconhecimentos conquistados por seus produtos em concursos realizados no ano passado. Encerrando a leva de premiações de 2020, a marca trouxe duas medalhas de prata da França, no 18º Effervescents du Monde, realizado em dezembro, na Borgonha.
Entre as 479 amostras de 19 países participantes, e avaliadas por um júri internacional de 90 degustadores, a Cooperativa Vinícola Garibaldi foi premiada com o Amaze Chardonnay Espumante Brut e com o Garibaldi Espumante Chardonnay Branco Brut.
Com essas, a marca acumula 69 distinções recebidas por seus produtos em concursos pelo mundo. Depois de ter sido por dois anos seguidos (2018 e 2019) a vinícola brasileira mais premiada, a Cooperativa Vinícola Garibaldi gaúcha voltou a registrar em 2020 um desempenho performático em conceituados concursos mundiais. Foram distinções em países-ícones da produção vitivinícola – Itália e França – e também em nações que importam grande quantidade de vinho, caso da Inglaterra.
Para conhecer os produtos, acesse www.vinicolagaribaldi.com.br

Plantio de soja é finalizado no Estado

 

Nesta semana foi concluído o plantio da soja no Estado. As precipitações, apesar de esparsas e de baixos volumes, têm contribuído para a evolução dos cultivos. De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e divulgado nesta quinta-feira (14/01) pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), 69% da área cultivada está em germinação/desenvolvimento vegetativo; 24%, em floração; e 7% em enchimento de grãos.
As precipitações no Estado, mesmo que de baixo volume e esparsas, têm contribuído para o desenvolvimento dos cultivos nos municípios produtores de milho e para o avanço no plantio do segundo cultivo. Nas áreas onde não tem chovido, há registro de prejuízos e perdas. O plantio do milho também se encaminha para o final, atingindo 96% da área total estimada; 15% da cultura já está colhida; 24% em fase de maturação; 24% em enchimento de grãos; 16% em floração e 21% em germinação e desenvolvimento vegetativo.
A predominância de tempo firme, com elevadas temperaturas e dias ensolarados, e a disponibilidade de água via irrigação contribuem para o desenvolvimento do arroz. No entanto, a ocorrência de chuvas esparsas e de baixo volume no Estado tem acarretado menor capacidade de recarga dos níveis de água dos mananciais. A cultura encontra-se 73% em germinação e desenvolvimento vegetativo; 21% em floração e 6% em enchimento de grãos.

OLERÍCOLAS
Em função das altas temperaturas na regional da Emater/RS-Ascar de Bagé, em Uruguaiana a produção de folhosas continua afetada por infestações por tripes, causador de virose, que tem ocasionado perdas de até 50% na produção. As culturas de beterraba e cenoura estão em fase de colheita e replantio, apresentando ótimo desenvolvimento. As de mandioca e batata-doce seguem em geral em ótimo desenvolvimento, porém com alguns casos de viroses em áreas na mandioca, com possíveis perdas de renda para os produtores.

FRUTÍCOLAS
Na regional de Ijuí, o melão, a melancia e as uvas estão em plena colheita e intensa comercialização, com boa qualidade das frutas. Os produtores seguem o manejo da irrigação em melão e melancia, que apresentam boas condições fitossanitárias. A procura por morango está alta na região, no entanto o produto está com baixa oferta nesta época do ano.

PESCA ARTESANAL
Na região de Pelotas, em Arroio Grande, a pesca artesanal está em período de defeso. Em São José do Norte, a captura futura do camarão é vista com otimismo entre os pescadores, devido às condições climáticas favoráveis e ao início do aparecimento do crustáceo em alguns locais da Lagoa dos Patos. Em Pelotas, segue o comércio nas feiras livres e por tele-entrega, com venda de pescados e seus derivados. Em Tavares, continua a safra do camarão-rosa.
Na região de Santa Rosa, na bacia do rio Uruguai, segue a piracema, período em que não é permitida a prática da pesca.
Na região de Porto Alegre, as condições do período foram favoráveis às atividades de pesca; foi possível a navegabilidade das embarcações em alto mar com segurança, e tal situação favoreceu a pesca de bote. Segue a pesca de camarão-rosa na Lagoa do Peixe, com a melhora nas condições de captura em razão do vento Sul que começou a soprar trazendo as águas do oceano para dentro da lagoa. A presença de veranistas aumenta o consumo de pescado e frutos do mar, além de favorecer a venda direta ao consumidor, modalidade em que o pescador obtém valores mais altos pelo pescado.

Abacaxi tem boas expectativas para esta safra

Terra de Areia tornou-se um referencial na produção de abacaxi no Rio Grande do Sul em razão de 95% da produção estadual ser proveniente do município. O abacaxi pérola já é conhecido no Estado como “abacaxi de Terra de Areia”, apesar de outros locais também terem o cultivo desta variedade. O diferencial é o sabor muito doce e isto acontece em função da fruta ser colhida madura, na hora certa, afirma o extensionista da Emater/RS-Ascar em Terra de Areia, Wolnei Fenner, diferentemente do que acontece com abacaxis que vêm de outros estados e que foram colhidos mais verdes em função da logística.
Neste ano, o clima está contribuindo e o calor está fazendo com que o fruto seja de excelente qualidade. Por isto, a expectativa é que sejam colhidas 6,5 mil toneladas de abacaxis, o que gera uma receita considerável ao município, em torno de R$ 9 milhões por ano. “É uma fruta economicamente significativa para nós”, salienta Fenner.
Em Terra de Areia, 330 hectares são cultivados com o abacaxi pérola e cerca de 130 famílias são envolvidas diretamente. De acordo com o extensionista, o cultivo tem muita potencialidade para a região já que ela possui um microclima diferenciado e o cultivo tornou-se uma tradição, pois há muitos anos o pessoal cultiva e tem habilidade para isto.
A Emater/RS-Ascar, vinculada à secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), tem contribuído para trazer inovações para que os produtores consigam melhorar os resultados tanto em quantidade quanto em qualidade e também para que o trabalho seja menos oneroso. “Temos incentivado novas técnicas e tecnologias e o uso de equipamentos para tornar o trabalho mais leve para o agricultor e sua família”, ressalta.

Vinícola Aurora estima safra 15% maior e excelente qualidade da matéria-prima

Volume deverá chegar a 70 milhões de quilos de uva, produzidas por 1,1 famílias associadas, em 11 municípios da Serra Gaúcha

A Chardonnay é uma das primeiras uvas colhidas. Variedade será utilizada para elaboração de vinhos e espumantes Crédito: Dandy Marchetti, divulgação

A safra de uvas 2021 já iniciou na Aurora, a maior vinícola do país. No ano em que celebra nove décadas de fundação, a empresa com sede em Bento Gonçalves deve ter mais uma vindima histórica em qualidade. A expectativa é que sejam colhidos, aproximadamente, 70 milhões de quilos da fruta, volume cerca de 15% maior em relação ao ano anterior. A maior quantidade de uvas deve ser recebida entre os dias 8 e 16 de fevereiro. Com a safra 2021, a estimativa é que mais de 50 milhões de litros de bebidas, entre vinhos, espumantes, sucos e coolers, sejam elaborados pela Vinícola Aurora.
Entre as primeiras variedades de uvas colhidas estão as Chardonnay e Pinot Noir, destinadas à elaboração de vinhos e espumantes, e as BRS Magna, Isabel Precoce, Concord Precoce, Bordô e BRS Violeta, que serão utilizadas para suco de uva e vinho de mesa. A safra deste ano deverá ser concluída na metade de março, com as variedades tardias, como Moscato Branco, Cabernets e BRS Carmem.
No total, mais de 60 cultivares da fruta estão sendo produzidas pelas 1,1 mil famílias associadas à Vinícola Aurora. Entre as principais variedades, destaque para as uvas Merlot, Cabernet Sauvignon, Chardonnay e Pinot Noir (Vitis Viniferas) e Isabel, Concord, Seibel e Bordô (Americanas e Híbridas).
Ao todo, a produção dos cooperados soma 2,8 mil hectares em 11 municípios da Serra Gaúcha: Bento Gonçalves, Cotiporã, Farroupilha, Garibaldi, Guaporé, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira, Santa Tereza, São Valentim do Sul, Veranópolis e Vila Flores. Todas as propriedades estão no raio de 50 quilômetros da unidade industrial da vinícola, o que garante melhor frescor da fruta e evita a fermentação indesejada. Os cultivos são acompanhados durante o ano pelas equipes técnicas agrícola e enológica da Aurora.
“Foi um ano atípico na Serra Gaúcha, com forte estiagem entre a primavera e o verão, o que gerou algumas perdas, mas nada que comprometesse o volume. Por outro lado, isso proporcionou uma ótima sanidade nas frutas e, consequentemente, uma excelente qualidade, que vem se mantendo”, explica Maurício Bonafé, coordenador agrícola da Vinícola Aurora. Entre as três unidades de vinificação de Bento Gonçalves, a empresa recebe, em média, 2,5 milhões de quilos de uva por dia.
Historicamente, a produção da Vinícola Aurora representa entre 10% e 15% da safra gaúcha, a maior do país. Em 2020, a Aurora colheu 61,9 milhões de quilos de uva para processamento, representando 12,25% da vindima no Rio Grande do Sul (504,9 milhões de quilos).
A safra de uvas na Aurora nos últimos anos:
2014 – 57 milhões de quilos de uva
2015 – 65,5 milhões de quilos de uva
2016 – 33,6 milhões de quilos de uva
2017 – 71,5 milhões de quilos de uva
2018 – 61,8 milhões de quilos de uva
2019 – 68,2 milhões de quilos de uva
2020 – 61,9 milhões de quilos de uva

A safra como ela é ao vivo na Cristofoli Vinhos de Família, interior de Bento Gonçalves

Reality show on-line vai mostrar os 20 dias de uma colheita real na Cristofoli Vinhos de Família Foto: Emerson Ribeiro

Via close friends, o público, poderá acompanhar pelo celular ou computador o passo a passo do processo de colheita e início de produção dos vinhos na Cristofoli. A novidade é fruto de uma parceria entre a Artie Wine Experience e a Cristofoli Vinhos de Família. O Making Wine 2021 vai ocorrer durante o mês de fevereiro e a meta é atrair 100 espectadores. Para isso, foram criados quatro kits com uma série de benefícios, incluindo, é claro, vinhos e espumantes.
A Cristofoli, literalmente, vai abrir suas portas para receber o especialista em vinhos, Artur Tremper Farias, que vai morar e trabalhar na vinícola durante estes 20 dias, compartilhando todo conteúdo. Sem câmeras, somente com celular, ele vai viver a rotina da família, participando de todo processo de vinificação, sempre acompanhado por um dos enólogos da vinícola, Bruna, Lorenzo ou Letícia Cristofoli. Assim, será possível tirar dúvidas e esclarecer curiosidades dos participantes em tempo real. A transmissão será pelo perfil do Instagram @artie_win.
“Tudo o que fazemos faz parte da nossa história. Todas experiências enoturísticas que oferecemos aos turistas nasceram de vivências em família. Com a pandemia, precisamos nos reinventar ainda mais e percebemos que o digital ganhou ainda mais espaço na vida das pessoas que ainda não sabem quando poderão voltar ao ‘normal’. Então, estamos apostando no Making Wine porque temos certeza de que vinho é experiência, é interação, é história”, destaca Bruna Cristofoli.
A data exata será definida no final de janeiro, quando será possível identificar o índice de maturação das uvas que, em suas cores e variedades, é a grande protagonista do reality show. “Não se tem conhecimento de uma experiência como esta. Vou trabalhar, viver intensamente a vindima e ainda mostrar em tempo real o que acontece do vinhedo até a mesa do consumidor. Não dá para perder”, ressalta Farias.
Para ter acesso ao conteúdo e a todos os benefícios foram criadas quatro alternativas. Em três delas, os participantes recebem em casa kits com vinhos e espumantes. Os valores partem de R$ 129 podendo chegar a R$ 499. Entre as vantagens estão lives com a Bruna Cristofoli, enóloga da vinícola, um e-book exclusivo, desconto de 20% em compras no site até junho de 2021, conteúdo diferenciado pelo WhatsApp, além de ter acesso a Safras Históricas, rótulos que não são vendidos ao público e, ainda, poder participar oficialmente da definição do corte (blend) do vinho ícone da Cristofoli de forma presencial ou on-line. Neste caso, as vagas são limitadas. Mais informações pelo whats (56) 9 9243 3971, com Artur, ou pelo link http://www.winedayexperience.com/landingpage/making_wine_2021/.

OS KITS
Kit Básico – R$ 199 + FRETE (02 VINHOS)
01 Moscato de Alexandria ou Chardonnay
01 Rosé de Sangiovese ou Sangiovese Tinto

Kit Extra – R$ 299 + FRETE (04 VINHOS)
01 Moscato de Alexandria
01 Chardonnay
01 Rosé de Sangiovese
01 Tinto Sangiovese

Kit Premium – R$ 499 + FRETE (04 VINHOS EXCLUSIVOS AVANT PREMIERE)
01 Espumante Blanc de Blanc – 100% Chardonnay
01 Chardonnay 2020 – Oito meses de carvalho francês.
01 Merlot 2018 – 1 ano de carvalho francês. Vinho utilizado no corte do Instinto 2018.
01 Tannat 2018 – 1 ano de carvalho francês. Vinho utilizado no corte do Instinto 2018.

Kit Apoiador – R$ 129
Sem compra de vinhos, mas com acesso aos demais benefícios.

BENEFÍCIOS DO MAKING WINE 2021 (todos os kits)
02 LIVES onde convidarei o enólogo da vinícola para a apresentação e encerramento do Projeto MW 2021.
E-book exclusivo para acompanhamento do passo a passo do processo de vinificação que vivenciarei na prática.
Desconto de 20% em compras de vinhos (1 compra por CPF) no site da vinícola durante todo 1o semestre 2021
Acesso a SAFRAS HISTÓRICAS e vinhos que não serão vendidos ao público. Como os vinhos bases do ícone (não vendidos separadamente) e os novos espumantes produzidos pelo método tradicional (Brut e Sur Lie).
Grupo de WhatsApp exclusivo para compartilhar vídeos, fotos e esclarecer dúvidas.
Opção de participar oficialmente da definição do corte/blend do vinho ícone da vinícola (presencial ou online) vagas limitadas

A Vinícola
A Cristofoli Vinhos de Família é uma pequena vinícola, encravada entre vales da Rota Cantinas Históricas, no distrito de Faria Lemos, interior de Bento Gonçalves. Gigante no enoturismo, é um dos destinos mais procurados durante a vindima por quem busca emoção e aventura, além de privacidade, autenticidade e exclusividade. Tem caminhada pelo vinhedo, tem colheita, degustação e pisa das uvas, tem passeio de trator. Mas tem também a alegria das músicas da imigração italiana que, junto com cenários ao ar livre, levam as pessoas a parar no tempo. Isso sem contar os aromas e sabores da gastronomia regional e, claro, os vinhos e espumantes da família.

Vai começar a Vindima

Roteiros de enoturismo valorizam hábitos e tradições dos colonizadores italianos

Vai começar a Vindima Foto: Zéto Telóken

Está começando uma das épocas em que a região Uva e Vinho da Serra Gaúcha fica mais bonita. É na temporada da vindima que os parreirais ficam verdinhos, cobrindo as centenas de hectares cultivados, e que as variedades de uvas começam a ser colhidas para iniciar o processo de elaboração dos vinhos, espumantes e sucos.
A vindima ocorre de 16 de janeiro a 6 de março de 2021, período que vem se tornando um dos que mais atrai turistas para a região, oportunizando aos turistas vivenciar experiências em meio aos parreirais e resgatar hábitos e tradições dos colonizadores italianos. Visita ao parreiral, colheita e pisa das uvas, curso de degustação, almoço harmonizado, lanche típico (merendim) e visita a caves são algumas das atrações que fazem parte da programação oferecida em roteiros exclusivos para a temporada.
Especializada em turismo e referência na preservação e disseminação da história e cultura local, a Giordani Turismo e Eventos, com a parceria de vinícolas e empreendimentos da região, preparou duas opções de roteiros com a temática. O Fascínios da Vindima, com duração média de 8 horas e o Vindima no Vale, com aproximadamente 3 horas de passeio, ambos com saídas aos sábados. Os valores, por pessoa, variam de R$ 295,00 a R$ 525,00 e as atividades podem variar de acordo com os decretos e restrições vigentes. Informações pelo 54 3455-2788 ou www.giordaniturismo.com.br.

Para referência | Boilerplate
A Giordani Turismo e Eventos tem 28 anos de atuação no segmento de turismo. Desde 1992 é a operadora oficial do passeio Maria Fumaça – Trem do Vinho, sendo a mais tradicional e experiente operadora e agência da região Uva e Vinho, na Serra Gaúcha. Empresa referência na preservação e disseminação da história e cultura local, também administra o Parque Cultural Epopeia Italiana, e oferece mais de 30 opções de roteiros, que contemplam variados atrativos da região, e vendidos na própria agência (Bento Gonçalves/RS), ou nas melhores agências e operadoras do Brasil. O Grupo usa sua expertise para a captação e operação de eventos de todos os segmentos, e grupos corporativos. Oferece agenciamento de passagens aéreas, hospedagens e receptivo com serviços de transfer. www.giordaniturismo.com.br