Simpala os melhores descontos para Produtor Rural

A concessionária Chevrolet Simpala, localizada nas cidade Bento Gonçalves , oferecem a linha mais completa para você comprar seu carro zero km e uma ampla gama de serviços de manutenção e reparo de veículos, tudo com peças genuínas GM e acessórios originais da marca. Além disso, você pode conferir o estoque de veículos seminovos com taxas de financiamento que cabem no seu bolso, todos com procedência e qualidade atestadas. Aproveite para cotar os preços de seguro e consórcio de carros Chevrolet com as condições para compra do seu carro novo. Taxistas e Pessoas portadoras de necessidades especiais possuem isenção de impostos conforme legislação e descontos para CNPJ.
Para os produtores rurais interessados na compra de veículos, os descontos variam de 4% a 23 %, conforme o modelo. A Simpala oferece também diversas opções para o seu negócio, seja você frotista, taxista, entre outras categorias de Vendas Diretas. O gerente de vendas, Fabiano Piazzetta, que atua desde 2006, explica que quase toda a frota de veículos da concessionária apresenta descontos para produtores rurais. “Além dos descontos, há várias facilidades para melhor atender o cliente ”como agendar a visita na sua residência ou empresa de um consultor para atendê-lo. Um dos destaques da Simpala em Bento Gonçalves é a capacitação de sua equipe, preparada para auxiliar os clientes nas mais diversas situações, garantindo uma atenção especial em cada trabalho realizado. A loja também se diferencia pelos preços imbatíveis e as melhores condições do mercado, que aliados à marca Chevrolet garantem o melhor custo-benefício aos consumidores. Para 2017, a Simpala procura manter a liderança do mercado conquistada em 2016. Quem está pensando em adquirir um automóvel não pode deixar de passar na Simpala para conhecer todos os modelos disponíveis. Conheça a concessionárias Simpala Chevrolet, faça um test drive e saia de carro novo.
A Simpala atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30 às 18h, e nos sábados, das 8h às 12h e das 13h30 às 16h. Avenida São Roque, 410, Bairro Universitário, Bento Gonçalves. Contato: (54) 3452 3911, www.simpala.com.br

Linha Jansen 32 festeja Colono e Motorista

A Capela Nossa Senhora da Misericórdia da Linha Jansen 32 de Pinto Bandeira promove a 33ª Festa em homenagem ao Colono e Motorista, na terça-feira, dia 25. O evento inicia às 9h30min com procissão motorizada saindo da Capela São Pedro Linha 28.Em segui da bênção dos carros, máquinas e demais veículos em frente ao Salão da Linha 32. Às10h30min missa cantada pelo Coral da Comunidade. Ao meio dia almoço com o seguinte cardápio: sopa de capeletti, galeto, churrasco, salada verde, maionese, pão, vinho, biscoito e café. Para encerrar o dia festivo, às 14h animação com o conjunto Ge verson Carreli e Grupo.

Capela Nossa Senhora do Rosário festeja o Dia do Colono

A Capela Nossa Senhora do Rosário de Monte Belo do Sul festeja a tradicional festa do Colono, na terça-feira, dia 25 com jantar. No cardápio: sopa de capeletti, leitão, churrasco, maionese, salada, pão, vinho, refrigerante e sobremesa. Valor de R$ 40,00 por pessoa.

FestiQueijo para curtir nos fíndis de julho

Entre as tradicionais festas, o FestiQueijo se destaca como um dos melhores eventos gastronômicos da região. Presente nos invernos de Carlos Barbosa desde 1987, o evento chega a sua 28ª edição, contando com mais de 40 tipos de queijos, além de pratos da culinária típica italiana, vinhos e espumantes. O festival também é uma oportunidade para moradores e visitantes conferirem as diversas atrações artísticas que se revezam no palco principal do salão. É possível conhecer os lançamentos das empresas expositoras e participar da Feira de Compras. Estão inclusos no ingresso: variedades de queijo, a tradicional gastronomia italiana, suco de uva, refrigerante, água e café, além de uma seleção de vinhos e espumantes da região. Quanto custa Às sextas-feiras e domingos, a entrada custa R$ 110. Aos sábados, o ingresso é R$ 120. Crianças até sete anos têm entrada gratuita; as de oito a 12 anos pagam R$ 55.

Fotos: Divulgação

1º Festival do Cordeiro em Monte Belo do Sul

Nos dia 22, 23 e 24 de setembro, em Monte Belo do Sul, será realizado o Iº Festival do Cordeiro. Um evento diferenciado em que essa cidade, que é o berço da elaboração dos vinhos e o Paraíso da Serra Gaúcha, irá receber os turistas com diversas atividades e eventos envolvendo mais de 30 propriedades, agroindústrias e cantinas.

No dia 22, sexta feira, teremos uma serenata na Praça onde nossos visitantes irão curtir boa música, pratos típicos, vinhos e espumantes produzidos nas cantinas locais. No dia 23, sábado a noite, teremos um jantar a base de cordeiro harmonizado com nossos vinhos e espumantes. O menu está sendo preparado com muito carinho pelo Chef Nadir Barcelos, do Bristrô da Conga de Porto Alegre, junto com o Mestre Assador, André Souza, dos Assados Campeiro . Nesse dia a festa fica por conta da Banda Ragazzi Dei Monti, grupo musical Ítalo Brasileiro que tem em seu repertório um jeito muito especial, tocando músicas que vão desde o popular ao romântico e, com muita intensidade, o folclore italiano. Um show imperdível.

E no dia 24, domingo, teremos o Concurso do MELHOR ASSADOR do Festival. Pela manhã os assadores inscritos receberão cortes de cordeiro para servirem no nosso almoço. Haverá premiações para o MELHOR ASSADOR, o MELHOR ASSADO e o DESTAQUE do Festival. O Mestre Cuteleiro, Adelar Fillipon, já está confeccionando em sua forja, com mais de 200 anos de tradição, as facas que serão os Prêmios destes destaques.

Nos dias 23 e 24 as propriedades estarão abertas para receber os turistas. Vans irão conduzir os visitantes e os roteiros serão diversificados onde poderão ver como são elaborados nossos vinhos, espumantes e sucos. Poderão conhecer a tanoaria, que produz as pipas para o armazenamento dos vinhos, o museu da colonização italiana na região, a fabricação das massas, doces e geleias, visitar os parreirais, saborear nossos produtos sentados nos gramados degustando um bom vinho ou espumante. Muitas propriedades, além de estarem abertas para a visitação, terão cardápios especiais para almoços e cafés coloniais, mas é preciso se antecipar para fazer as reservas. Entre as atividades teremos surpresas especiais que só quem estiver por aqui vai poder assistir. Um super concurso de fotografia, curso de degustação de vinhos, apresentações de dança e música, exposição fotográfica e sorteios especiais. Destacando ainda a Feira do Agricultor no Salão Paroquial, com os produtos típicos da região, artesanatos, pães, biscoitos, geleias, doces, temperos e uma praça de alimentação para a degustação dos vinhos, espumantes e sucos. Maiores informações pelo email montebelodosul.rs@gmail.com ou pelos telefones 54 99172.7921 ou 51 99634.2533.

Conheça a história do pintobandeirense Moacir De Toni, motorista de caminhão há quase 55 anos

Moacir De Toni, conhecido por Titi, é um exemplo de amor ao trabalho. Aos 73 anos de idade é considerado o motorista mais velho de Pinto Bandeira. Há 53 anos é caminhoneiro e ainda desbrava as rodovias do país transportando cargas de frutas

A rotina de um motorista realmente não é nada fácil. Mas Moacir, que começou com 15 anos de idade, não gostava da colônia, sempre gostou de caminhão, ajudava a transportar barro na olaria do pai tem uma receita para driblar as dificuldades da profissão: o bom humor. Com 20 anos de idade, já com a carteira em mãos, começou a viajar para o São Paulo e para o Norte e foi neste momento que iniciava uma história de amor intenso ao que faz. Foi pioneiro a viajar para Manaus com o caminhoneiro e vizinho Isidoro Bigolin, 71 anos, hoje aposentado. Para De Toni, o melhor amigo dele é o caminhão “O segredo para eu estar na estrada há tantos anos é porque eu gosto muito do que faço. Caso contrário, não aguentaria. Eu gosto muito de caminhão. Pra mim, de fato, é uma paixão. Não sei quanto tempo ainda vou, um mês ou dois, ou dez anos. Enquanto eu não atrapalhar ninguém e não colocar a vida de ninguém em risco, eu continuo”, afirma.

Casado há 52 anos com Rosa Comiotto, tem duas filhas Gabriela e Sabrine e uma neta, Marina, diz que a família dá o maior apoio com a decisão de continuar dirigindo, mesmo com idade avançada. “Todos me apoiam. Eles têm satisfação de estarem comigo. Me querem muito bem e todos me gostam muito, embora se preocupem por viajar sozinho” diz. Ele viaja toda semana para São Paulo e de lá segue para o Nordeste. “Não temos uma raiz, estamos sempre em movimento, não temos lugar fixo. Chego a ficar 20 dias fora de casa. São 20 dias fora, então a saudade é constante” lembra De Toni que já chegou a ficar mais de 70 dias fora de casa. Conta que em todos esses anos sofreu apenas dois assaltos, em um levou uma facada e em outro um tiro. “Se eu puder, quero dirigir até os meus 80 anos. Eu estou pedindo a Deus que me dê muitos anos ainda. Tenho saúde e condições física e mental para dirigir”, brinca. De Toni revela que prefere dirigir à noite, já que tem menos movimento e que para ele não existe lugar ruim. “A estrada contribuiu para a minha vida. A amizade que se faz na estrada é muito grande, sempre estamos conversando com alguém, são todos amigos da gente”, diz o motorista, que completa: “A estrada é a minha vida, é minha alegria, tudo o que eu tenho conquistei com o meu trabalho. Nada cai do céu”, diz. “Ele motiva todos, muitas pessoas aprenderam a dirigir com ele e outros viajam juntos para conhecer lugares, todos que o conhecem acabam se apaixonando. Ele é excepcional e dedicado” diz a filha Gabriele. Foram vários modelos até chegar no caminhão que dirige hoje, um Mercedes 2425. O motorista ainda tem mais três carretas. “É impressionante a disposição que tem para trabalhar. Sua experiência com sua eficiência serve de exemplo para nós”, concluiu a filha mais velha Sabrine.

De Toni conta que em uma viagem que fez para o Rio de Janeiro foi procurado pela defesa civil para transportar mortos. “Fiquei abalado porque havia crianças mortas. Foi um deslizamento que aconteceu em Angra dos Reis e como estava a caminho fiz o frete” recorda.

Cedenir Postal é o novo presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bento Gonçalves

Chapa 2 vence por uma diferença de 17 votos

Associados do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bento Gonçalves, com área de extensão em Monte Belo do Sul, Santa Tereza e Pinto Bandeira (STRBG) tem novo presidente. O agricultor Cedenir Postal, chapa 2, morador da linha São Luiz, distrito de Tuiuty ganhou a eleição por 17 votos. Postal é filiado ao sindicato há mais de 15 anos. A eleição foi realizada durante esta segunda-feira, dia 26 entre às 9h e às 15h e registou 747 votos, 359 votos para a chapa 1, com o candidato Ivandro Lerin, e 376 votos, para a chapa 2, de Cedenir Postal. Foram três votos brancos e nove nulos.

Embora o Sindicato tenha uma base de mais de quatro mil associados, apenas 1.042 tinham suas contribuições pagas até março deste ano, quando o prazo para o novo processo eleitoral passou a correr. Votaram associados de Bento, Pinto Bandeira, Monte Belo e Santa Tereza e houve urnas em oito locais diferentes: sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STRBG), Monte Belo do Sul na sub-sede do Sindicato, Pinto Bandeira no Salão Paroquial da Comunidade, Santa Tereza, no Salão Paroquial interior de Bento nas localidades de Tuiuty, no Salão Paroquial, Faria Lemos, no Salão da Comunidade, Vale dos Vinhedos, no Salão da Comunidade 8 de Graciema e em São Pedro, no Salão Paroquial da comunidade.

Após o pleito eleitoral, que foi realiza do pela Fetag (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RS), a chapa 2 foi oficialmente empossada e inicia o trabalho nesta terça-feira, dia 27.

Nova diretoria:

CHAPA 2 – Diretoria efetiva: Presidente – Cedenir Postal; 1ºVice Presidente – Ivone Frá Osmarin; 2º Vice Presidente- Terezinha Belitzki Tonet; Secretário Geral – Gema Pilan Toniolo; 1º Secretário- Cassiano Buffon; 2º Secretário – Maria Cantelli Merlo; Tesoureiro Geral – Valdir Zorrer; 1º Tesoureiro – Fabiano Orsatto; 2º Tesoureiro- Geraldo João Rasera; Suplente do vice-presidente: Carlos de Costa; Suplente do 2º Secretário: David Benatti; Suplente do 2º Tesoureiro: Gabriel Petroli; Conselho fiscal efetivo: Auri Flamia, Elias Pellicioli, Gabriel Cimadon; Conselho Fiscal suplente: Carlos Baretti, Ivanor Passaia, Aelite Maria Comachio Trentin.

Fotos: Felipe Machado

Brasil assume lugar de destaque no cenário internacional do enoturismo

A representante do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Ivane Fávero, é a nova presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur)

Os destinos do chamado turismo do vinho das principais regiões do mundo serão conduzidos por uma brasileira. A mestre em turismo Ivane Fávero foi eleita presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur) e, nos próximos dois anos, estará à frente da entidade como representante do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), ao lado de uma diretoria com membros de países como França, Argentina, Espanha, Uruguai Portugal e Itália. A confirmação ocorreu na última sexta-feira (23), durante o Congresso Europeu de Enoturismo e Assembleia da Aenotur, realizados em Torgiano, na região de Umbria, na Itália.

A ex-secretária de turismo de Bento Gonçalves e Garibaldi ocupava a vice-presidência para a América Latina da entidade e passa a desempenhar o mais alto cargo do enoturismo mundial. “Temos um longo trabalho pela frente no sentido de provermos em conjunto todos os destinos enoturísticos. O objetivo principal da criação da Aenotur é termos uma plataforma única para divulgar esses destinos e o Brasil está inserido neste contexto”, adianta Ivane.

Ivane lembra que a entidade surgiu em 2014 como resultado do Congresso Latino Americano de Enoturismo, após reuniões com representantes de Portugal e Espanha. “O fato do Brasil estar na presidência da Aenotur nos coloca definitivamente no mapa do enoturismo mundial. Podemos dizer que já somos referência de qualidade na oferta enoturística mundial”, afirma. A nova presidente informa que entre os principais objetivos é qualificar cada vez mais os produtos enoturísticos e ampliar o número de associados. “Me sinto honrada, agradecida pela escolha de todos os membros associados na assembleia, mas também sinto a responsabilidade deste cargo perante o Brasil e os principais destinos enoturísticos do mundo. Precisamos fortalecer cada vez mais este importante segmento que tanto contribui com o desenvolvimento territorial”, acrescenta.

Para o diretor de Relações Institucionais do Ibravin, Carlos Paviani, a eleição de Ivane no cargo de presidente da Aenotur deverá alavancar ainda mais a atividade no Brasil. De acordo com o último Censo Vinícola realizado no país, cerca de 30% das vinícolas tem projetos relacionados ao turismo de experiência. “O Ibravin acredita que investir no enoturismo é agregar valor à produção, atrair novos consumidores e fortalecer toda a cadeia produtiva vitivinícola”, sintetiza. O dirigente lembra da trajetória de Ivane à frente das secretarias de turismo nos municípios da Serra Gaúcha e, agora, no recém-criado Comitê de Enoturismo do Ibravin, que a credenciam para o cargo.

A nova diretoria da Aenotur é formada pelo presidente da Rede Europeia de Cidades do Vinho (Recevin), José Calixto, na vice-presidência, e pelo representante da Associação dos Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), Jose Arruda, como secretário geral. Também integram a diretoria as prefeitas das cidades espanholas de Alcázar de San Juan e Cambados, Rosa Melchor e Fátima Abal, respectivamente, o presidente da Iter Vitis France – ONG dedicada ao desenvolvimento do enoturismo na Europa –, Pierre Verdier, o prefeito da cidade portuguesa de Viana do Castelo, José Maria Costa, e o presidente de honra da Città Del Vino – organização que representa as cidades do vinho da Itália –, Paolo Benvenutti. Gonzalo Merino, dirigente da Bodegas Argentinas, e Wilson Torres Chavez, presidente da Associação de Turismo Enológico do Uruguai, representam a América Latina na Aenotur.

Quem é Ivane Fávero
Ivane Fávero possui graduação em Turismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1991); especialização em Gerenciamento do Desenvolvimento Turístico pela Universidade de Caxias do Sul (2000); mestrado em Turismo pela Universidade de Caxias do Sul (2004), MBA em Planejamento e Marketing do Turismo pela George Washington University (2009) e especialização em Gestão Pública Municipal pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2012). Foi presidente da Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo (Anseditur), além de vice-presidente para a América Latina da Aenotur. Atua nas áreas de gestão do turismo, planejamento, políticas, turismo rural e turismo sustentável.

Fotos: Alexandra Ungaratto

Trabalhadores já sacaram mais de R$ 37 bilhões de contas inativas do FGTS

Saques podem ser feitos no máximo até o dia 31 de julho

Os saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já somaram R$ 37 bilhões, divulgou na sexta-feira (23) a Caixa Econômica Federal. O montante corresponde a 84,8% dos R$ 43,2 bilhões autorizados para serem retirados por meio da Medida Provisória 763. Até a última quarta-feira (21), 22,1 milhões de trabalhadores haviam retirado os recursos. O total equivale a 72% dos 30,2 milhões de trabalhadores beneficiados pela medida provisória. Se for levado em conta apenas os trabalhadores nascidos de janeiro a novembro, para quem os recursos foram disponibilizados até agora, 79,7% efetuaram o saque. O saque dos beneficiários nascidos em dezembro começa em 14 de julho. Esse será o quinto e último lote de retiradas. Independentemente das próximas datas, quem fez aniversário nos meses anteriores ainda podem sacar os valores ou transferi-los para suas contas-correntes, mas a data limite para todos os trabalhadores vai até 31 de julho.

Quem pode sacar

Pode fazer o saque quem teve contratos de trabalho encerrados sem justa causa até 31 de dezembro de 2015. Valores até R$ 1,5 mil podem ser sacados nos terminais de autoatendimento com a Senha do Cidadão. Para valores de até R$ 3 mil, o saque pode ser feito com o Cartão do Cidadão e a senha no autoatendimento, em lotéricas e correspondentes Caixa. Acima de R$ 3 mil, os saques devem ser feitos nas agências do banco. A transferência de recursos de contas inativas do FGTS da Caixa para outros bancos poderá ser feita sem a cobrança de taxas, a pedido do trabalhador.

Fotos: Divulgação

Lei que permite descontos para compras feitas em dinheiro é sancionada

Os lojistas não serão obrigados a oferecer desconto aos consumidores nas compras feitas em dinheiro, após a sanção da lei que permite cobrar preços diferentes para um mesmo produto dependendo da forma de pagamento (cartão, dinheiro ou cheque). A informação é do Ministério da Fazenda.

O presidente Michel Temer sancionou a lei, nesta segunda-feira (26), só exige, caso o comerciante opte por oferecer o desconto, que o aviso esteja em local visível. Em caso de descumprimento, os comerciantes estarão sujeitos às punições previstas no Código de Defesa do Consumidor. A lei que regulamenta a diferenciação de preços tem como origem a Medida Provisória (MP) 764/2016. A cerimônia de assinatura da sanção presidencial ocorreu no fim da manhã desta segunda-feira, no Palácio do Planalto.

Além de permitir que os comerciantes cobrem preços diferenciados para um mesmo produto em função da forma de pagamento, a medida possibilita a variação do valor em função do prazo de pagamento. Antes da lei, a diferenciação de preços era proibida. A prática, porém, já era comum no comércio.

A diferenciação de preços já estava valendo, uma vez que ela foi apresentada por meio de MP. No entanto, como sofreu alterações durante a tramitação no Legislativo, precisou ser sancionada pela presidência da República para virar lei. A MP foi apresentada pelo Executivo, em meio a um pacote de medidas macroeconômicas que foram publicadas sob a justificativa de possibilitar o aumento da produtividade no país.

A expectativa é de que, ao permitir a diferenciação de preços, ela estimule a queda do valor médio cobrado pelos produtos, de forma a evitar que consumidores que não usam o cartão como forma de pagamento paguem as taxas dos cartões, quando embutidas nos preços dos produtos.

De acordo com o superintendente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Everton Correia, hoje a taxa cobrada nas operações com cartão varia de 5% a 7%.

Fotos: Divulgação