Justiça libera recurso retido de R$ 2,3 milhões no caso Ditália

No último dia 25 de maio, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, depois de negar em primeiro grau, determinou que os recursos retidos na Prefeitura de Monte Belo do Sul (R$ 2,3 milhões) deverão ser repassados para uma conta de Recuperação Judicial da Ditália Móveis Ltda.

“Não foi de forma normal e plena, se assim fosse, o dinheiro iria para a empresa. Neste caso, com base na recuperação, os recursos serão diretos para o processo, numa conta veiculada”, informou o advogado da empresa, Luciano Coutinho, em entrevista para Rádio Difusora 890.

O valor estava retido e só poderia ser liberado, mediante apresentação de certidões negativas de débitos do INSS e FGTS, o que até então não havia sido possível. Porém, o fato de buscar a lideração através do processo de Recuperação Judicial, foi fundamental, ainda de acordo com o advogado.

“Sempre falei para o pessoal que acreditava que a liberação era possível em âmbito judicial, mas veiculado ao processo de recuperação judicial”, acrescentou.

O valor é originário dos benefícios fiscais oferecidos pelo Município desde a implantação da empresa em Monte Belo do Sul. Entre os incentivos, o município comprometeu-se a devolver percentual do investimento da empresa através do reembolso mensal de parcela do ICMS incrementado pela sua atividade, conforme previsto na Lei Municipal.

Um projeto de incentivo chegou a tramitar na Câmara de Vereadores, porém, depois de aprovado, em nova tramitação foi vetado, até qualquer decisão judicial.

O prefeito Adenir Dallé foi procurado pela reportagem e informou que nesta semana deverá se manifestar sobre o caso. Entretanto, deverá seguir o que apontou a justiça, repassando os valores para a conta de recuperação judicial.

A Ditália Móveis já teve mais de 400 funcionários e desde a crise financeira, conta com cerca de 200.

Fotos: Divulgação – Ditália Móveis

Maiara e Maraisa atraem 5,5 mil pessoas na ExpoBento 2017

O movimento musical conhecido como ‘feminejo’ tomou conta da ExpoBento na noite de segunda-feira (12), a partir das 23h05, quando subiu ao palco da maior feira multissetorial do país a dupla Maiara e Maraisa. Perante um público de cerca de 5,5 mil pessoas, elas desfilaram charme e simpatia na performance de sucessos como “10 %”, “Medo Bobo”, “Cruzando os Dedos” e “Você faz Falta Aqui”. Além do talento musical, as cantoras conquistaram o público pelo carisma, nas frequentes interações com a plateia, demonstrando carinho especial por Bento Gonçalves.

Atração nacional na agenda de shows da ExpoBento 2017, a apresentação de Maiara & Maraisa colocou o município na rota da dupla que vem crescendo em reconhecimento por todas as regiões. Desde 2015, elas são presença constante na relação das músicas mais tocadas do país. “Oportunizamos ao público de Bento Gonçalves conhecer artistas importantes no cenário atual da cultura pop, um atrativo diferenciado que foi muito bem aceito – como comprovam os números de público”, avalia o diretor de eventos, Leocir Glowacki.

Também os talentos locais têm espaço garantido na ExpoBento: o palco da Praça Gastronômica recebe, de forma permanente, apresentações de músicos da região, permitindo que mostrem seu potencial para o público visitante da feira. Durante seus 11 dias, a ExpoBento terá mais de 80 shows variados na grade de programação. Até a noite de segunda-feira, a ExpoBento já havia registrado a passagem de mais de 90 mil visitantes. A expectativa é atingir a marca de 200 mil pessoas participantes até o próximo dia 18, quando a feira encerra em Bento Gonçalves.

Peças teatrais lotam Praça Gastronômica

Repleta de atividades para agradar toda a família, a programação da ExpoBento 2017 garante à cultura espaço de destaque, com uma série de apresentações teatrais entre os atrativos. A primeira delas, no domingo (11), lotou a Praça Gastronômica o espaço de espectadores para assistir à peça “Mas Bah Tchê – Como é Grande o meu Rio Grande”. Despertando o interesse de todas as idades, o espetáculo trouxe a construção da história do Rio Grande do Sul de forma dinâmica e divertida. Um grupo de cantadores gaúcho invade a cena para dar início a esta fascinante viagem pelo tempo.

Com muita música e humor, o teatro começou com a disputa de Portugal e Espanha pelo territórios no mundo, passando pelas grandes navegações, descobrimento do Brasil, até o desenvolvimento do território gaúcho, com os imigrantes e a Revolução Farroupilha. Representando a construção da cultura gaúcha, a peça cita o que açorianos, espanhóis, alemães, italianos e negros trouxeram ao Estado, tanto na música, danças e costumes, quanto na gastronomia. O texto é de Marcelo Aquino com direção de Elisa Machado.

A agenda teatral teve, também, na terça-feira (13), a peça A Menina da Biblioteca, com sucesso de público. Quem ainda não assistiu pode se programar para visitar a feira na quinta, dia 15: às 11h, é a vez do espetáculo Viajando no Suco de Uva, com apresentação também no domingo (18), às 15h30. Ainda pela manhã do dia de encerramento, às 11h, a peça Entrando pelo Cano estará levando sua mensagem para o público. As atividades poderão ser conferidas na Praça Gastronômica.

Fotos: Emerson Ribeiro

Cultura e gastronomia italiana protagonizam o passeio “Sabores da Serra”, até 5 de agosto

Giordani Turismo leva os visitantes a uma experiência única na Região Uva e Vinho da Serra Gaúcha, cheia de sabor e história nessa temporada de inverno

O passeio “Sabores da Serra”, criado pela Giordani Turismo na Serra Gaúcha, está disponível para reservas nos meses de junho, julho, encerrando em 5 de agosto. A programação acontece todos os sábados dessa temporada de inverno, na Vinícola Cainelli, uma casa fundada em 1929 e transformada em um museu interativo. Ali, através de registros históricos, é possível conhecer a trajetória dos primeiros imigrantes italianos, que começaram a chegar a Bento Gonçalves em 1875. O roteiro segue para Oficina de Capeletti, onde os turistas são apresentados à arte de produzir essa delícia, ao som da cantoria das ‘nonas’ italianas. Todos aprendem, na prática, a fazer a massa, rechear e fechar o capeletti que, em seguida, é cozido no saboroso caldo de galinha, feito ali mesmo. Enquanto essa sopa típica da região é preparada, na parte externa da vinícola acontece o Sapeco de Pinhões – legitima forma de preparo dessa semente pelos imigrantes italianos, com os pinhões colocados em meios às grimpas com fogo e sapecados para a degustação. Encerrando a programação, o visitante degusta a sopa feita com auxílio das nonas e pode conhecer o varejo local.

O pacote “Sabores da Serra”, da Giordani Turismo, inclui:

Visita ao Museu;

Oficina de Capeletti;

Sapeco de pinhões;

Degustação de sopa, vinho e suco de uva;

Visita ao Varejo.

Horário de saída: 14h (aos sábados).

Período: De 01 junho a 05 agosto de 2017.

Valor: A partir de 3 X de R$50 por pessoa

Formas de pagamento: cartões Visa, MasterCard e American Express.

Grupo Giordani Turismo – Informações para reservas:

Rua 13 de Maio, 581, Lj. 109, Centro, Bento Gonçalves (RS).

Reservas antecipadas pelo fone 54 3455-2788

e-mail faleconosco@giordaniturismo.com.br

compra online pelo site www.giordaniturismo.com.br .

Fotos: Divulgação

Cursos para aprender a comer e beber bem na ExpoBento 2017

Cookshows do Buona Forchetta e degustações na Praça das Vinícolas valorizam tradições gastronômicas da região

Os adeptos dos prazeres da boa mesa precisam ficar atentos para aproveitar as atrações que a ExpoBento 2017 oferece: cookshows com os mais talentosos chefes da região e degustações mostrando o melhor da produção vitivinícola local. Gratuitos para os visitantes da feira, esses atrativos valorizam o talento enogastronômico da Serra gaúcha – e, ainda, são um incentivo extra para curtir a onda gourmet também no dia a dia.

Quem quiser aprender a preparar deliciosos pratos, utilizando ingredientes locais tradicionais, deve participar das aulas do projeto Buona Forchetta. Todos os dias, renomados cozinheiros apresentam uma receita inédita, ensinando dicas e truques que garantem o sucesso do preparado. Depois de assistir às aulas é possível apreciar as delícias – e, então, aceitar o desafio de reproduzi-las em casa. Os cook shows têm vagas limitadas em 70 pessoas, com inscrições no local. O circuito contempla, também, espaço com foodtrucks, comandados por profissionais locais que trazem elaborados pratos para quem deseja uma refeição sofisticada.

Harmonizando com os sabores gastronômicos, os melhores vinhos e espumantes da região desfilam nas degustações oferecidas no winebar, na Praça das Vinícolas. No local é possível conhecer diferentes variedades das bebidas e, ainda, conferir dicas para melhor aprecia-las. A participação é gratuita, mediante inscrição, e as vagas são limitadas para a agenda de cada dia. “Quem visitar a ExpoBento terá essa oportunidade única de assistir a talentosos chefes, ao vivo, exercitando suas habilidades e compartilhando ótimas dicas para quem gosta de se aventurar na cozinha. E, depois, poderá brindar com nossa tão qualificada produção vinícola. Ao abrirmos espaço para esse atrativo na agenda da feira, queremos estimular as pessoas a valorizarem o que temos de melhor na região, apreciando e promovendo nossa cultura enogastronômica que é tão rica – em sabores e raízes”, comenta o Diretor de Projetos da ExpoBento 2017, Gianfranco Bellé.

Agenda dos Cook shows:

Quarta-feira: Cordeiro, com Daniel Castelli, às 19h30min.

Quinta-feira: Codorna, com Marcelo Schambeck, às 19h30min.

Sexta-feira: Pinhões, com Marcos Livi, às 19h30min.

Sábado: Tomates, com Alexandre Baggio, às 13h e às 19h30min.

Domingo: Farinha de milho, com César Nicolini, às 13h.

Agenda de degustações:

Dia 15:

13h: Vinícola Batistello

15h30: Gallon Sucos

17h30: Cave Antiga

Dia 17:

14h e 20h: Cursos Salton Buona Forchetta

Dia 18:

14h30: Vinícola Batistello

15h30: Cave Antiga

17h30: Vinícola Santa Bárbara

Foode trucks: Casa Vanni (dia 14); Sapore Piacere (dia 15); Champenoise Bistrô (dia 16); Café com Arte (dia 17) e Mamma Gema (dia 18).

Serviço

O que: ExpoBento 2017

Quando: até 18 de junho

Horários:

Segunda a Sexta-feira: das 18h às 22h30min

Sábados e Feriados: das 10h às 22h30min

Domingos: das 10h às 21h

Valores:

Segunda a sexta-feira R$ 5,00

Sábados, domingos e feriado R$ 10,00

Menores de 12 anos não pagam ingresso. Mais informações: no site www.expobento.com.br

Fotos: Emerson Ribeiro

Vinhos Marcus James chegam ao mercado em novas garrafas exclusivas

A linha de vinhos finos Marcus James, da Vinícola Aurora, acaba de chegar ao mercado em novas garrafas, com design elegante e contemporâneo, produzidas pela Verallia Brasil, com exclusividade para a Vinícola Aurora no país. A nova embalagem valoriza ainda mais esses vinhos, já consagrados no varejo brasileiro, e os destaca nas gôndolas.

Lourdes Conci, gerente de marketing da Vinícola Aurora, acredita que o resultado final atingiu o objetivo da empresa. “Temos certeza de que a novidade agregará valor para a marca e impulsionará as vendas do Marcus James, que estimamos tenha crescimento de 5% em 2017”, declara.

A linha de vinhos finos Marcus James inclui os rótulos Chardonnay, Riesling e Sauvignon Blanc (brancos), Pinotage, Pinot Noir, Tannat, Cabernet Sauvignon e Merlot (tintos). A marca Marcus James é composta também por também pelos espumantes Brut e Demi-Sec e os frisantes Happy Hour branco e rosé.

Líder no mercado brasileiro em sucos de uva integrais (marcas Aurora e Casa de Bento), em vinhos finos (marcas Aurora, Marcus James, Saint Germain, Clos des Nobles entre outros) e em coolers (Keep Cooler, Classic e Black), a Aurora tem em seu portfólio 13 marcas e mais de 200 itens. Está presente em todo o território brasileiro e exporta seus produtos para mais de 20 países.

Fotos: Divulgação

Buona Forchetta oferecendo experiências gastronômicas na ExpoBento

Não há como dissociar a Serra gaúcha do conceito de farta – e boa – gastronomia. As delícias da culinária local, que estão entre os mais saborosos atrativos da região, são as protagonistas do Buona Forchetta – a “cozinha” da ExpoBento 2017. Entre os dias 9 e 18 de junho, a Praça Gastronômica do Parque de Eventos transforma-se em um verdadeiro espaço de convivência e celebração ao redor da mesa.

O projeto assinado pelo grupo Destemperados, que valoriza a enogastronomia típicas, será uma oportunidade de experiência por meio dos sabores que fazem a fama da Serra. Um dos grandes destaques do Buona Forchetta serão os cook shows, espécie de aula gratuita e bate-papo com chefs, cada dia com um ingrediente em pauta – veja quadro abaixo. Os cook shows têm vagas limitadas em 70 pessoas, com inscrições no local.

Dentro da programação, ainda, o Food Truck Destemperados estará oferecendo ao público especialidades de alguns restaurantes ícones da região a cada dia do evento, com porções limitadas – veja quadro com a lista dos participantes. E, na Capital Nacional do Vinho, a bebida símbolo da cidade também tem lugar de destaque à mesa. O wine bar do Destemperados estará comercializando vinho em taça e em garrafa e também promoverá duas degustações, com número limitado de participantes e inscrições no local para a agenda de cada dia.

Cook shows

Cogumelos, com Altemir Pessali – dia 9, às 19h30min

Queijos, com Gabriel Rossi – dia 10, às 13h e 19h30min

Farinhas, com Mamadou Sène – dia 11, às 13h

Pato, com André Mifano – dia 12, às 19h30min

Hortaliças, com Rodrigo Belora – dia 13, às 19h30min

Cordeiro, com Daniel Castelli – dia 14, às 19h30min

Codorna, com Marcelo Schambeck – dia 15, às 19h30min

Pinhões, com Marcos Livi – dia 16, às 19h30min

Tomates, com Alexandre Baggio – dia 17, às 13h e às 19h30min

Farinha de milho, com César Nicolini – dia 18, às 13h

Food Truck Destemperados

Le Petit Sablé – dia 8

Hostaria Casacurta – dia 9

Di Paolo – dia 10

Valle Rústico – dia 11

Casa Madeira – dia 12

Primo Camilo – dia 13

Casa Vanni – dia 14

Sapore Piacere – dia 15

Champenoise Bistrô – dia 16

Café com Arte – dia 17

Mamma Gema – dia 18

Sobre a ExpoBento

A ExpoBento é a maior feira multissetorial do Brasil e, em 2017, de 8 a 18 de junho, estará em sua 27ª edição. Desde 1990 vem se reinventando, inovando e crescendo, a ponto de servir como referência no segmento de encontros de negócios e também na programação de lazer para toda a família. Realizada em Bento Gonçalves-RS, no Parque de Eventos do município, traz excelentes oportunidades comerciais para seus expositores, sejam eles industriários, comerciários ou prestadores de serviços. A feira espera atrair, neste ano, público superior a 200 mil visitantes.

Serviço

O que: ExpoBento 2017

Quando: de 08 a 18 de junho

Horários:

Segunda a Sexta-feira: das 18h às 22h30min

Sábados e Feriados: das 10h às 22h30min

Domingos: das 10h às 21h

Valores:

Segunda a sexta-feira R$ 5,00 (meia-entrada)

Sábados, domingos e feriado R$ 10,00

Menores de 12 anos não pagam ingresso.

Mais informações: no site www.expobento.com.br

Fotos: Divulgação

Um novo endereço para os produtos da Cooperativa Nova Aliança

Primeiro Empório Nova Aliança abriu no dia 2 de junho, na cidade de Farroupilha

A Cooperativa Nova Aliança, uma das maiores do setor vitivinícola no Brasil, inaugurou um novo espaço em Farroupilha. O Empório Nova Aliança abriu ao público na sexta-feira, dia 2 de junho, e reúne uma seleção de rótulos de vinhos, espumantes e sucos elaborados pela Cooperativa, além de produtos da gastronomia italiana. É a primeira loja da Nova Aliança com esse conceito e está localizada na Rua Júlio de Castilhos, 1.331, esquina com a Rua José Dala Riva, no Centro de Farroupilha.

O novo espaço faz parte da estratégia de expandir os negócios em Farroupilha e evidenciar os produtos da Cooperativa. Os vinhos, espumantes e sucos são o forte da casa. Nas prateleiras são encontrados os vinhos finos das linhas Cerro da Cruz e Santa Colina, espumantes Aliança e Santa Colina, vinhos de mesa São Victor e de outras marcas da Nova Aliança, além dos sucos integrais e orgânicos Aliança.

No Empório também é possível comprar pratos prontos resfriados e produtos para preparar os alimentos. Inspirados na cultura italiana, os alimentos são apresentados nas linhas gourmet e regional. No local, podem ser adquiridos azeite, queijo, chocolate e outras especiarias que harmonizam com os vinhos e sucos, mais pratos como massas artesanais, desde lasanha, capeletti e tortéi, ao típico colonial pien.

Ambiente

O primeiro empório da Cooperativa tem 155 m² e o projeto do interior do espaço é dos arquitetos caxienses Carla Todescato e Leonardo Bernardi.

A escolha da cidade de Farroupilha para iniciar o negócio, ressalta o diretor Administrativo da Nova Aliança, Rodrigo Colleoni, se deve à representação que ela tem no desenvolvimento regional e aos vínculos que a Cooperativa mantém com o município. Berço da imigração italiana no Rio Grande do Sul, Farroupilha tem expressividade em vários segmentos. Um deles é o setor vitivinícola. O município é o maior produtor de uvas moscato no Estado, principal variedade utilizada na elaboração de espumante moscatel. Em seu grupo de cerca de 900 associados, a Nova Aliança conta com 120 produtores farroupilhenses. Na Linha Jacinto, no interior de Farroupilha, a Cooperativa possui uma unidade de recebimento e processamento de uvas. A Nova Aliança também é uma das instituições que integram o projeto da Central de Cooperativas da Serra Gaúcha.

Atendimento
O Empório Nova Aliança atende nos seguintes horários: segunda-feira, das 11h às 19h; terça-feira a sexta-feira, das 9h às 19h; sábado, das 9h às 17h.

Sobre a Cooperativa

A Cooperativa Nova Aliança tem sede em Flores da Cunha. Conta com cerca de 900 associados e aproximadamente 220 funcionários. É fruto da união de cinco cooperativas tradicionais na região da Serra Gaúcha, que atuam no setor vitivinícola desde a década de 1930: Cooperativa Aliança e Cooperativa São Victor, de Caxias do Sul, Cooperativa São Pedro e Cooperativa Santo Antônio, de Flores da Cunha, e Cooperativa Linha Jacinto, de Farroupilha. A união das cooperativas ocorreu em 2010.

Sua moderna planta industrial, em Flores da Cunha, com 24 mil metros quadrados, foi inaugurada em 2014. Nas unidades em Flores da Cunha, Farroupilha e Santana do Livramento, a capacidade de processamento é de até 50 milhões de quilos de uva.

O portfólio de produtos da Nova Aliança apresenta vinhos finos, espumantes, sucos integral e orgânico, vinhos de mesa, néctares e outros derivados da uva, como cooler, sagu e quentão sem álcool. Os produtos da Nova Aliança são encontrados em diversas redes de supermercados da Região Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil. Em Caxias do Sul e Flores da Cunha, a Cooperativa mantém duas lojas de varejo.

Fotos: Julio César Dal Monte

Inscrições de amostras na Avaliação Nacional de Vinhos encerram em 10 dias

Vinícolas têm até o dia 23 de junho para inscreverem amostras em cinco categorias

O prazo para inscrição de amostras na 25ª Avaliação Nacional de Vinhos, maior evento do setor vitivinícola brasileiro, termina no dia 23 deste mês. As vinícolas têm apenas 15 dias para garantir a participação dos seus ‘tesouros’ da safra 2017. O grande momento do vinho brasileiro ocorrerá no Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, quando os 30% mais representativos em cada uma das cinco categorias serão apresentados a cerca de 850 apreciadores. A Avaliação é promovida pela Associação Brasileira de Enologia (ABE) e conta com coordenação técnica da Embrapa Uva e Vinho.

O presidente da ABE, enólogo Edegar Scortegagna, acredita que esta edição do evento deve se destacar pela qualidade das amostras. “A qualidade da safra 2017 mostra uma ótima matéria-prima, com potencial para que vinhos de excelência sejam elaborados”, comenta.

Serão aceitos vinhos de variedades vitis vinífera, secos, 100% varietais, da safra 2017, pertencentes a um lote representativo de pelo menos 4 mil litros. O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.enologia.org.br/avaliacao-nacional-de-vinhos. Encerradas as inscrições, a próxima etapa será a coleta de amostras, realizada por funcionários da Embrapa e/ou membro da diretoria da ABE, prevista para começar no dia 17 de julho.

A terceira fase envolverá cerca de 120 enólogos, que participarão da Degustação de Seleção no Laboratório de Análises Sensoriais da Embrapa Uva e Vinho, durante o mês de agosto. Às cegas, eles avaliarão cada amostra e o resultado somente será anunciado no dia 23 de setembro, no Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves. O público poderá degustar 16 amostras selecionadas, provando na taça a representatividade da Safra 2017. As inscrições para os apreciadores abrem somente no final de agosto.

Categorias de Amostras

CATEGORIA I

BRANCOS FINOS SECOS NÃO AROMÁTICOS

Elaborados a partir de variedade branca vinífera não aromática, conforme grupos:

Grupo A: Vinhos de variedade Chardonnay

Grupo B: vinhos de outras variedades não aromáticas

(3 amostras)

CATEGORIA II

BRANCOS FINOS SECOS AROMÁTICOS

Elaborados a partir de variedades brancas viníferas aromáticas.

(2 amostras)

CATEGORIA III

TINTOS FINOS SECOS

Elaborados a partir de qualquer variedade tinta vinífera.

(7 variedades)

CATEGORIA IV

TINTOS FINOS SECOS JOVENS

Elaborados a partir de qualquer variedade tinta vinífera, devendo ter um Índice de Polifenóis Total máximo de 50.

(1 amostra)

CATEGORIA V

VINHO BASE PARA ESPUMANTE

Elaborado a partir de qualquer variedade vinífera, sendo permitido o corte de variedades diferentes.

(3 amostras)

Informações pelo telefone (54) 3452.6289 ou pelo e-mail abe.adriane@terra.com.br.

Fotos: Jeferson Soldi

Desenvolvimento do enoturismo é tema de seminário

Ação promovida pelo Ministério do Turismo e Ibravin ocorre nesta terça (13) e quarta-feira (14), na Serra Gaúcha. Hotelaria, gastronomia e linhas de crédito estarão entre os assuntos em debate

Dados do Censo Vinícola realizado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) mostraram que pelo menos 25% das vinícolas gaúchas apostam no enoturismo como forma de impulsionar a receita e dar visibilidade aos seus produtos. O mesmo estudo, concluído em 2014, apontou que 64% vendem diretamente aos clientes que as visitam, seja por retirada no varejo ou por telefone e internet. Para ampliar ainda mais o número de empresas com atividades ligadas ao turismo, o Ministério do Turismo (MTur), em parceria com o Ibravin, promove o II Seminário “Enoturismo: Oportunidades e Perspectivas de Desenvolvimento”, nesta terça e quarta-feira, dias 13 e 14 de junho, em Pinto Bandeira e Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. A iniciativa tem o apoio da Prefeitura de Bento Gonçalves, do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (Segh) – Região Uva e Vinho e Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC).

A intenção é criar um ambiente propício em que empresários, agentes de governo e especialistas do ramo discutam os desafios, oportunidades e o alto potencial de desenvolvimento do enoturismo brasileiro com outras atividades, além da produção vitivinícola. A denominada hotelaria de charme ou boutique e a gastronomia gourmet estão entre as atividades que integram os roteiros de enoturismo. A primeira edição do seminário ocorreu em novembro do ano passado, durante o 28º Festuris Gramado – Feira Internacional do Turismo.

Para conhecer a realidade de empreendimentos que têm o enoturismo como foco, na terça-feira (13), a partir das 10h30min, será realizada uma visita técnica na Don Giovanni, em Pinto Bandeira (RS). A vinícola familiar oferece pousada, restaurante e visita guiada, um dos modelos que devem ser apresentados no seminário como alternativa de agregar valor aos produtos, ampliar a receita e divulgar a própria empresa e a região em que está inserida.

Na quarta-feira (14), com início às 15h, ocorrem as palestras com a arquiteta Vanja Hertcert, com o chef Rodrigo Bellora e com o diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo do MTur, Rogério Cóser. A programação do seminário ocorre em paralelo a ExpoBento, no salão de eventos do CIC, em Bento Gonçalves (RS).

O presidente do Ibravin, Dirceu Scottá, lembra que entre as vinícolas que não possuíam ações ligadas ao enoturismo quando foram questionadas pelo Censo, aproximadamente 42% manifestaram intenção de desenvolvê-las nos próximos cinco anos. “O enoturismo é cada vez mais uma atividade da qual temos de nos apropriar. Este seminário vai poder nos mostrar que são inúmeras as formas de atrair visitantes, seja pela paisagem, gastronomia e, principalmente, pelos nossos vinhos. Tudo isso, aliado a cultura do vinho que é destacada nas regiões vinícolas, forma uma excelente alternativa para quem busca uma experiência completa”, acredita. Scottá salienta outro dado importante registrado pelo estudo: 79% das vinícolas que trabalham fortemente com o enoturismo estão localizadas em roteiros turísticos.

O II Seminário “Enoturismo: Oportunidades e Perspectivas de Desenvolvimento” tem como público-alvo empresários, agentes de governo, especialistas e associações ligadas aos ramos turístico e vitivinícola. Para a visita técnica as vagas são limitadas e a inscrição pode ser feita pelo e-mail investimento@turismo.gov.br ou diretamente pelos telefones (61) 2023.7667/ 7663. Para participar do seminário, na quarta-feira (14), a inscrição é gratuita e deve ser realizada no sitewww.investimento.turismo.gov.br.

PROGRAMAÇÃO

DIA 13/06/2017

VISITA TÉCNICA – VINÍCOLA DON GIOVANNI

Horário: 10h30min

Endereço: VRS 805, Linha Amadeu, Km 12, em Pinto Bandeira (RS)

DIA 14/06/2017

II SEMINÁRIO ENOTURISMO: “OPORTUNIDADES E PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO”

Local: ExpoBento – Salão de eventos do CIC, na Alameda Fenavinho, 481, em Bento Gonçalves (RS)

15h: Boas-vindas do MTur

15h30min: Palestra “Sucesso com 7 suítes: Paisagem + Cultura + Arquitetura”, com a arquiteta Vanja Hertcert

16h: Palestra “Cozinha de Natureza”, com o chef Rodrigo Bellora

17h: Palestra “Linhas de Crédito no Turismo”, com o diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo do MTur, Rogério Cóser

17h30min: Coffee break
Inscrições: pelo e-mail investimento@turismo.gov.br ou diretamente pelos telefones (61) 2023.7680/7663.

DADOS SOBRE ENOTURISMO
O Censo Vinícola foi elaborado por demanda do Ibravin pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Divulgado no início de setembro de 2014, colheu impressões de 346 empresas produtoras de vinhos, espumantes e sucos em diversas regiões do Estado do Rio Grande do Sul, entre setembro de 2013 a maio de 2014. Este total representa 79% das empresas com contexto válido para pesquisa. À época, existiam 545 vinícolas ativas registradas no Cadastro Vinícola gaúcho.

· 25% das vinícolas informaram possuir alguma ação ligada ao enoturismo

· A participação da receita proveniente do enoturismo apresentou média de 15%

· 64% das vinícolas vendem diretamente aos clientes que as visitam, seja por retirada no varejo ou por telefone e internet

· Entre as vinícolas que possuem ações de enoturismo, 79% está inserida em algum roteiro turístico, sendo o Vale dos Vinhedos o referencial mais citado

· Dentre os que não possuem ações ligadas aos enoturismo, aproximadamente 42% têm intenção de desenvolvê-las nos próximos cinco anos

· 55,7% com ações de enoturismo recebeu, em 2013, até 500 visitantes, sendo predominantemente famílias. Na maioria dos casos (65%), os visitantes ficam sabendo a respeito da vinícola por recomendações de amigos ou familiares. A internet foi citada por 48% das vinícolas

· As principais formas de comunicação são recomendações dos clientes, o popular boca-a-boca (69,5% dos casos), e visitas aos clientes (51,8%). O site da empresa na internet foi citado por 30,8% das empresas

Fotos: Tatiana Cavagnolli

Dia do Vinho 2017 terá mais de 200 atividades espalhadas por três regiões do Brasil

Programação apresentada oficialmente em Santana do Livramento (RS), tem quase 40 ações de degustação e descontos de até 30% em vinícolas

Os números da programação lançada na noite desta quarta-feira (3), em Santana do Livramento (RS), são compatíveis com as dimensões adquiridas pelo Dia do Vinho em 2017. De 19 de maio a 4 de junho, mais de 200 atividades ligadas ao enoturismo ocorrerão de forma praticamente simultânea, espalhadas por três regiões do Brasil – graças à adesão do Vale do São Francisco, no Nordeste do país, que agora se une ao Roteiro de São Roque, no interior paulista, e a três regiões mais a capital do Rio Grande do Sul.

Para quem tem curiosidade em saber mais, iniciar-se no assunto ou simplesmente descomplicar-se no mundo do vinho, é uma verdadeira temporada de ser feliz:entre todos os territórios, serão quase 40 ações de degustação, incluindo oito cursos. Com uma vantagem tão típica do Dia do Vinho quanto as primeiras temperaturas mais baixas do ano, as vinícolas participantes terão produtos com descontos de até 30%.

“É o grande momento para quem quer conhecer ou visitar a região Uva e Vinho da Serra Gaúcha, o Vale Central Gaúcho, a Campanha Gaúcha, a região de São Roque ou o Vale do São Francisco, aproveitar a gastronomia, preparar o estoque de vinho para o inverno e ainda fazer um bom negócio. Porque há muitos descontos e promoções em vinícolas, hotéis e restaurantes, concentrados nestas duas semanas de celebração”, afirma o presidente do Sindicato Empresarial da Gastronomia e Hotelaria (Segh) Uva e Vinho, João Lei dens.

Quem passar por alguma das regiões engajadas na 8ª edição do Dia do Vinho poderá escolher entre 76 atividades oferecidas por 54 vinícolas e encontrar benefícios em mais de 60 restaurantes e 30 meios de hospedagem. E ainda harmonizar alguma das 37 ações de degustação (quem sabe um curso básico entre casais ou amigos?) com algum dos mais de 70 eventos específicos realizados apenas neste período do ano. Uma das vinícolas com programação especial, por exemplo, é ponto de parada do passeio da barca a vapor que percorre o Rio São Francisco, entre Juazeiro(BA) e Petrolina (PE).

“Não é sempre que o consumidor encontra tanta oferta de produtos de qualidade, com diversidade de características de três regiões do Brasil, a um preço tão acessível e ainda coma possibilidade de aproveitar um programa diferente. Os descontos nas vinícolas a tão poucos dias do início do inverno são realmente uma grande oportunidade”,avalia o presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Dirceu Scottá. A programação completa está no site dia dovinho.com.br.

Celebração na Campanha Gaúcha
Cerca de 200 pessoas, a maioria participantes do I Simpósio de Viticultura e Enologia da Região da Campanha Gaúcha, prestigiaram o lançamento oficial da programação do Dia do Vinho 2017, no Hotel Jandaia, em Santana do Livramento (RS). A solenidade na noite de quarta-feira (3), que atraiu também representantes de municípios da região Uva e Vinho da Serra Gaúcha até a fronteira com o Uruguai, marcou ainda a oficialização do Dia do Vinho na cidade, por parte do prefeito Solimar Charopen Gonçalves.

“É um dia histórico para o município, hoje um dos maiores produtores de uvas do país”,declarou o chefe do executivo, conhecido como Ico.

Para o diretor de Relações Institucionais do Ibravin, Carlos Paviani, o evento traz a marca da integração: “O Dia do Vinho é uma atividade que vai somando regiões e se consolida cada vez mais. Isto porque o enoturismo envolve três setores, desde o plantio e o cultivo da uva até a indústria. É um segmento que promove desenvolvimento regional, porque todas as atividades estão entrelaçadas”,declarou.

Com 16 empreendimentos vitícolas associados desde 2010 e respondendo por aproximadamente 15% da produção nacional de uva, a Associação dos Vinhos da Campanha Gaúcha viveu uma noite especial, em função do ineditismo do lançamento do Dia do Vinho em suas terras – cheias de significado.

“Este ano conseguimos dar início a alguns roteiros enoturísticos e agora começam a acontecer estes eventos que engrandecem o Dia do Vinho e a nossa região. O lançamento vindo para cá incentiva as vinícolas a investir mais no enoturismo.É uma oportunidade de se olhar para toda região. Aqui tem um lado histórico diferente da Serra Gaúcha. Teve guerras, tratados, disputas de fronteiras…Tem uma história que só pode ser contada aqui. É um grande potencial a ser explorado”, concluiu o presidente da Associação, René Ormazabal Moura.

Descubra o que e onde fazer
A programação completa do Dia do Vinho 2017 pode ser acessada no site diadovinho.com.br. O evento está nas redes sociais com os perfis facebook.com/diadovinho, instagram.com/diadovinho2017 e marcado com a hashtag#diadovinho2017.

Sobre o Dia do Vinho
O Dia do Vinho é realizado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin),pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul(Seapi-RS) e pelo Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (Segh) -Região Uva e Vinho, como resultado do Projeto Eventos Integrados e Integradores– reinterpretação da concepção de evento, fomentado pelo Ministério do Turismo.A lei que instituiu o Dia do Vinho no Rio Grande do Sul no primeiro domingo de junho de cada ano foi promulgada em 12 de dezembro de 2003. O projeto partiu doentão deputado estadual Iradir Pietroski.

A edição 2017 temo apoio das prefeituras municipais de Antônio Prado, Bento Gonçalves,Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira,Veranópolis e Vila Flores, além da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin), Associação dos Produtores de Vinhos de Pinto Bandeira (Asprovinho), Sindicato da Indústria do Vinho, do Mosto de Uva, dos Vinagres e Bebidas Derivados da Uva e do Vinho do Rio Grande do Sul (Sindivinho-RS), Roteiro dos Vinhos de São Roque (SP), Vinho VASF –Instituto do Vinho Vale do São Francisco, Associação dos Viticultores do Vale Central Gaúcho, Associação Vinhos da Campanha, Atuaserra, Aenotur, PhoenixEventos e o patrocínio máster de Verallia.

Em números – Dia do Vinho 2017

215 atividades programadas

76 atividades em vinícolas (sendo que a mesma vinícola pode oferecer várias atividades diferentes)

54 vinícolas participantes

30 vinícolas oferecendo descontos de 10% a 30%

37 atividades de degustação, incluindo cursos

Mais de 70 eventos específicos para o Dia do Vinho

Mais de 60 restaurantes participantes

Aproximadamente 30 meios de hospedagem envolvidos

Três regiões do Brasil (Sul, Sudeste e Nordeste)engajadas

Antônio Prado
Bento Gonçalves
Caxias do Sul
Farroupilha
Flores da Cunha
Garibaldi
Monte Belo do Sul
Pinto Bandeira
Veranópolis
Vila Flores

Participação da Campanha Gaúcha, por meio da Associação Vinhos da Campanha Gaúcha

Bagé
Dom Pedrito
Itaqui

Participação do Vale Central Gaúcho, por meio da Associação dos Viticultores do Vale Central Gaúcho
Itaara
Santa Maria
São João do Polêsine

Silveira Martins

Participação de Porto Alegre com eventos especiais

Participação do Roteiro de São Roque (SP), por meio do Roteiro Vinhos de São Roque

Participação do Vale do São Francisco, por meio do Vinho VASF – Instituto do Vinho Vale do São Francisco

Fotos: Gabriel de Aguiar Izidoro/Dia do Vinho