Motorista vai ter que fazer 2 balizas para tirar a CNH

Baliza é o terror dos candidatos à CNH (Foto: Reprodução EPTV)

Se a prova da baliza já é o terror dos solicitantes da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B (carros de passeio), a situação deve piorar a partir de junho deste ano, quando os inspetores devem exigir duas manobras no teste, uma paralela à calçada e outra perpendicular.
Atualmente, apenas uma manobra do tipo é exigida. Quem define qual é necessária para passar na prova é o Detran de cada estado. Isso deve valer só até 5 de junho.
Para padronizar as provas em todo o país, o Contran publicou na última semana uma resolução que exigirá de todos os alunos os dois tipos de manobras.
Ou seja, para ser aprovado, o condutor deverá fazer uma manobra de estacionamento paralelo ao meio fio e também uma entrada perpendicular à calçada, simulando uma garagem, com a retirada do veículo.
O comprimento e a largura da vaga continuam os mesmos: tamanho do veículo mais 40%. O tempo máximo para fazer cada uma das manobras é de cinco minutos, com no máximo três tentativas.
O candidato será eliminado da prova de baliza se somar 5 pontos ou mais em faltas.

Falta gravíssima (5 pontos): provocar acidente, estourar o tempo e as tentativas de baliza, subir no meio fio, encostar ou derrubar a baliza, deixar de dar preferência a pedestre e bicicleta, não completar alguma etapa do exame.

Falta grave (4 pontos): perder o controle avançando sobre outra faixa, deixar a porta aberta ou semiaberta, não sinalizar a manobra, não usar cinto de segurança, não acionar o limpador de para-brisa sob chuva.

Falta média (3 pontos): fazer o percurso sem estar com o freio de mão totalmente livre, deixar o carro morrer, dirigir com apenas uma mão (exceto quando mudar marcha ou sinalizar), sair com o carro sem olhar no retrovisor fazendo movimento para diminuir o ponto cego e utilizar as marchas de maneira incorreta.

Falta leve (2 pontos): falhar no ajuste do banco, não arrumar os espelhos retrovisores, interpretar incorretamente o painel de instrumentos, dar partida sem estar em ponto morto ou acionar a embreagem, tentar sair sem engatar marcha, usar a buzina ou as luzes do veículo incorretamente, encostar no meio fio.

CNH para moto e ‘cinquentinha’ terá aulas e exames nas ruas

Motociclistas terão aulas e exame em vias públicas para tirar CNH (Foto: Honda/Divulgação)

Quem quiser tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) da categoria A (motos) ou ACC (ciclomotores) terá que fazer aulas e exames em vias públicas a partir de junho deste ano.
Atualmente, os candidatos a primeira habilitação rodam com os veículos apenas em circuito fechado. Essa fase em local fechado será mantida, e a etapa em vias públicas adicionada a partir de 5 de junho.
A carga horária de 20 horas/aula do curso prático foi mantida. No entanto, ela foi dividida entre 10 horas/aula em circuito fechado e outras 10 horas/aula em vias públicas.
Para os ciclomotores, as 10 horas/aula foram divididas em 4 horas/aula em circuito fechado e 6 horas/aula em vias públicas.
A mudança foi promovida pelo Conselho Nacional de Trânsito ( ), que redefiniu a formação de condutores no Brasil em uma resolução publicada na última semana. Outra alteração está na renovação da CNH, que passará a exigir curso e prova teórica.

Como será o processo para habilitação de motos?
Categoria A (motos)

Avaliação Psicológica, exame de aptidão física e mental;
Cursos teóricos: básico (25 horas/aula) e específico (20 horas/aula);
Exame teórico;
Curso de prática de direção veicular em circuito fechado (10 horas/aula);
Exame de direção veicular em circuito fechado;
Curso de prática de direção veicular em via pública (10 horas/aula);
Exame de direção veicular em via pública.
Categoria ACC (ciclomotores)

Avaliação psicológica, exame de aptidão física e mental;
Cursos teóricos: básico (20 horas/aula);
Exame teórico;
Curso de prática de direção veicular em circuito fechado (4 horas/aula);
Exame de direção veicular em circuito fechado;
Curso de prática de direção veicular em via pública (6 horas/aula);
Exame de direção veicular em via pública.

Motociclista fará dois exames práticos
Com as mudanças, os candidados começarão fazendo curso em circuito fechado para depois realizar o primeiro exame prático, ainda em local fechado. Sendo aprovado nesta etapa, os alunos passam a fazer aulas nas ruas para depois fazer a segunda prova, essa sim nas ruas.

Aulas teóricas também mudam
Outra alteração está no conteúdo das aulas teóricas para motos. Apesar de manter o total de 45 horas/aula, a partir de junho serão divididas em 25 horas/aula de material básico e 20 horas/aula material específico sobre motos.
Isso muda também a quantidade de horas/aula para quem desejar tirar as habilitações A e B (carros) ao mesmo tempo. Como existirá o material específico para motos, o aluno terá que fazer outras 20 horas/aula de conteúdo sobre carros, chegando ao total de 65 horas/aula.

Brigada Militar apreende três pés de maconha em Santa Tereza

A Brigada Militar apreendeu três pés de maconha em Santa Tereza, na tarde de quinta-feira, 15. Após denúncia anônima, policiais militares deslocaram-se até a Linha José Júlio, na Rua Ferdinando Ferronato, onde localizou as plantas no fundo de uma casa.
O morador, de 33 anos, foi preso e conduzido até a Delegacia de Polícia de Bento Gonçalves.

PRF realiza operação de Ffalização de trânsito na BR 470 e atua 50 condutores

Foram retidos 21 documentos de veiculos (CRLV) e 2 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH), 50 condutores foram autuados

A Policia Rodoviária Federal realizou na noite da sexta-feira,16, e na madrugada do sábado, 17,  uma operação entre Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, com ênfase na fiscalização de trânsito.
A operação da PRF foi realizada nos locais com maiores índices de acidentes, com intuito de coibir excessos na condução dos veículos automotores, aumentar a sensação de segurança e reduzir a acidentalidade.
Foram fiscalizados 224 pessoas, 190 veículos e realizados 82 testes de embriaguez.
Foram retidos 21 documentos de veículos (CRLV) e 2 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH), 50 condutores foram autuados, numa das abordagens, em Garibaldi, um condutor foi detido por estar com a CNH suspensa. Três veículos foram removidos e um veículo foi apreendido.

Presos provisórios do RS poderão votar nas eleições 2018

Cezar Schirmer: “Ação conjunta permitirá o exercício pleno de um dos principais componentes da cidadania” – Foto: Rodrigo Ziebell/SSP

Um acordo firmado entre órgãos federais e estaduais permitirá que presos provisórios do Rio Grande do Sul votem nas eleições deste ano. O termo de cooperação, oficializado nesta sexta-feira (16), beneficiará cerca de 10 mil detentos em 30 unidades prisionais gaúchas.
A parceria une 12 instituições para garantir o direito ao voto a presos provisórios, sem condenação criminal transitada em julgado. “Uma ação conjunta que permitirá o exercício pleno de um dos principais componentes da cidadania”, destaca o secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer.
Serão instaladas seções eleitorais especiais nos estabelecimentos que apresentarem condições de infraestrutura e segurança. Adolescentes internados de 11 unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase) também poderão participar do pleito desde que sejam maiores de 16 e menores de 21 anos, recolhidos sob medida socioeducativa de internação ou internação provisória.
Caberá ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) a escolha dos locais onde haverá votação. Esta decisão ocorrerá a partir das informações apresentadas pela Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), Brigada Militar (BM) e Fase. “Trata-se de um processo complexo, que não seria possível sem a cooperação de todas as instituições envolvidas”, frisa o desembargador Carlos Cine Marchionatti, presidente do TRE-RS.
Atualmente, o Estado possui cerca de 14 mil presos provisórios. De acordo com o superintendente da Susepe, Ângelo Carneiro, o convênio abrangerá aproximadamente 10 mil. “Trabalharemos para realizar o censo dos potenciais eleitores, mobilizar a massa carcerária e garantir a segurança de todos os envolvidos”, assegura.
Também participam da parceria o Ministério Público Eleitoral (MPE), Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS), Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), Defensoria Pública do Rio Grande do Sul (DPRS), Defensoria Pública da União (DPU) e a seccional do Rio Grande do Sul da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

3º BPAT encerra mês de fevereiro com apreensões históricas de armas

O 3º Bpat (3º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas), Batalhão da Brigada Militar com sede em Bento Gonçalves e responsável pelo policiamento ostensivo de outros 24 municípios em seu entorno, encerrou o mês de fevereiro de 2018 com um saldo extremamente positivo na atuação frente a ocorrências de repercussão e na apreensão de armamento de grosso calibre, drogas, e prisão de indivíduos de alta periculosidade.
As ações tiveram início em 06 de Fevereiro, quando na parte da manhã uma quadrilha fortemente armada realizou o roubo à um carro forte na BR 470, Serra do Rio das Antas, em Bento Gonçalves. Através de um cerco policial os criminosos foram interceptados na RS 444, pela Brigada Militar e PRF, na entrada do município de Monte Belo do Sul, região do Vale dos Vinhedos. Na ocasião ocorreu intenso confronto armado, três homens foram presos, mais de R$ 800.000,00 (Oitocentos mil reais) roubados do carro forte foram recuperados, armas de grosso calibre foram apreendidas, incluindo uma metralhadora Brownning .50, armamento de guerra, de uso exclusivo das forças armadas. Nenhum policial ou cidadão de bem ficou ferido durante a ação.
Em operações realizadas no município de Guaporé, nos dias 23 e 26 de fevereiro, mais armas foram apreendidas pela Brigada Militar. Durante as ações ocorridas nos bairros Promorar, Vila Verde e Canecão, 8 pessoas foram presas, 2 adolescentes apreendidos, 9 armas e mais de 2 Kg de drogas foram apreendidas.
Ressalta-se que as armas como os fuzis, de calibre 7.62 e 556, e a inusitada metralhadora .50 (primeira apreensão de uma arma desse porte no Estado), são armas utilizadas para a guerra, pelas forças armadas, sendo incomum apreensões no cotidiano policial.
Com isso o 3º Bpat fecha o mês de fevereiro com o total de 21 armas apreendidas e retiradas de circulação, conforme tabela. Para se ter uma ideia do aumento, no mesmo período de 2017, três armas haviam sido apreendidas na área do Batalhão.

Fonte: Brigada Militar – 3º BPAT

Homem morre após acidente em Pinto Bandeira

A colisão frontal entre um Sandero e um Focus ocorreu no km 06 da RS-855 Foto: Divulgação

Um acidente entre dois carros no interior de Pinto Bandeira, na Serra Gaúcha, deixou uma pessoa morta e outra ferida na manhã desta terça-feira. A colisão frontal entre um Sandero e um Focus ocorreu no km 06 da RS-855, entre Pinto Bandeira e Bento Gonçalves.
Conforme informações preliminares do Grupo Rodoviário da Brigada Militar de Farroupilha, que foi chamado para atender a ocorrência por volta das 9h30min, o Sandero trafegava em direção a Bento Gonçalves e Focus seguia no sentido contrário.
O condutor do Sandero, Felix Rossi Mauri, de 37 anos, morreu no local. Já o motorista do Focus ficou ferido e foi encaminhado ao Hospital Tacchini.

Balada Segura registra redução de 40% nos flagrantes de embriaguez

Operação Balada Segura na Av. Plínio Brasil Milano. Foto: Claudio Fachel/Palácio Piratini

No mês em que completou sete anos, a Balada Segura comemora uma redução de 40% da proporção de motoristas flagrados sob o efeito de álcool nas blitze. Os dados coletados em 34 municípios conveniados e mais o Litoral no período de veraneio somam os etilômetros positivos e as recusas a realizar o teste. O balanço de aniversário do programa foi apresentado pelo diretor-geral da Autarquia, Ildo Mário Szinvelski, na Assembleia de Verão da Federação dos Municípios (Famurs) nessa quinta-feira (22), em Torres.

Em 2011, quando o programa foi lançado em Porto Alegre, a proporção dos flagrantes de embriaguez entre os abordados na operação era de 12%. Esse percentual vem caindo gradualmente ao longo dos anos, chegando em 2017 a 7% dos motoristas que “caíram” na blitz e tinham álcool no sangue ou recusaram-se a fazer o teste (o que a legislação considera similar e, portanto, aplica as mesmas penalidades). Do total de 5,3 mil motoristas abordados no ano de estreia da Balada Segura, um total de 647 motoristas foram retirados de circulação nas 103 blitze realizadas.

Em 2017, foram 134 mil abordagens na Balada Segura. Contando-se os 2,8 mil testes positivos com as sete mil recusas, a Balada Segura impediu 9,8 mil motoristas alcoolizados (ou sob suspeita de ter ingerido álcool) de seguir viagem colocando em risco a vida dos demais.

Estimulando as prefeituras a aderirem ao programa, Szinvelski falou que a redução gradual do percentual de autuados nas blitze da Balada Segura demonstra a eficiência do programa. “Com o endurecimento da fiscalização e com as ações educativas, as pessoas compreenderam o tamanho do risco de dirigir sob o efeito de álcool. Investir em prevenção representa economia de gastos em saúde, em previdência social e, principalmente, vidas humanas salvas”.

Abordagens

Além de aumentar o número de municípios conveniados – foram quatro novas adesões em 2017 – a Balada Segura aumentou o número de abordagens nos 34 municípios em que atua. O aumento foi de 38% em relação ao ano anterior e de 240% em relação ao primeiro ano. Nesses sete anos de história, já foram abordados na Balada Segura 440,8 mil condutores, quase dez por cento das pessoas que possuem CNH no Estado. Foram mais de sete mil blitz realizadas e 414,3 mil testes de etilômetro aplicados. Somando-se testes positivos e recusas, foram 37,8 mil motoristas retirados de circulação. As blitze da Balada Segura também registram diversas ocorrências e prisões. Somente por crimes de trânsito, foram presos nesse período de sete anos 2,1 mil motoristas por dirigir embriagados.

Acidentes

Durante os sete anos da Balada Segura, o Rio Grande do Sul registrou uma redução de 37,6% das mortes durantes as noites e madrugadas em vias municipais nos municípios que possuem Balada Segura. Em 2010, ano anterior ao início do programa, foram 470 mortes dentro de cidades gaúchas. No ano passado, foram 293 óbitos. Longe de ser um fato a se comemorar, o resultado só mostra a importância de reforçar os programas de segurança no trânsito existentes e desenvolver novos. Em Porto Alegre, onde o programa está há mais tempo e atua mais fortemente em blitze diárias (às vezes simultâneas) com agentes da EPTC e duas equipes do DetranRS, a redução de acidentes com morte nas noites e madrugadas segue em tendência de queda, com algumas oscilações no período. Em relação a 2010, ano anterior ao início da Balada Segura, os números do ano passado apontam uma redução significativa nos acidentes durante as noites e madrugadas. Dados da EPTC apontam para uma redução de 35,6% nos acidentes com mortes, 40% nos acidentes com lesão e 72% nos acidentes com danos materiais

Motociclista morre ao colidir contra caminhão

O acidente aconteceu na manhã desta sexta-feria,23, por volta das 9h45min na Linha 19

 

Foto: Rádio Difussora

Um motociclista morreu após bater em um caminhão na BR-470, KM 237 em Carlos Barbosa. O acidente aconteceu na manhã desta sexta-feria,23, por volta das 9h45min na Linha 19.
De acordo com informações o condutor da moto seguia pela rodovia e iria acessar uma estrada de chão secundária, nas proximidades de uma gruta, quando foi atingido pelo caminhão.
Os Bombeiros Voluntários de Carlos Barbosa atenderam a ocorrência e prestaram atendimentos ao motociclista. Infelizmente, ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Brigada Militar troca tiros com criminoso que assaltou carro forte na Serra

Foto: Divulgação

Um intenso confronto entre a Brigada Militar de Vera Cruz e um criminoso que participou de um ataque a carro forte na Serra gaúcha foi registrado na madrugada desta quarta-feira (21). O confronto ocorreu por volta da 1h, próximo ao viaduto que liga a RSC-153 a RSC-287. O criminoso tripulava um Ford Fiesta, com placas de Guaporé, roubado no município de Dois Lajeados.
Segundo informações da Brigada Militar, o bandido investiu contra as guarnições de serviço durante a tentativa de abordagem. Durante o tiroteio ele perdeu o controle do veículo e colidiu em um árvore, à margem da RSC-153. O veículo foi apreendido, assim como cinco celulares encontrados no interior do Fiesta.
Após colidir em uma árvore, o criminoso fugiu a pé em direção a Linha Ferraz, interior de Vera Cruz. A Brigada Militar pede ajuda da comunidade na tentativa de localizar o suspeito. Identificado como Luciano Machado da Silva, de 34 anos, o indivíduo mede cerca de 1,80, é magro, tem tatuagens nos dois braços, é negro e está armado. Quando roubou o veículo em Dois Lajeados, Silva usava uma roupa camuflada, mas não é possível afirmar que ele ainda usa as mesmas vestimentas.

Um cerco policial foi montado nas proximidades do confronto, com o apoio de policiais de todo o Comando Regional.

O ataque ao carro forte
O crime foi praticado no último dia 6. Na ação, a quadrilha assaltou um carro forte na BR-470, em Veranópolis. Três criminosos foram presos horas após o crime e um outro assaltante foi detido na semana passada. As forças policiais conseguiram recuperar R$ 828 mil que foram retirados do cofre do blindado da Brinks. No total, o carro-forte transportava cerca de R$ 950 mil, sendo que R$ 122 mil foram levados pelos outros ladrões que escaparam do cerco na região. Até agora, quatro homens foram presos, outros dois conseguiram escapar e a polícia acredita que dois a três ainda possam estar soltos na região.
Dentre os materiais apreendidos, o destaque é para uma metralhadora .50, arma de uso exclusivo das Forças Armadas. Foi a primeira vez que uma arma desse tipo foi apreendida no Estado.