Pesquisadores desenvolvem nova variedade de pera em Santa Catarina

No Oeste catarinense, depois de 18 anos de estudos e testes, pesquisadores chegaram a uma nova variedade de pera. É a primeira desenvolvida no Brasil, de acordo com as características do clima local. A Epagri tem investindo em pesquisas pra incentivar o cultivo da pera no estado, já que hoje Santa Catarina ainda exporta 90% do que consome. Em Santa Catarina são apenas 85 agricultores.

“Nossa região tem cerca de 550 horas de frio. Então essa pera está produzindo bem aqui. O interessante é que ela mantém uma uniformidade de peso de fruto lá na planta, então isso é bom comercialmente. E todo ano tem produzido, não tem alternado, o que é algo interessante”, diz Ivan Faoro, pesquisador da Epagri em Caçador, sobre a pera “carolina”, de sabor mais leve e equilibrado.

Apesar de exigir mais cuidados, a pera tem rendimento cinco vezes maior do que a maçã. No entanto, ainda levará um tempo para a nova variedade chegar ao consumidor final. “Toda fruta que a gente lança tem um tempo para entrar no mercado. Primeiro tem que começar a produção de mudas pelos produtores, depois o plantio. Pode esperar que essa pesa começa a chegar ao mercado daqui a uns três anos”, diz o pesquisador.

Embaladas na árvore

Já a colônia japonesa em Frei Rogério cultiva uma pera mais doce, suculenta e pesada: algumas chegam a mais de 2 quilos. Para mantê-las longe do excesso de agrotóxicos, os produtores cultivam as frutas dentro de pacotes de papel nas árvores.

0 respostas

Deixe uma resposta

Comente este artigo
Descreva sua opinião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.