“Sou agricultor e tenho orgulho é de ter feito parte por 12 anos do Conselho Administrativo da Cooperativa Vinícola Aurora”, Dino Pavan

Nas famílias Moroni e Pavan o trabalho na roça faz parte da história e do futuro. Na Linha Anunciata, em Pinto Bandeira, as famílias trabalham juntas e dividem o amor pela agricultura e pela Aurora

O amor pela terra. O orgulho de trabalhar no que é seu e de ser associado na maior vinícola do Brasil, a Cooperativa Aurora. A força para superar as adversidades. Estas são algumas das definições possíveis para as famílias Moroni e Pavan, da Linha Anunciata, interior do município de Pinto Bandeira. Para o casal Lucinda De Toni Pavan, 65 anos, e Dino Pavan, 68 a agricultura e a vida no meio rural têm um significado especial. Quem também vive na propriedade é o genro, Vilmar Moroni, 38 anos, a filha Édena Pavan Moroni, 36, e os netos Álvaro de 11 anos e Helena de oito.

Dino Pavan, viticultor há mais de 50 anos, hoje não abre mão de pescar, estar com a família, tomar um bom vinho, jogar cartas na companhia dos amigos é e claro brincar com os netos. Fez parte do Conselho Administrativo da Cooperativa Vinícola Aurora por doze anos e dois anos como vice-presidente. Atualmente Pavan faz parte do Conselho fiscal da Aurora “foram vários anos dedicados à família Aurora. Adquiri experiência. Conheci o funcionamento da Vinícola. Sou representante dos associados e meu trabalho aqui é dar assistência a eles e acompanhar o andamento da cooperativa. O momento mais marcante da minha trajetória profissional foi quando assumi o meu primeiro mandato na cooperativa. Foi um sentimento marcante e hoje sinto orgulho detudo, mas sempre devemos estar com os olhos bem abertos e atentos” diz Pavan.

“Passamos por um momento difícil, vividos na época da crise. Tínhamos todo o dinheiro na cooperativa, e nada em banco, quando deu o “estouro”, de um dia para o outro, nos vimos sem nada. Você tinha e não tinha. As pessoas conheciam nossa família e nos ajudavam. Assim, aos poucos, começamos a nos erguer, seguindo nosso trabalho, acreditando que seria apenas uma fase, um momento difícil. Nunca deixamos de acredita e nem perdemos a confiança” lembra Édena. “Temos orgulho em sermos Aurora. Vinhos reconhecidos, com conquista de vários prêmios e produtos que já receberam diversas medalhas. Somos uma mesma família, que se apoia nos momentos difíceis e comemora junto nas vitórias. Também temos segurança na venda da uva, além da vantagem na compra de insumos, geralmente vendidos com preços mais baixos pela cooperativa para nos associados” diz Vilmar Moroni.

A propriedade tem cerca de 10 hectares e a família trabalha junto, com produção de uvas “Muita coisa mudou desde que trabalhávamos com nossos pais. Hoje trabalhamos mais para ter menos lucro, porém hoje temos mais tranquilidade, com uso de máquinas, por exemplo. Agora com os Bins temos mais facilidade na colheita, facilita nossa mão de obra. A força antes era feita com o corpo agora é com a máquina” avalia Moroni.

Fotos: Marlove Perin

0 respostas

Deixe uma resposta

Comente este artigo
Descreva sua opinião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.