Irrigação por gotejamento é utilizada para melhorar qualidade de frutos

 

 

Técnico Agrícola Flavio Dallé com o produtor Idiomar Dalla Costa Fotos: Marlove Perin

Produtor Idiomar Dalla Costa

 A cada ano os fatores climáticos vêm afetando diretamente na produtividade e na qualidade das frutas produzidas em nossa região, vendo isso, produtores vêm buscando cada vez mais recursos para diminuir essas perdas. A irrigação vem tomando espaço e está dando resultados positivos, principalmente quando ocorrem estiagens prolongadas como ocorreu nos meses de novembro e dezembro desse último ano.
Na cidade de Pinto Bandeira, na Linha Jacinto, o produtor Idiomar Dalla Costa, se destaca no plantio de ameixa e pêssego utilizando a técnica de irrigação por gotejamento, um sistema que tem ganhado cada vez mais espaço nos últimos anos. Em uma propriedade localizada na Zona Rural da cidade, o agricultor investiu em três hectares de fruta. A família ajuda no serviço que também conta com trabalhadores diarista em época de colheita.
Esta técnica objetiva economia da água e a eficiência na distribuição de fertilizantes. Nesse sistema, a água corre sob pressão por tubos de polietileno os quais permitem o gotejo próximo a raiz da planta. Como a água penetra diretamente no solo, seu aproveitamento chega a 95%. De acordo com estudos, se essa técnica for aliada à fertirrigação, o solo absorve mais rapidamente os nutrientes, evitando desperdício e, em pouco tempo, os resultados são visíveis.
Para o agricultor, a técnica tem suprido todas as demandas de suas atividades. “A irrigação por gotejo
tem por finalidade uma grande economia de água. Estou experimentando este sistema há um ano. Vejo grande vantagem em dosar água e fertilizantes bem próximos as necessidades de cada cultura. A economia de água esta no não desperdício, usando somente o que a planta necessita” relata. Ainda segundo o produtor outro grande diferença que é possível identificar é a qualidade do fruto com mais cor e calibre.

Pelo sistema de irrigação por gotejamento, a água é levada sob pressão por tubos até os pomares. Depois, é aplicada no solo por meio de emissores também chamados de gotejadores. Para adicionar os adubos na água é utilizado um injetor chamado de Venturi (foto). O mesmo permite dosar a quantidade de fertilizante desejada

Quando a tecnologia de fertirrigação – que leva água e nutrientes diretamente na raiz da planta – é aplicada desde a implantação do pomar, garante melhores condições para o início da produção de frutos. Características como um maior número de ramos e altura podem facilmente ser identificadas quando comparamos ao manejo convencional. Isso resulta em uma melhor condução da planta e consequentemente em maiores produtividades.
Segundo Técnico Agrícola Flavio Dallé, proprietário da Dalleagro Comerciode Produtos Agrícolas, que elabora projetos e comercializa sistemas completos de irrigação, “O sistema de gotejamento é a forma que o produtor de nossa região encontrou para investir na irrigação pois não temos grandes reservatórios de água e o gotejamento permite a racionalidade da água e eficiência na aplicação dos fertilizantes com baixo custo. Sabe-se que as plantas exigem determinados nutrientes em diferentes estágios e a fertirrigação permite que façamos isso” explica.
Além das vantagens visíveis que a irrigação por gotejamento traz ao pomar, o produtor sente a mudança também no bolso. Ao investir na tecnologia, ele também investe em sustentabilidade.
A fertirrigação nutrirrigação é um ponto chave para o rendimento da safra, principalmente durante a florada e no desenvolvimento do fruto. A tecnologia garante uma maior produtividade com um maior calibre e coloração, além de antecipar e aumentara primeira safra do pomar.
Pelo sistema de irrigação por gotejamento, a água é levada sob pressão por tubos até os pomares. Depois, é aplicada no solo por meio de emissores também chamados e gotejadores. Para adicionar os adubos na água é utilizado um injetor chamado de Venturi. O mesmo permite dosar a quantidade de fertilizante desejada É bom lembrar que o sistema mais adequado para cada situação vai depender, além da cultura a ser implantada, de estudos prévios feitos por profissionais habilitados para desenvolver o projeto de irrigação.