Máquina transforma lixo orgânico em energia

Empresa brasileira cria tecnologia que produz até três horas de gás por dia utilizando restos de alimentos e ainda gera adubo natural.

segundo dados do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), o material orgânico corresponde a 57% do volume total de resíduos produzido no país. Mesmo que a maioria do material ainda ser destinado ao aterro sanitário, é possível reaproveitá-lo por meio da reciclagem ou da compostagem, mas uma empresa israelense decidiu ir além. Eles criaram uma máquina que utiliza os restos de alimentos para a produzir energia em forma de gás de cozinha e gerar um fertilizante líquido natural como subproduto.

Foto: HomeBiogas produz até 3h de gás por dia // Divulgação/HomeBiogas

Presente já em mais de 70 países, o equipamento é um sistema autônomo projetado para que o consumidor adapte seu funcionamento de acordo com a sua necessidade. Primeiro, é preciso estimular a reprodução de bactérias, que ficam no biodigestor. Depois basta adicionar 100 litros de estrume animal e água. Em até duas semanas, o gás começa a ser produzido no compartimento e já pode ser empregado na cozinha. Segundo a empresa, com três quilos de lixo orgânico é possível gerar até três horas de gás para consumo diário.

Batizado de HomeBiogas, o equipamento também produz um biofertilizante líquido, orgânico e natural, como subproduto, perfeito para ser usado na jardinagem e em agricultura de pequena escala. A maquina recebe qualquer tipo de lixo orgânico, como legumes, vegetais, frutas in natura incluindo e até mesmo os óleos

Foto: Com três quilos de lixo orgânico, é possível gerar três horas de gás para consumo diário // Divulgação/HomeBiogas

Além de economizar energia, o produto é sustentável. Apenas um sistema já reduz até seis toneladas de emissão de gás por ano e, com a diminuição do lixo destinado a aterros, caem os gastos com transporte e espaço nos lixões. A substituição do carvão, ainda muito usado em todo o mundo, reduz o desmatamento e evita problemas de saúde – segundo a ONU, 4,3 milhões de mortes anuais são causadas por complicações respiratórias relacionadas ao carvão.

Desenvolvido para uma família de, em média, oito pessoas, que resida em casa – ainda não existe uma versão para apartamentos, o HomeBiogas custa R$ 5.900 e está disponível para venda no Brasil desde maio.