,

Produção de orgânicos cresce em Garibaldi

Lucia e Tranquilo Debiasi Fotos: Prefeitura de Garibaldi

A garantia da qualidade da alimentação e a manutenção do meio ambiente são as principais filosofias da agricultura orgânica, onde não é permitido o uso de produtos químicos ou hormônios sintéticos. Para a produção vegetal, não são utilizados agrotóxicos, pesticidas, adubos químicos ou sementes transgênicas. Já para a criação de animais, não se po de utilizar hormônios de crescimento ou anabolizantes.
De acordo com dados da Emater Ascar/RS, Centro Ecológico e os grupos de produtores orgânicos, há cerca de 30 estabelecimentos agropecuários que praticam este tipo de agricultura em Garibaldi. Uma delas é a propriedade de Lucia e Tranquilo Debiasi, que produzem frutas e legumes há 22 anos na comunidade de São Luiz do Araripe e comercializam seus produtos na Feira do Produtor Rural.

O casal conta que passou a cultivar orgânicos ao perceber o mal-estar causado pelo uso de agrotóxicos à saúde. “Temos que ter um cuidado muito maior que a produção convencional também com o meio ambiente”, explica Lucia.
A procura cada vez maior pelos produtos ecológicos e a confiança dos clientes são muito gratificantes para o casal Debiasi, que ainda recebe pessoas em busca de itens diretamente em sua propriedade. Eles contam com as certificações Eco vida e Ecocert, que garantem a produção de acordo com as diretrizes do cultivo orgânico. Eles plantam batata, cebola, tomate, milho crioulo, batata-doce, feijão, laranja, figo, uva, bergamota, abóbora e fazem doces e m olhos, entre outros itens.

Para destacar o espaço dos produtores orgânicos na Feira do Produtor, a ideia é que eles contem com um espaço e caracterização diferenciada em breve, de acordo com o secretário municipal da Agricultura e Pecuária, André Busa. “É muito importante que Garibaldi conte com este tipo de produção, queremos que isso se desenvolva cada vez mais”, reforça.

Turismo

Empreendimentos ligados à produção agroecológica e artesanal de Garibaldi viraram uma das primeiras rotas turísticas em propriedades orgânicas certificadas do Brasil. Há quase dois anos, a Via Orgânica oferece turismo rural, restaurante, vinhos e espumantes alternativos, cooperativa, comércio, hospedagem e indústria, todos dentro da temática do alimento aliado à saúde, à sustentabilidade ambiental, social e cultural.