Agricultura segue contratando mais força de trabalho que outras áreas

De acordo com os últimos dados divulgados pelo IBGE, em um ano a agricultura contratou cerca de 40 mil empregados

Foto: Canal Rural/reprodução

Em um ano foram cerca de 40 mil postos de trabalho no setor de agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), iniciada em 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Outro setor que segue contratando, em menor escala, é a indústria, que abriu cerca de 19 mil vagas. As atividades de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas, que incluem alguns serviços prestados à indústria, registraram um crescimento de 121 mil vagas em um ano. Também houve aumento no contingente de trabalhadores em diversas áreas, sendo: 42 mil do comércio, 96 mil empregados nos setores de alojamento e alimentação, 260 mil em outros serviços, 473 mil vagas em administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais e 156 mil em serviços domésticos.

Seguindo na direção oposta, a construção cortou 195 mil postos de trabalho, encolhendo cerca de 2,8% no trimestre encerrado em agosto de 2018 ante o mesmo período de 2017. Também houve corte de vagas em transporte, armazenagem e correio, com 19 mil demissões, uma queda de 0,4% na ocupação no setor.