Começa a colheita da uva na Serra gaúcha

Na propriedade da família de Jorge Pasin, na Linha Colussi em Monte Belo do Sul a colheita de uva já iniciou. A primeira variedade a apresentar seu aroma e sabor é a Vênus, uma uva de mesa sem sementes, com paladar suave, adocicado e acidez destacada. Na família Pasin, a variedade precoce ocupa cerca menos de meio hectare de área e vai render pelo menos 2 mil quilos. Na Serra, a previsão é colher mais de uma tonelada dessa variedade.

Toda a uva colhida foi vendida na beira da estrada e ele recebe até R$ 4,00 o quilo. A próxima a chegar é a Niágara rosada e branca, mais adocicada e com menos acidez. Essa variedade ocupa menos de um hectare nas lavouras da família Pasin, num total de 4,5 hectares de vinhedos. O total de produção deve passar de 40 mil quilos, menos da metade da safra passado, devido aos prejuízos com o granizo que destruiu boa parte dos parreirais, no final de outubro.

SAIBA MAIS
* A safra 2019 deve render 550 mil toneladas de uva no RS. Na safra passada foram 663 mil toneladas.
* A chuva de granizo no final de outubro destruiu cerca de 20% da produção em 14 municípios da região.
* Caxias do Sul é o quarto maior produtor do Estado. A previsão é de colher 50 mil toneladas. Quem mais produz é Flores da Cunha, com cerca de 100 mil toneladas.
* O Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou o preço mínimo do quilo da uva industrial em R$ 1,03. O valor ainda não foi publicado no Diário Oficial.

Definido o preço mínimo da uva para a safra 2018/2019

O valor mínimo que deverá será pago pelo quilo da uva industrial na safra 2018/2019 foi fixado em R$ 1,03. A definição foi feita pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) ocorreu na terça-feira (4) e vale para as regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil. O preço deve ser aplicado já a partir do dia 1º de janeiro de 2019.