Conheça a nova variedade de tangerina que não precisa de agrotóxico

Resistente à Mancha Marrom da Alternária, doença causada por fungo que atinge as principais variedades da fruta, a nova variedade tem mostrando boa adaptação nos solos de São Paulo

Desenvolvida pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC), a nova variedade pode começar a ter suas primeiras mudas à venda. A IAC2019Maria, poderá ser cultivada sem o uso de agrotóxicos, pois é resistente à doença conhecida como Mancha Marrom da Alternária (MMA), doença causada por um fungo que ataca os principais tipos da fruta.

Segundo os pesquisadores do IAC, tangerina Maria é mais precoce em relação à variedade Morgott (Foto: Ernesto de Souza / Ed. Globo)

Adaptada para o cultivo em todos os tipos de solo do Estado de São Paulo, a Maria é mais precoce que a Morgott. A nova cultivar, que já está em processo de registro para a formação de mudas e comercialização, levou 20 anos para ser obtida através de diversos cruzamentos, pela pesquisadora Mariângela Cristofani-Yaly.

Por ser resistente a MMA, a variedade não precisa de defensivos agrícolas, ajudando o produtor a economizar em sua produção, além de beneficiar o meio ambiente. Ainda conforme a pesquisadora, a tangerina Maria tem condições de atender ao mercado externo. No momento a fruta é produzida com a semente, mas devido a uma crescente demanda, a pesquisadora já está trabalhando em uma nova variedade sem as sementes.