Lançamentos da obra “O livro do capitel” reúne centenas de pessoas

Eventos em Pinto Bandeira, Bento Gonçalves, Santa Tereza e Monte Belo do Sul levou o livro ao encontro das pessoas e das comunidades onde estão os 113 capitéis registrados.

O lançamento da obra “O livro do capitel” nos municípios que estão contemplados no trabalho impresso garantiu quatro grandes encontros culturais. O primeiro evento ocorreu em Pinto Bandeira, onde estão catalogados 45 dos 113 capitéis inseridos no livro. Na sequência foi a vez de Bento Gonçalves e Santa Tereza. O rodízio de lançamentos terminou em Monte Belo do Sul com a presença de um grande público, repetindo o ocorrido nas demais cidades.

Bento Gonçalves: Lançamentos tiveram concorridas sessões de autógrafos. Crédito da foto: Augusto Tomasi.

Organizado pelo jornalista Fabiano Mazzotti com a participação das professoras aposentadas Carmelina Ferrari, Leonides Ferrari, Loiva Carraro, Nelcy Ballista e Sueli Ferrari, “O livro do capitel” apresenta-se como um importante registro do patrimônio religioso do território abrangido nas 280 páginas. Um minucioso trabalho de pesquisa perpetua informações de um tempo quando o hábito da visita aos capitéis era mais comum, assim como garante informação dessa cultura religiosa às próximas gerações.

Monte Belo do Sul: Os autores Leonides Ferrari, Carmelina Ferrari, Loiva Carraro, Sueli Ferrari, Nelcy Ballista e Fabiano Mazzotti. Crédito da foto: César Silvestro.

São 113 capitéis apresentados com fotografias que apresentam o local onde estão inseridos e acompanhados por um texto que busca revelar as motivações para a existência de cada um. Pinto Bandeira destaca-se na obra, com 45 exemplares destas pequenas construções religiosas introduzidas pelos imigrantes. Em Bento Gonçalves foram registrados 43. Monte Belo do Sul tem 13. Em Santa Tereza foram encontrados 12 capitéis.

Pinto Bandeira: Trabalho atraiu interesse de pessoas que puderam ver a história de seus capitéis registradas em um livro. Crédito da foto: Augusto Tomasi.

Além das tradicionais páginas impressas, o trabalho conta com uma versão sonora, oferecendo acessibilidade de conteúdo a portadores de deficiência visual. Já disponível em livrarias, “O livro do capitel” surge aos olhos da comunidade como reflexo de um trabalho bem organizado e respeito ao assunto.

Santa Tereza: Lançamentos do livro sempre tiveram apresentação de um filme seguido da fala dos autores. Crédito da foto: Augusto Tomasi.

Aprovado pelo Ministério da Cultura por meio da Lei Rouanet, o projeto tem patrocínio master da Companhia Energética Rio das Antas (Ceran); patrocínio da Roseflor Alimentos, Meber Metais, Vinícola Aurora e Adubare Compostos Orgânicos; e apoio dos quatro municípios inseridos no livro.