Legislativo de Monte Belo aprova por unanimidade de votos seis projetos

Os vereadores aprovaram cinco Projetos de Leis por unanimidade de votos na Sessão Ordinária dessa terça-feira (4), todos de autoria do Poder Executivo. Aprovaram também um requerimento.
A primeira matéria aprovada foi o Projeto de Lei Complementar nº001/2019. A proposição altera a Tabela do Anexo V, a que se refere o artigo 401 da Lei Complementar nº 001/2018 – Código Tributário Municipal. Com isso, pretende alterar a Tabela constante do Anexo V, que trata da taxa de licença para execução de obras e serviços de engenharia, a que se refere o art. 401, especificamente em seu item 1.3, alíneas “a” e “b”.
Em seguida, foi aprovado o PL nº 019/2019. A matéria autoriza a contratação emergencial de um servente. Segundo a justificativa do projeto, a contratação é necessária para suprir a falta de profissional na área da Educação, devido a exoneração de servidores efetivos e por não haver mais nenhum profissional em banca de concurso. Após remanejamento dos profissionais constantes no quadro, a falta de servidor é na EMEF Roman Ross.
Já o PL nº020/2019 que cria cargo de Agente de Combate a Endemias (ACE) de 40h, também foi aprovado pelos vereadores. A criação do cargo de ACE, atende exigência do Ministério da Saúde. O programa recebe recursos federais para custeio do valor dos vencimentos do profissional e é de extrema importância para prevenção de surtos de doenças graves. A contratação se dará através da realização de concurso público, salvo se, durante a realização do processo ocorrer algum surto epidemiológico para contratação temporária de excepcional interesse público, com seleção do agente através de processo seletivo público.
Também aprovado o PL nº 021/2019. A matéria concede isenções de cobrança da tarifa dos serviços municipais de abastecimento de água. Segundo a justificativa do projeto, trata da concessão de isenção de pagamento da tarifa de abastecimento de água às Entidades Assistenciais, Filantrópicas e/ou Sociais, Religiosas, Culturais, Esportivas, Associações Comerciais, Industriais e de Serviços, sem fins lucrativos, bem como aqueles contribuintes cujos poços artesianos e/ou reservatórios de água encontram-se instalados em terras de sua propriedade.
Ainda foi aprovado o PL nº 22/2019. O projeto autoriza o recebimento de bem imóvel pelo município, a título de doação, visando à implantação do trecho final da Avenida 20 de Março, na área urbana do Município.
Por fim, o plenário aprovou o PL nº 023/2019, autoriza o recebimento de bem imóvel pelo município, a título de doação, visando à implantação do trecho final da Avenida 20 de Março, na área urbana do Município.

Requerimento
De autoria do vereador Onecimo Pauleti (MDB) requerimento que seja encaminhado ofícios a Anatel Agência Nacional de Telecomunicações e as principais operadoras do mercado de telecomunicações, TIM, CLARO, OI e VIVO, concessionárias do serviço público de telecomunicações, solicitando providências quanto a melhoria na qualidade do sinal de telefonia celular no Município de Monte Belo do Sul e também que informe a esta Casa o seguinte em relação à deficiência do sinal de telefonia móvel em algumas partes do município:
1ª) Quais providências as empresas tomaram ou estão tomando para regularizar o problema?
2º) Caso tenha sido tomado alguma providência, o que foi feito até o momento?
3º) Caso não tenha sido tomado alguma providência, em que prazo o problema será sanado?
4º) Existe algum empecilho para resolução definitiva deste problema?
5º) A empresa já realizou mapeamento de sombras na cidade? Caso positivo, citar as localidades e locais que possuem deficiência do sinal.
Ocupou a tribuna os vereadores Silvio Cesca (MDB), Aristides Fantin (MDB), Noberto Possamai (PTB) e Nilso Cavaleri (PTB). Ouça na íntegra:
www.montebelodosul.rs.leg.br/institucional/audios/2019/sessao-ordinaria-04-06.2019?e=.mp3
A próxima Sessão Ordinária será no dia 18 de junho, às 19h, aberta à participação da Comunidade.

Vereadores votam seis projetos em Monte Belo do sul

Cinco projetos de lei e um projeto de lei complementar estão na pauta de votação da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Monte Belo do Sul desta terça-feira (04), que tem início às 19h. Todas as matérias foram enviadas pelo Poder Executivo.
A primeira matéria que deve ser apreciada é o Projeto de Lei Complementar nº001/2019. A proposição altera a Tabela do Anexo V, a que se refere o artigo 401 da Lei Complementar nº 001/2018 – Código Tributário Municipal. Com isso, pretende alterar a Tabela constante do Anexo V, que trata da taxa de licença para execução de obras e serviços de engenharia, a que se refere o art. 401, especificamente em seu item 1.3, alíneas “a” e “b”.
Em seguida, deve ser votado o PL nº 019/2019. A matéria autoriza a contratação emergencial de um servente. Segundo a justificativa do projeto, a contratação é necessária para suprir a falta de profissional na área da Educação, devido a exoneração de servidores efetivos e por não haver mais nenhum profissional em banca de concurso. Após remanejamento dos profissionais constantes no quadro, a falta de servidor é na EMEF Roman Ross.
Já o PL nº020/2019 cria cargo de Agente de Combate a Endemias (ACE) de 40h. A criação do cargo de ACE, atende exigência do Ministério da Saúde.O programa recebe recursos federais para custeio do valor dos vencimentos do profissional e é de extrema importância para prevenção de surtos de doenças graves. A contratação se dará através da realização de concurso público, salvo se, durante a realização do processo ocorrer algum surto epidemiológico para contratação temporária de excepcional interesse público, com seleção do agente através de processo seletivo público.
Também deve ir a votação o PL nº 021/2019. A matéria concede isenções de cobrança da tarifa dos serviços municipais de abastecimento de água. Segundo a justificativa do projeto, trata da concessão de isenção de pagamento da tarifa de abastecimento de água às Entidades Assistenciais, Filantrópicas e/ou Sociais, Religiosas, Culturais, Esportivas, Associações Comerciais, Industriais e de Serviços, sem fins lucrativos, bem como aqueles contribuintes cujos poços artesianos e/ou reservatórios de água encontram-se instalados em terras de sua propriedade.
Ainda será votado o PL nº 22/2019. O projeto autoriza o recebimento de bem imóvel pelo município, a título de doação, visando à implantação do trecho final da Avenida 20 de Março, na área urbana do Município.
Por fim, o plenário deve votar o PL nº 023/2019, autoriza o recebimento de bem imóvel pelo município, a título de doação, visando à implantação do trecho final da Avenida 20 de Março, na área urbana do Município.

Requerimento
De autoria do vereador Onecimo Pauleti (MDB) requerimento que seja encaminhado ofícios a Anatel Agência Nacional de Telecomunicações e as principais operadoras do mercado de telecomunicações, TIM, CLARO, OI e VIVO, concessionárias do serviço público de telecomunicações, solicitando providências quanto a melhoria na qualidade do sinal de telefonia celular no Município de Monte Belo do Sul e também que informe a esta Casa o seguinte em relação à deficiência do sinal de telefonia móvel em algumas partes do município:
1ª) Quais providências as empresas tomaram ou estão tomando para regularizar o problema?
2º) Caso tenha sido tomado alguma providência, o que foi feito até o momento?
3º) Caso não tenha sido tomado alguma providência, em que prazo o problema será sanado?
4º) Existe algum empecilho para resolução definitiva deste problema?
5º) A empresa já realizou mapeamento de sombras na cidade? Caso positivo, citar as localidades e locais que possuem deficiência do sinal.

Vereadores de Santa Tereza devem votar dois projetos

Dois projetos de lei, de autoria do Poder Executivo, estão na pauta de votação da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Santa Tereza desta terça-feira (04), que tem início às 19h.
O Projeto de Lei Municipal nº 1.316/2019 autoriza o poder executivo a realizar despesas para a confecção de tapetes de corpus christi no valor de até R$ 1.550,00.
Já o Projeto de Lei Municipal nº 1.317/2019 dispõe sobre os procedimentos para a participação, a proteção e a defesa dos direitos do usuário de serviços públicos da administração pública municipal, direta e indireta, de que trata a lei nº 13.460, de 26 de junho de 2017.
A Sessão Ordinária, aberta à participação da comunidade, é transmitida ao vivo Facebook.

II Encontro Nacional de Confrarias do Vinho já tem programação definida

 

Está confirmada a programação oficial do II Encontro Nacional de Confrarias do Vinho, no dia 6 de julho, com a promoção do Bento Convention Bureau (BCB) e organização da Moura Comunicação e Eventos, no Centro Empresarial de Bento Gonçalves.
As confrairas e confrades, amigos e apreciadores terão acesso a partir das 19h, com o início das atividades às 19h30min, com o primeiro momento dedicado a apresentação das Confrarias presentes. Na sequência, o engenheiro agrônomo, enólogo e proprietário da Vinícola Cave Geisse, o chileno Mário Geisse, irá explanar sobre terroir. Mário também atua como enólogo chefe da Casa Silva, respeitada vinícola chilena que, desde 1997, elabora premiados vinhos na região do Vale de Colchagua.
A Cave Geisse conta com um extenso portfólio, como o Cave Geisse Espumanete Terroir Natura, indicado no livro 1001 Vinhos para Beber Antes de Morrer e o Cave Geisse Espumante Blanc de Blanc Brut, que já esteve entre os Top 10 Vinhos da América do Sul, segundo a Revista Forbes.
O segundo momento do Encontro terá Adriano Miolo, enólogo e superintendente da Vinícola Miolo, reconhecido no mundo do vinho, que cresceu em meio aos parreirais da família no Vale dos Vinhedos, sede da empresa, que neste ano celebra 30 anos. É membro da Confrérie des Chevaliers, da Borgonha, França e em conjunto com o português Miguel Almeida, que desde 2004 trabalha como enólogo do Grupo Miolo e tem no currículo 22 vindimas realizadas, uma na Alemanha, cinco em Portugal e 16 no Brasil, falarão sobre os “Icones da Miolo no Brasil”.
Aos participantes ainda farão a degustação dos produtos: Testardi Syrah safra 2017 (Vale do São Francisco), Miolo Merlot Terroir safra 2015 (Vale dos Vinhedos),Miolo Single Vineyard Touriga Nacional safra 2018 (Candiota – Campanha Meridional) e Vinhas Velhas Tannat safra 2015 (Santana do Livramento – Campanha Central).
A gastronomia será do Bufê Dalla Costa, que harmonizará os pratos com mais de 60 rótulos de vinhos e espumantes nacionais, degustados em ilhas, com destaque para rótulos de regiões brasileiras que serão apresentados pela Adega Refinaria e os rótulos internacionais, que ficarão por conta do Supermercado Caitá. E a festa invade a noite, harmonizando vinhos, espumantes e o show da Banda Farina Brothers.“Depois do pioneirismo do evento em 2018, daremos continuidade com o foco de estimular o setor vinícola, a economia do município e a promoção do Destino Bento Gonçalves”, comenta a presidente do BCB, Sabrina Spiandorello Cardoso.

 

Ingressos
O primeiro lote de ingressos já está esgotado. O segundo, com valor de R$ 230,00 está disponível no site: www.encontrodeconfrarias.eventize.com.br e na sede do BCB , na Alameda Fenavinho 481, sala 201 de segunda a sexta das 8h às 12h/13h às 17h. Fone: 3452 32.97.
Para mais informações é possível manter contato com a Moura Comunicação & Eventos pelo telefone (54) 99989-1001 ou no e-mail: atendimento@mouracom.com.br.
II Encontro Nacional de Confrarias do Vinho

Na foto, a presidente do BCB, Sabrina Spiandorello Cardoso. Foto: Luiz Erbes

Check up da fertilidade

Dra Eleonora Bedin Pasqualotto Ginecologista da área de Reprodução Humana, Professora de Medicina da UCS e Diretora do Conception Centro de Reprodução Humana

Se você pretende comemorar o próximo dia das mães com seu primeiro filho, realizar o sonho de construir uma família, o primeiro passo é encarar um check-up de fertilidade. Mas o que é esse check-up?
É uma consulta com médicos ginecologista e urologista, em que, além da avaliação física da futura mamãe, o casal é questionado quanto ao seu histórico de saúde e encaminhado para a realização de diversos exames. Os testes realizados são recomendados para avaliar doenças do aparelho reprodutor feminino e masculino, como ecografia e o papanicolau para as mulheres e o espermograma para os homens, bem como a testagem para doenças sexualmente transmissíveis. Também são monitoradas doenças que podem ocasionar mal-formação no feto e nos hormônios sexuais.
Com os resultados em mãos, o médico poderá avaliar se o casal está apto a gerir um bebê saudável, verificar a necessidade de vacinações prévias e de aconselhamento genético. Recomenda-se que o check-up seja realizado de seis meses a um ano antes da gestação, inclusive para uso de suplementos necessários para a gravidez.
Um casal em idade fértil deve alcançar a gravidez em até um ano de tentativas frequentes sem uso de métodos anticoncepcionais. Caso contrário, o próximo passo é investigar infertilidade com médicos especialistas em reprodução humana, por meio do encaminhamento do próprio médico ginecologista ou urologista.

Receitas incríveis com pinhão

Aproveite as comemorações juninas e desfrute do sabor nutritivo do pinhão

Foto : (Ormuzd Alves)

Pinhão com chocolate
Ingredientes
300 gramas de pinhão
200 gramas de chocolate ao leite

Modo de preparo
Lave bem o pinhão e corte as pontas.
Cozinhe o pinhão na panela de pressão por aproximadamente 30 minutos após a panela começar a chiar ou até ficar bem macio.
Descasque os pinhões e reserve.
Derreta o chocolate de acordo com as instruções da embalagem e banhe os pinhões.
Coloque-os para secar sobre papel-manteiga.

 

 

Foto: (Ormuzd Alves)

Suflê de pinhão
Ingredientes
1 colher (sopa) de manteiga
1 cebola pequena
2,5 xícaras (chá) de pinhão (1 xícara cozido e processado e 1,5 xícara cozido e cortado em rodelas)
1 xícara (chá) de leite
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
4 ovo
4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
• salsa (ou salsinha) a gosto
• cebolinha-verde a gosto
• sal a gosto
• pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo
Aqueça a manteiga em uma frigideira, deixando murchar e dourar a cebola bem picada.
Acrescente o pinhão cozido, processado e cortado em rodelas, deixando-o refogar.
Tempere com sal, pimenta-do-reino, salsa e cebolinha picados.
Deixe esfriar.
No liquidificador ou batedeira, bata o leite, a farinha de trigo e as gemas.
Incorpore aos poucos ao pinhão já refogado, acrescentando o queijo ralado.
Junte suavemente as quatro claras batidas em neve.
Despeje no ramequim (forma para suflê) untado.
Asse em fogo moderado (170 ºC a 190 ºC) por cerca de 20 minutos.
Sirva em seguida.

 

 

Foto: (Mauro Holanda)

Frango ensopado com pinhão

Ingredientes
1 kg de sobrecoxa de frango
4 colheres (sopa) de óleo
4 dentes de alho amassados
1 cebola picada
4 tomate picados sem pele e sem sementes
1 xícara (chá) de Água
3 xícaras (chá) de pinhão cozido cortado em rodelas
2 colheres (sopa) de salsa (ou salsinha) picada
2 colheres (sopa) de cebolinha-verde cortada em rodelas
• sal a gosto
• pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo
Tempere o frango com o sal e a pimenta.
Aqueça o óleo em uma panela e junte o alho e a cebola.
Frite até começar a dourar.
Acrescente o frango e refogue-o até ficar bem dourado.
Adicione o tomate, a água quente e cozinhe no fogo baixo (160 ºC), mexendo de vez em quando, até a carne ficar macia. Junte o pinhão, a salsinha e a cebolinha e sirva imediatamente.

 

Ensopado de carne-seca e pinhão com farofa de couve

Foto: (Pedro Rubens)

Ingredientes
400 gramas de carne de sol magra, sem gordura aparente e dessalgada
2 xícaras de Água
1 colher (sopa) de azeite de oliva
1 cebola picada
3 tomate sem pele e sem sementes, picados
2 xícaras (chá) de pinhão cozido e cortado em pedaços grandes
2 colheres (sopa) de cheiro-verde picado

Modo de preparo
Na panela de pressão, leve ao fogo médio a carne com a água e deixe cozinhar por 40 minutos (contados a partir do momento em que a panela começa a chiar).
Espere esfriar, desfie a carne e reserve.
Em uma panela média, aqueça o azeite e refogue a cebola por 5 minutos.
Adicione a carne e o tomate e cozinhe, em fogo baixo, por 20 minutos ou até que fique macio.
Acrescente o pinhão e deixe cozinhar por mais 5 minutos.
Tempere com o cheiro-verde picado e reserve.

 

 

Emater/RS-Ascar estima redução na safra do pinhão de 30 a 50% menor do que a safra do ano passado

A safra do pinhão no Rio Grande do Sul  já iniciou. As primeiras estimativas não são animadoras. De acordo com a Emater/RS-Ascar, a expectativa é de que sejam colhidas entre 400 a 500 toneladas de sementes, de 30 a 50% menor do que a safra do ano passado, quando foram comercializadas 800 toneladas. Em São Francisco de Paula, maior produtor de pinhão da Serra, devem ser colhidas apenas 60 toneladas, metade da safra do ano passado.
O motivo foi o frio fora de época em 2017 — diferente de outras culturas, a colheita do pinhão é bianual, já que a pinha leva dois anos para ficar pronta. Com o clima daquele ano desfavorável, muitas pinhas sequer se formaram. Houve as que produziram menos pinhões e as que ficaram vazias.
— O excesso de frio na saída do inverno para a primavera, na época da floração, acabou provocando problemas de fecundação e polinização. O pinheiro precisa do frio do inverno. Mas quando se dá a floração, já na primavera, não pode ter geada, por exemplo – explica a engenheira florestal e assistente técnica regional na área de manejo de recursos naturais da Emater Regional de Caxias do Sul, Adelaide Juvena Kegler Ramos.
Rogério Mazzardo, engenheiro agrícola e gerente técnico da Emater/RS-Ascar, conta que os efeitos climáticos de 2017 interferiram na safra deste ano. Como o pinhão é uma planta bianual, o que se percebe neste ano é que a produção da semente foi reduzida em função de ocorrências climáticas de 2017, tanto a sazonalidade quanto a distribuição pluviométrica, excessos de chuva, estiagem e geadas fora de época, explica.
A ocorrência de falhas durante a abertura das pinhas está maior neste ano, o que também influencia de forma negativa na safra gaúcha. Apesar disso, Mazzardo ressalta que essas oscilações na produção são naturais. No ano passado, as condições climáticas foram favoráveis e assim geralmente ocorre, ou seja, um ano é de boa safra, no outro, nem tanto. Mas se neste ano as condições climáticas melhorarem, nossa expectativa é que as próximas safras poderão retomar o ápice produtivo, pontua.
A Araucária é uma planta nativa do Rio Grande do Sul, protegida pelo Ibama. De acordo com a Portaria Normativa Descrição DC-20 de 1976, criada pelo órgão ambiental, é liberada a colheita e venda da semente a partir do dia 15 de abril, se estendendo até junho. Também proíbe o abate/corte de Araucária, salvo em exceções.
Apesar da safra reduzida, a colheita do pinhão tem importância aquisitiva para diversas famílias, que aumentam a renda anual com a colheita, venda e proliferação das sementes de Araucária.

Valor
Com menos pinhão no mercado, o produto acabou ficando mais caro. O quilo in natura, que era vendido entre R$ 3,50 e R$ 5 pelos extrativistas no ano passado, agora está entre R$ 5 e R$ 9. Nos supermercados e fruteiras da região, subiu da faixa de R$ 5,80 a R$ 9 praticada em 2018 para R$ 8,90 a 14,90 o quilo. O pinhão moído, usado na tradicional paçoca, tem preço médio de R$ 22 o quilo.
Saiba mais:
> Colheita, transporte e venda de pinhão foram liberados em 15 de abril.
> A safra do pinhão vai até junho, porém, devido à maturação das pinhas se dar em épocas diferentes, é possível colher a semente até meados de setembro.
> O peso das pinhas neste ano varia entre 1,5 e dois quilos.
> A queda na produção se deve, em especial, ao excesso de frio na florada da safra, o que afetou a fecundação e a polinização.
> A colheita do pinhão é feita manualmente: através da coleta das sementes diretamente no solo, quando os pinhões caem naturalmente com a maturação das pinhas, ou pela derrubada das pinhas.
> A venda é praticamente toda informal, feita diretamente pelos extrativistas: na beira da estrada, em mercados, restaurantes, de casa em casa.
> A maior parte da produção ainda é comercializada por meio de intermediários, que levam o produto para centros maiores como Ceasa Porto Alegre e Caxias do Sul.
> A maior parte do pinhão é vendida in natura, mas ele também é comercializado cozido na estrada ou processado.

Quanto custa:
> De R$ 5 a R$ 9 o quilo (extrativista/produtor).
> R$ 6,80 o quilo no Ceasa Serra.
> De R$ 8,90 a 14,90 o quilo em supermercados e fruteiras da região.
> R$ 22 o quilo do pinhão moído.

Palestra sobre terapia e esportes com cães lota auditório da Cnec Bento

Nem o frio afastou as mais de 150 pessoas da palestra sobre Terapia Assistida por Cães e o esportes Canicross, ocorrida na noite de quinta-feira, dia 29 de maio, no auditório da Faculdade Cenecista, em Bento Gonçalves.
Ao longo de pouco mais de 2h, estudantes de diversos cursos como fisioterapia, psicologia e outras áreas da saúde e da educação, puderam ouvir a psicopedagoga Letícia Casonatto, da Tok Pet Terapia, o instrutor de canicross Maurício Pinzkoski, da Vai Totó e a psicóloga Janice Mezacasa, da clínica Jeito de Ser.
O objetivo do evento beneficente, que arrecadou 70Kg em alimentos para o Lar do Ancião de Bento Gonçalves, foi promover uma maior interação entre a ferramenta cão e os novos profissionais que estão sendo formados nas Universidades.
“Assistimos excelentes palestrantes sobre assunto de extrema riqueza profissional. Vale ressaltar a importância e a seriedade de conduzir sessões de cinoterapia e treinamento de canicross com profissionais treinados e através de protocolos seguros,” concluiu a coordenadora do curso de psicologia, professora Sônia Galante.
Para quem quiser saber mais sobre os assuntos abordados na palestra ou levar o evento beneficente para sua cidade, o contato é 51-9.9941.1144 com Maurício.

Bento Gonçalves vive momento histórico com a volta do vinho encanado

Se o vinho jorra em cascatas reais, como preconiza o hino de Bento Gonçalves entoado no início da cerimônia de reinauguração do vinho encanado, ele também corre por dutos – e enche as taças não só da bebida, mas também de alegria.
A volta da atração que deu fama à Festa Nacional do Vinho (Fenavinho), sábado (1º), foi tratada como histórica pelo prefeito, Guilherme Pasin: “nos reunimos aqui hoje, no marco zero da cidade, para respirar o que realmente nós somos”, disse, em referência à essência vitivinícola que projetou a cidade economicamente a partir do trabalho dos imigrantes italianos.
O vinho encanado, em plena Via del Vino, se constitui na primeira atração da 16ª Fenavinho, que volta ao calendário de eventos após um período de oito anos. “Ele é a alma da festa”, resumiu Diego Bertolini, coordenador do comitê responsável pela Fenavinho, que chega à sua 16ª edição, entre 13 e 23 de junho, juntamente com a ExpoBento, no Parque de Eventos.
Ambas, festa e feira, são promoções do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG). Em seu discurso, o presidente da entidade, Elton Paulo Gialdi, lembrou que a retomada da festa surgiu pelo empenho do CIC-BG e pelo apoio recebido do poder público, num verdadeiro trabalho coletivo. “Muitos parceiros estiveram nesta empreitada para devolver a Bento Gonçalves uma parte importante de seu patrimônio histórico-cultural e turístico. Desta vez, sob os cuidados e zelo de nossa entidade, dando a chancela que doravante se tenha continuidade e consolidação dessa magnífica festa”, comentou Gialdi.
O presidente da Câmara de Vereadores, Rafael Pasqualotto, comparou o trabalho do comitê da festa ao dos mineradores. “Vocês estão apresentando essa pedra preciosa reencontrada que é a Fenavinho. Vocês não a descobriram e nem serão os últimos a produzi-la, mas o mérito é de vocês em fazer todo esse trabalho e apresentar essa histórica festa”, disse.
A corte da Fenavinho também celebrou o retorno dessa emblemática atração da festa às ruas do município. “É uma alegria estar fazendo parte de mais um capítulo dessa história”, disse a Imperatriz do Vinho, Bárbara Bortolini. Sandi Marina Corso reforçou um outro símbolo da festa, que ocorre na esteira do vinho encanado. “Há muita programação aqui para vocês já entrarem no clima da festa. Amanhã (domingo, 2) teremos gincana e o desfile de carros alegórico, mais um marco da nossa festa”, disse a Dama de Honra. A também Dama de Honra, Ana Paula Pastorello, disse que o vinho encanado e a Fenavinho são referências da comunidade bento-gonçalvense: “foram marcos que projetaram a cidade em âmbito nacional”.

Fenavinho presta homenagem a precursores e parceiros
A retomada do vinho encanado só foi possível porque, com o mesmo espírito da festa, o envolvimento comunitário também se fez presente. Por isso, a solenidade se transformou num grande palco para homenagear os precursores da atração que faz parte da história da Fenavinho desde sua primeira edição, em 1967, e os parceiros atuais que possibilitaram essa nova etapa na trajetória da festa.
A placa – contendo a frase “A soma de diversos talentos permitiu resgatarmos essa atração icônica para nossa cidade” – foi entregue a sete personalidades, como Vitalino Nichetti, um dos responsáveis pela primeira edição do vinho encanado. “Toda homenagem nos emociona, e fico muito emocionado por estar representando, aqui, uma equipe muito grande de todos que fizeram o vinho encanado. O trabalho, quando é feito para a comunidade, é muito prazeroso”, disse.
Receberam a homenagem, ainda, Itacir Pozza, Hermínio Ficagna e Flávio Zilio, respectivamente, presidente, diretor geral e gerente de enologia da Cooperativa Vinícola Aurora – fornecedora do vinho e do suco da promoção –; Antônio Stringhini, da Zegla, empresa responsável pelo equipamento em aço inoxidável do vinho encanado; Juliano Mazzoco, da Monofrio, que realizou o sistema de refrigeração; e o prefeito, Guilherme Pasin.

Casa del Vino é rebatizada com nome do primeiro presidente da Fenavinho
Outro momento emocionante do dia foi a homenagem ao primeiro presidente da Fenavinho, Moysés Michelon. A partir de agora, a Casa del Vino, onde fica o vinho encanado, chama-se oficialmente “Casa del Vino Moysés Michelon”.
Presente na cerimônia, a filha de Moysés, Elaine Michelon, disse que a homenagem é um reconhecimento ao trabalho de seu pai e também eterniza o nome dele na casa que guarda uma grande ligação com a Fenavinho. “Ele sempre defendeu os valores do nosso povo, de quem trabalhou para fazer Bento Gonçalves. E vejo hoje, aqui, essa mesma valorização de quem está fazendo a Fenavinho, que transformou a cidade, contribuindo com sua pujança”, disse Elaine.
Programação seguiu domingo e no próximo final de semana
O vinho encanado permaneceu em cartaz em Bento Gonçalves no domingo, dia 2, e no próximo final de semana, dias 8 e 9, sempre das 11h às 18h. Serão comercializados os vinhos Merlot (tinto) e Moscato (branco), além de suco de uva integral, a preço único da dose a R$ 5. O valor dá direito a uma taça plástica (150ml) – quem quiser também pode adquirir a taça oficial Bocatti por R$ 10.
Uma intensa programação com shows, gastronomia e atrações culturais ocorre concomitantemente para alegrar os visitantes. Uma das principais ocorre amanhã, com o desfile de carros alegóricos, às 15h, na Rua Marechal Deodoro, com presença de entidades, escolas e comunidades do interior.

Programação

Dia 8 de junho
11h: Teatro ‘Abre a boca e fecha os olhos’
14h: Apresentação Duo del vino
15h: Coral da Fundação Casa das Artes
17h: Trebbiano

Dia 9 de junho
11h: Coral Imigrante
14h: Cavatappi
15h: Daniel Lima e Janete
17h: Os colonos Zo Garrafon

Crédito vagão filmes/Cesar Silvestro

Fenavinho celebra a alegria do imigrante com desfile alegórico

Por um trecho de 300 metros, a identidade de Bento Gonçalves foi reverenciada pelas cerca de 6 mil pessoas que acompanharam o desfile temático de carros alegóricos na tarde de domingo (02). A atividade fez parte de uma programação preparativa para o retorno da Festa Nacional do Vinho, cuja 16ª edição ocorre de 13 a 23 de junho, de forma integrada a ExpoBento 2019.
Cerca de 750 figurantes levaram para a passarela – entre a prefeitura e a Igreja Santo Antônio, no trecho conhecido como Via Del Vino – a tradição, os usos e os costumes dos imigrantes italianos, representados pelo trabalho, gastronomia e religiosidade, num corso que se destacou por enaltecer a alegria do imigrante.
A abertura coube ao hilário Tasta Vin, o personagem-símbolo da Fenavinho. Fanfarrão, não se contentou com apenas uma passagem pela avenida e foi a síntese do desfile: alegre e divertido, pegando carona em caminhões, subindo em tratores e empurrando os carros. Caracterizadas como imigrantes recém-chegados à cidade, autoridades como o prefeito, Guilherme Pasin, e o presidente do Centro da Indústria, Comércio e Serviços (CIC-BG), Elton Paulo Gialdi – artífices do retorno da Fenavinho após oito anos –, passaram num tuc-tuc celebrando a alegria da festa. Os descendentes dos trentinos deram sequência ao desfile, representados pelos integrantes do Circolo e da Famiglia, seguidos do carro Maria Fumaça, da operadora turística Giordani Turismo.
Entre tantos atrativos, foram os distritos que protagonizaram a apresentação da essência do homem imigrante, responsável direto pela herança vitícola do município – e também pela sensação de pertencimento do público com aquilo que ele presenciava na avenida. Nos carros de São Pedro, Vale dos Vinhedos, Tuiuty e Faria Lemos, via-se a mescla do trabalho, com enxadas, pipas e teares, e da alegria, com cantorias, jogos de mora e dança. O desfile prosseguiu com a Linha Eulália, destacando sua rota turística de aventura com rapel e rafting, a Escola Fenavinho, que recebeu o nome por localizar-se a poucos metros do parque onde ocorre a festa, e o Centro de Patinação Rodas da Serra, entidade voltada à patinação artística.
Os dois últimos carros trouxeram as soberanas da 16ª Fenavinho, a Imperatriz do Vinho, Bárbara Bortolini, e as Damas de Honra, Ana Paula Pastorello e Sandi Marina Corso, e parte do comitê responsável pela festa, juntamente a algumas embaixatrizes, que distribuíram taças de vinho ao longo do percurso do desfile.

Vinho encanado surpreende pelo sucesso no primeiro fim de semana
Reinaugurado festivamente no sábado (01) como um evento pré-Fenavinho, o icônico Vinho Encanado, sistema que ajudou a dar fama à festa, foi um sucesso junto ao público. A previsão inicial de comercializar 16 mil taças de vinho e de suco foi ultrapassada ainda no domingo (segundo dia da programação), com exatas 16.824 unidades, superandos os 2,4 mil litros de vinho tinto, vinho branco e suco consumidos pela comunidade. “Estamos encantados, maravilhados. O primeiro fim de semana do Vinho Encanado, engrandecido pelo Desfile de Carros alegóricos e outras atrações culturais temáticas, mais do que superou nossas expectativas. O público que esteve prestigiando a programação foi espetacular, participando de um evento cuja energia contagiou a todos. Está incrível! Foi uma amostra do potencial que acompanha o resgate da Fenavinho”, avalia Elton Paulo Gialdi, presidente do Centro da Indústria, Comércio e Serviços, entidade promotora da 16ª Fenavinho.
A opinião positiva é compartilhada pelo prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin. “Este primeiro fim de semana trouxe toda cultura do nosso povo para o Centro da cidade e demonstrou que o retorno da Fenavinho será marcado pela emoção e o orgulho de ser de Bento Gonçalves. Que essa alegria, calor humano e união, sejam ainda maiores nos dias de festa. Que possamos juntos deixar esse momento marcado na história da nossa cidade”, diz,
Quem quiser conferir de perto essa festa comunitária ao ar livre ainda pode aproveitar as atrações do segundo fim de semana do Vinho Encanado, com atividades nos dias 08 e 09 de junho (veja abaixo).

Quem desfilou
1. Tasta Vin
2. Autoridades políticas e lideranças setoriais
3. Circolo Trentino di Bento Gonçalves e Famiglia Trentina di Santo Antão
4. Distrito São Pedro
5. Distrito Vale dos Vinhedos
6. Distrito Tuiuty
7. Distrito Faria Lemos
8. Linha Eulália
9. Escola Fenavinho
10. Patinação Rodas da Serra
11. Corte da 16ª Fenavinho
12. Comitê da 16ª Fenavinho e embaixatrizes

Programação do Vinho Encanado
Dia 8 de junho
11h: Teatro ‘Abre a boca e fecha os olhos’
14h: Banda Duo del Vino
15h: Coral da Fundação Casa das Artes
17h: Banda Trebbiano

Dia 9 de junho
11h: Coral Imigrante
14h: Banda Cavatappi
15h: Daniel Lima e Janete
17h: Zo Garrafon

Serviço:
O que: Vinho Encanado
Quando: dias 08 e 09 de junho
Onde: Via Del Vino, centro de Bento Gonçalves
Quanto: a taça oficial pode ser adquirida por R$ 10, com direito a uma dose de vinho ou suco. Doses individuais (em taças plásticas ou reposição) custam R$ 5,00
Informações pelo fone do CIC-BG (54) 2105.1999 ou pelo site www.fenavinho.com.br