Vinho Moro produzido em Monte Belo do Sul

Lademir Moro durante o festival do Polentaço em Monte Belo do Sul

Um vinho de produção familiar de Monte Belo do Sul foi parar em Brasília, para degustação no Senado Federal, o produto da vinícola da família Moro, que comandado pelo Pai, mãe e dois irmãos Lademir e Luciano Moro, foi disputado na Câmara, o nome do vinho, aguçou a curiosidade dos senadores e servidores durante o cafezinho do Plenário.
Por coincidência, na ocasião, o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro, estava sendo debatido em sessão que durou a tarde inteira, o vinho Moro foi dos itens do agronegócio que estavam disponíveis para degustação o primeiro a acabar.
De acordo com Lademir Moro um dos sócios do empreendimento familiar, o convite para enviar os vinhos a Brasília foi feito pelo Presidente da Frente Parlamentar Agropecuária, Alceu Moreira, que esteve em um evento em Monte Belo. Os irmãos, prontamente atenderam ao pedido do deputado, enviando duas caixas de Merlot e Cabernet Sauvignon a Brasília.
O sucesso na degustação em Brasília deixou a família Moro muito surpresa e contente. De acordo com Luciano Moro, é provável que a família de Monte Belo tenha algum parentesco com o ex-juiz Sergio Moro, pois, de acordo com o cartório de Monte Belo, alguns integrantes da família que é descendente de italianos foram morar em Curitiba, cidade do atual ministro da Justiça.