Cooperativa Vinícola Garibaldi completa 90 anos e busca ser referência nacional de espumantes

Celebração foi comemorada pelas plataformas digitais, com lançamento dos rótulos comemorativos elaborados para brindar a passagem da data, bem como o crescimento de 15% na venda de espumantes e 30% de vinhos finos

Imagem aérea – Cooperativa Vinícola Garibaldi – Crédito Augusto Tomasi

A Cooperativa Vinícola Garibaldi chegou a seus 90 anos, no dia 22 de janeiro, data do aniversário da fundação. Comemora, principalmente, a trajetória que a conduziu até aqui, um símbolo da vitória associativa de seus produtores que a transformaram numa das mais importantes cooperativas vinícolas da América Latina. Foi um caminho de altos e baixos, com momentos ora tensos, ora festivos, mas sobretudo carregados de esperança – a mesma que motivou, em 1931, agricultores locais a darem início a então Cooperativa Agrícola Garibaldi. E, claro, de muito trabalho.
Na cerimônia, compartilhando com o público a transmissão de uma celebração em suas plataformas digitais, obedecendo às medidas restritivas e de segurança impostas pelo cenário da pandemia, várias homenagens à Cooperativa chegaram por vídeo. Entre elas, do do Governador Eduardo Leite, do Presidente das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul – Ocergs, Vergilio Perius, Hélio, do diretor Executivo da federação das Cooperativas Vinícolas do RS – Fecovinho, Helio Marchioro. Presente na cerimônia, o prefeito de Garibaldi, Alex Carniel enalteceu a importância da Cooperativa para Garibaldi.

Diretor administrativo da Garibaldi, Alexandre Angonezi, presidente Oscar Ló, secretário do conselho de administração Matheus Marodin, prefeito de Garibaldi Alex Carniel e o enólogo Ricardo Morari – Crédito Daniela Radavelli

Todo ano, a cooperativa colhe uma produção superior a 20 milhões de quilos de uva. É o resultado da dedicação diária das 420 famílias associadas a vinhedos que cobrem 1,1 mil hectares em 15 municípios. E também dos constantes investimentos que a cooperativa tem feito nos últimos anos, principalmente a partir dos anos 2000. A vinícola ganhou tecnologia produtiva e capacidade de armazenagem. No campo, estudos estratégicos promovem o crescimento sustentável, com produção controlada. No enoturismo, as experiências oferecidas trazem cada vez mais visitantes a seu Complexo Enoturístico, inaugurado no final de 1994 e um dos grandes marcos da recuperação da vinícola após um período conturbado entre os anos 1970 e 1980.

Oscar Ló no evento que marcou os 90 anos da Vinícola Garibaldi – Crédito Daniella Radavelli

Esses movimentos têm sido responsáveis por sucessivas ondas de crescimento da vinícola. Inclusive mesmo em meio à pandemia. Em 2020, o faturamento da cooperativa chegou aos R$ 188 milhões, atingindo cerca de 7% a mais do que o registrado em 2019. Da mesma forma, as vendas de vinhos finos e de espumantes – carro-chefe da casa – também tiveram alta significativa, respectivamente de 30% e de 15%.
É uma performance, portanto, que deixa ainda mais especiais os frutos colhidos pela cooperativa em seu nonagésimo aniversário. E são muitos. A vindima, iniciada há poucos dias, deve ser 25% maior do que a de 2020. Em números absolutos, significa 25milhões de quilos. Com isso, serão envasados cerca de 20 milhões de litros de sucos, vinhos e espumantes.