Ainda inacabado, Cristo Protetor de Encantado atrai visitantes de todo o RS

Estimativa é de que 53 mil pessoas já tenham ido ao local em um ano de visitação. Veja o que mais é possível visitar na região.

A visitação ao Cristo acontece aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h. O valor de entrada é R$ 20 Giovan Ariotti | Filmagens Aéreas

Mesmo sem ter sido concluído, o Cristo Protetor de Encantado, no Vale do Taquari, já é sucesso de público: em um ano de visitação, a serem completados neste domingo (8), o local atraiu a visita de 53 mil pessoas. A expectativa é de que a média de visitantes — que hoje está em 2 mil por fim de semana — aumente ainda mais, já que, desde 22 de abril, a parte artística da escultura foi finalizada.
Com 39 metros de envergadura e 43 metros de altura, o Cristo de Encantado é, de fato, maior do que o do Rio de Janeiro, que tem 28 metros de envergadura e 38 de altura. Instalada no pé de um morro, a escultura retrata Cristo de braços abertos e olhando para todo o município, em uma vista panorâmica.
Além de pessoas que vão a passeio, há aqueles que visitam o monumento para fazer projeções de investimentos. A visitação ao Cristo acontece aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h. O valor de entrada é R$ 20.
Próximos passos
Após a finalização da parte artística do Cristo, esculpido pelo artista Markus Moura, agora é hora de pensar no interior da estrutura. Diferentemente do Cristo Redentor, do Rio, o de Encantado tem um coração em seu centro, por onde, futuramente, as pessoas poderão enxergar a paisagem panorâmica do município. Para isso, porém, ainda é necessário que luz e água já estejam disponíveis no local e que seja instalado um elevador, para levar os visitantes até lá.
A prefeitura está resolvendo como fazer chegar a luz e a água. No final de dezembro, o governo do Estado anunciou a liberação de R$ 4 milhões para asfaltar a estrada que liga a Lagoa Garibaldi até o Cristo Protetor. O trajeto tem 2,5 quilômetros.