Programação do 11º Polentaço de Monte Belo do Sul segue neste domingo

Tombo da polenta de 800kg e distribuição do alimento para os visitantes

Foto: Marlove Perin

Quentinha, cremosa, coberta por um molho de carne saboroso e salpicada por muito queijo colonial – assim foi servida aos visitantes a polenta, protagonista do 11º Polentaço, que iniciou hoje (21) e segue até amanhã (22) em Monte Belo do Sul.
No primeiro dia da programação, 800kg do alimento foram apreciados pelo público que circulou pela praça Padre José Ferlin. O tombo da polenta gigante foi uma das atrações da tarde – mas não só. O dia foi de curtir o melhor da gastronomia local, vinhos, espumantes e sucos de uva de qualidade diferenciada e, ainda, shows artísticos e apresentações culturais variadas. Antes de ir embora, o visitante pôde levar um pouquinho de Monte Belo do Sul para casa, adquirindo artigos coloniais e artesanais produzidos pelas agroindústrias expositoras.Quem não conseguiu acompanhar a abertura do Polentaço – ou quer repetir a dose de diversão – pode aproveitar o domingo para visitar a cidade, em uma viagem emoldurada pelas belas paisagens naturais que conduzem até a localidade. O segundo – e último – dia da décima primeira edição do evento inicia ao meio dia (veja agenda abaixo), ou seja, programa ideal para um demorado e prazeroso almoço em família ou com os amigos. Às 14h30 está programado para ocorrer o tombo de outra polenta gigante, também com 800kg, e posterior distribuição aos visitantes.
O11º Polentaço ocorre de forma integrada à 9ª Festa do Agricultor, promovidos pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e pelo Centro de Tradições Italianas. No primeiro dia da programação desta edição, foram servidas 2.500 porções de polenta, com estimativa de público em torno de 5 mil pessoas prestigiando o evento ao longo do dia.
Exposição de esculturas de polenta premia vencedores
No Polentaço, a polenta é, além de iguaria gastronômica, matéria-prima para expressão da arte. Ali, ela é transformada em obras que revelam aspectos marcantes da cultura local, fortemente alicerçada no legado da imigração italiana. A Exposição de Esculturas feitas com polenta, uma das únicas mostras do gênero no mundo, premiou os vencedores desta edição na noite de sábado. Entre os critérios avaliados estiveram criatividade, tema escolhido, originalidade e trabalho expressos em cada peça.

Primeira colocada na Exposição de Esculturas de Polenta – ‘Imigração Italiana, o embarque em Gênova, no navio Colomba’- Crédito Exata Comunicação, Alessandro Manzoni

Segunda colocada – ‘A colheita do milho’- Crédito Exata Comunicação, Alessandro Manzoni

O Troféu destaque para obra ‘La casa del Nonno Bépi’- Crédito Exata Comunicação, Alessandro Manzoni

Entre as 41 inscritas nesta edição, a campeã foi a obra ‘Imigração Italiana, o embarque em Gênova, no navio Colomba’, assinada pela Comunidade São Pedro – que recebeu o troféu Cagliera D’oro. A segunda colocada foi ‘A colheita do milho’, de autoria da Confeitaria Benvenutti, e premiada com a Cagliera Dargento. A escultura ‘Velho Casarão’, do Sítio Pitanga Nativa, ficou com a Cagliera Di Bronzo, na terceira colocação. O Troféu destaque, a Cagliera Nera, foi para a Comunidade Nossa Senhora de Caravaggio, com a obra ‘La casa del Nonno Bépi’, feita apenas com polenta. As vencedoras receberam, também, prêmios das empresas Multimóveis, Decibal Móveis, Carraro Móveis, Vinícola Cavalleri e Loja Carol Modas.Para conhecer todas as esculturas, é possível visitar a exposição, que segue aberta durante todo o domingo.

PROGRAME-SE
O quê: 11º Polentaço
Quando: Domingo, dia 22 (das 10h às 20h)
Onde: Praça Padre José Ferlin, em Monte Belo do Sul
Quanto: entrada franca

Dia 22 de maio
12h: corais Musicando Melodias e Alegria de Cantar (espetáculo artístico Monte Belo)
13h30min: Grupo Vicentino
14h30min: Tombo da Polenta Gigante
14h45min: banda Barbarella
16h45min: Mabolebo Latino América Dança Show
18h: Ragazzi dei Monti